5 dicas para seu comércio faturar mais com o Dia dos Namorados

Dicas para vender mais no Dia dos Namorados

O amor está no ar, e todos querem agradar a seus namorados com alguma lembrança.

Enquanto o dia 12 de junho se aproxima, os lojistas aguardam ansiosos para atender os casais apaixonados. Isso porque as pessoas não costumam economizar na hora de presentear seus parceiros.

Para se ter uma ideia, dados da consultoria E-bit apontam para um tíquete médio de R$404,00 e um faturamento de R$1,49 bilhão no Dia dos Namorados de 2015, só no comércio eletrônico. Já no comércio tradicional brasileiro, de acordo com a Fecomércio-RJ, a data movimentou R$7,7 bilhões em 2015.

Esses números animadores só chegam a partir do momento em que as lojas se preparam para atender a essa demanda. Aqui, estar preparado significa colocar em prática uma série de atividades com certa antecedência. Então, sem perder mais tempo, confira o que você deve fazer para ter sucesso no Dia dos Namorados.

Invista nos produtos mais procurados

Para evitar surpresas desagradáveis, como produtos em falta, você deve saber quais são os produtos mais visados nessa época do ano. Mas, como descobrir isso? Acessando o histórico de vendas dos anos anteriores da sua loja e fazendo uma pesquisa, tanto com a concorrência como com o seu público-alvo.

Além de redes sociais e sites de busca, que ajudarão você a descobrir o que a concorrência está vendendo e o que seu público está procurando, vale mandar e-mails para os clientes com pequenos questionários, visando a conhecê-los melhor e descobrir quais são os planos para a data.

Ao descobrir quais foram os produtos que mais saíram no período e quais são os mais desejados para este ano, você já consegue ter uma ideia de itens “quentes” para as vendas. Assim, pode planejar descontos para os mesmos e reforçar o estoque dessas peças.

Tenha estoque na medida certa

Sabendo quais devem ser os produtos mais vendidos, fica mais fácil controlar o estoque. Aqui, o segredo está em encontrar o equilíbrio, uma vez que ter poucos produtos que vendem bastante faz você perder vendas e, por outro lado, tê-los em excesso significa dinheiro parado no estoque, além de ocupar muito espaço físico.

Mantenha o controle rígido do mesmo, seja com ajuda de um programa, de uma planilha no Excel ou até mesmo o velho e bom papel e caneta. O importante é levantar e controlar todas as peças do inventário para que não haja desperdício de produtos nem falta dos mesmos.

Diversifique os meios de pagamento

As transações com cartões de crédito e de débito somaram R$1,05 trilhão no ano passado – segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Para quem vende no comércio físico, aceitar cartões é primordial. Acabou aquela história de pagamento só em dinheiro. Isso, certamente, faz com que você perca clientes, haja vista esse número estrondoso de usuários de cartões que acabamos de apresentar.

Já no comércio eletrônico ainda há quem prefira boleto bancário ou débito em conta, por isso, é preciso diversificar e estar preparado para essa demanda.

Utilizando o PagSeguro, seja no comércio eletrônico ou no tradicional, você consegue atender às necessidades do cliente. Ao todo, o PagSeguro aceita mais de 25 meios de pagamento, trabalhando com as principais bandeiras de cartão do mercado. Para completar, o consumidor pode parcelar a compra em até 12 vezes, e você recebe tudo em uma única vez!

Ao oferecer esse leque de opções, a loja ganha alguns pontos com os consumidores e consegue realizar mais vendas.

Cumpra os prazos de entrega de produtos

A dica, aqui, é para quem vende online. Se a pessoa está comprando um presente para o Dia dos Namorados, é óbvio que o mesmo tem de chegar até a véspera da data. Planeje-se para isso e estipule uma data limite para as compras, para que sejam entregues em tempo hábil. Deixe claro para o cliente que as compras realizadas após determinado dia não serão entregues até a data. É melhor “perder” uma venda sendo claro e transparente do que ganhar um cliente insatisfeito porque você ocultou a verdade.

Não conte só com um fornecedor, é fundamental ter um plano B na manga. Ou seja, além de fazer as entregas pelos Correios, por exemplo, opte por fazer um contrato exclusivo com transportadoras para essas datas com maior demanda. Se as entregas forem na região, vale até usar um veículo próprio para surpreender um cliente que comprou na última hora. Com certeza, ele vai se tornar fiel à sua loja e contar o caso aos seus amigos, talvez até espalhar nas redes sociais.

Não se esqueça de avisar seus clientes e mandar o código de rastreio da compra quando os produtos estiverem sob responsabilidade dos Correios ou da transportadora.

Faça promoções atrativas

São milhares de lojas disputando a atenção dos consumidores. Um caminho para levá-los até a sua loja está na criação de promoções atrativas. Mas, cuidado, elas não podem prejudicar o seu caixa, hein! Que tal, por exemplo, oferecer descontos para a próxima compra do consumidor? Isso incentiva o cliente a voltar à sua loja numa próxima oportunidade, ajudando, assim, a fidelizá-lo.

Outra opção é dar desconto na segunda peça, incentivando, assim, o aumento do tíquete médio da compra. Você pode, ainda, criar kits com mais de um produto, empacotando aí, por exemplo, peças que tenham baixa rotatividade em sua loja. Assim, você já resolve dois problemas de uma só vez.

Para as lojas online, vale apostar no frete grátis. Só preste atenção nas finanças, para que você não saia no prejuízo. Uma dica é limitar esse benefício a regiões próximas ou para compras com tíquete médio alto.

Aproveite para colocar em prática essas e outras opções para atrair mais clientes para a sua loja no Dia dos Namorados e, assim, aumentar seu faturamento. Boas vendas!