Como a mídia social influencia compras online: uma sondagem



No início de junho a especialista Carolina Terra fez uma pesquisa com usuários de internet (Facebook e Twitter) para entender como as mídias sociais influenciam suas decisões de compra. A pesquisa é uma sondagem e não pode ter fins científicos por não usar os parâmetros estatísticos necessários. Mas é um ótimo termômetro do que acontece – e o melhor: só com consumidores brasileiros, coisa rara, não é?

Foram 131 pessoas, a maioria mulheres (72%), uso diário da internet (ou mais de uma vez por dia ou o dia todo) e usuários de redes sociais. Segundo as respostas, 91% dos entrevistados pesquisam, sim, antes de comprar.

Vejam quem está formando as opiniões dos clientes:

  • Opiniões em sites de reclamação (70%)
  • Opiniões ou resenhas em blogs; tweets, posts no Facebook e Vídeos (68%)
  • O que amigos e familiares dizem a respeito (52%)
  • A rede de contatos e as opiniões em sites de comércio eletrônico praticamente empatam, com 43% e 44% cada…

Conclui Carolina, especialista em Relações Públicas e Comunicação Organizacional:

Já era de se esperar que fontes como família e amigos exercessem grande influência sobre as opiniões antes da compra. Porém, um dado que chamou a atenção na pesquisa foi que os sites de reclamação foram o fator de maior impacto na decisão de compra dos participantes, o que nos gera uma oportunidade e uma ameaça do ponto de vista da comunicação organizacional.

Oportunidade no sentido de trabalharmos as reclamações que ali (sites de reclamação) se encontram e dar destino e retorno ao cliente. E ameaça porque uma vez com uma imagem ruim nesse ambiente, a organização dificilmente consegue reverter a percepção dos que ali navegam e isso pode impactar em diminuição do faturamento, boca a boca negativo etc.

Para ver a pesquisa completa, acesse aqui.

Fonte: RPalavreando
Imagem: Adam Fagen