Consumidor tem até 7 dias para se arrepender de compra à distância

symmetry, por Andy Cunningham, CC

Nós já falamos disso aqui no Blog do PagSeguro. E sempre é bom relembrar: o consumidor tem direito de se arrepender da compra que fez pela internet. O fato é notícia porque junto com o crescimento do comércio eletrônico, o Brasil registra índices galopantes de reclamações dos consumidores. O Procon-SP registrou aumento de quase 80% nas queixas. No Procon-RJ, o índice é de 148% mais reclamações – com punições severas a um dos maiores players do mercado pelo Ministério Público.

O artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor dá direito ao consumidor de se arrepender da compra até sete dias depois do recebimento do produto. E ele não precisa explicar o porquê. A regra vale para compras online em sites brasileiros. Segundo a assessoria de imprensa do Procon-SP, o consumidor deve registrar por escrito o seu arrependimento. Caso não tenha resposta, ele pode reclamar tanto junto ao Procon de seu Estado como na Justiça.
Portanto, aos lojistas, cabe:

  • Manter atualizados todos os canais de contato – e responder a cada um rapidamente. Lembre a regra: e-mails devem ser tratados em no máximo 24 horas.
  • Crie mecanismos de logística reversa – sim, a gente sabe bem o nó que existe na logística brasileira. Um SEDEX ou PAC a cobrar costuma resolver o assunto.
  • Acate o desejo do consumidor. Ele é seu cliente. E atender bem pode gerar fidelização.

foto: Andy Cunningham, CC