Comércio Eletrônico brasileiro movimenta R$ 10,2 bi em 2012

O comércio eletrônico faturou R$ 10,2 bilhões no primeiro semestre deste ano. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o aumento foi de 21%, segundo dados revelados na 26ª edição do relatório WebShoppers, realizado pela e-bit.

A entrada da classe C no e-commerce foi um dos principais influenciadores do resultado. No primeiro semestre do ano, 5,6 milhões de pessoas fizeram a sua primeira compra on-line até hoje, o que significa que já somos 37,6 milhões de e-consumidores.

A expectativa é que o setor continue em expansão até o final de 2012. O faturamento esperado é de R$ 12,2 bilhões, fechando o ano com um total de R$ 22,5 bilhões o que representa um crescimento de 20% em comparação ao ano de 2011.

A pesquisa apontou também as compras coletivas deixaram de ser novidade no mercado on-line. A modalidade faturou mais de R$ 731 milhões no período, um crescimento de 2% em relação ao primeiro semestre do ano passado.

Para o segundo semestre, a perspectiva é que o mercado continue com bons resultados. O desempenho deve se manter o mesmo do segundo trimestre do ano, esperando-se que os resultados do quarto trimestre tenham um impacto previsível com a aproximação do final de ano, o que aumenta os custos dos consumidores. No último ano, o faturamento foi de R$ 1,6 bilhão. Para este ano, o crescimento esperado é de 5% a 10%.

Conforme o estudo, mais de 83 mil ofertas foram anunciadas e geraram uma economia de R$ 1,4 bilhão para os brasileiros. A pesquisa apontou ainda que em junho, 1,3% das compras online foram realizadas por meio de aparelhos móveis como smartphones e tablets. Em 2011, esse número representava apenas 0,3%.

Via: ECommerce News. Crédito da imagem: Daniela Hartmann via Compfight.