E-commerce tem deflação de 0,5% em fevereiro

Em fevereiro de 2012, o índice e-Flation contabilizou deflação de 0,5% nos preços do e-commerce brasileiro, alta de 0,7 pontos porcentuais em relação ao registrado no mês de janeiro em que atingiu -1,2%. O indicador, desenvolvido pelo PROVAR (Programa de Administração do Varejo), da FIA (Fundação Instituto de Administração), em parceria com a Felisoni Consultores Associados, tem como proposta monitorar as variações dos preços de produtos online, acompanhando as tendências de consumo na internet.

Houve deflação em sete categorias: CDs e DVDs (3,4%); medicamentos (2,9%); telefonia e celulares (2,8%); brinquedos (2,6%); eletroeletrônicos (1,5%); e informática (1,4%).

Já as categorias que registraram inflação no mês foram: “Livros” (0,04%), “Cine e foto” (0,2%), “Perfumes e cosméticos” (1,1%) e “Eletrodomésticos” (2,5%).

Via Ultimo Instante

Uma opinião sobre “E-commerce tem deflação de 0,5% em fevereiro”

  1. A partir desta edição do E-flation, a coleta de dados da internet passou a ser realizada em parceria com a ÍCONNA, empresa que oferece soluções de monitoramento de preços e inteligência competitiva no e-commerce, através do sistema Sensys Pricing, que realiza a coleta de informações (preços, disponibilidade, forma de pagamento, frete) de produtos em lojas virtuais e as disponibiliza em formato de relatórios gerenciais e dashboards, permitindo que gestores do varejo eletrônico e da indústria acompanhem de perto seus próprios negócios e de seus concorrentes, ajudando a tomarem as melhores decisões comerciais e de marketing.

    Isto se traduz em maior agilidade na coleta e análise dos dados.

    Muito bom! Ponto para o E-flation!

Os comentários estão encerrados.