Intenção de Consumo das Famílias Brasileiras Cresce e Atinge o Maior Patamar

Mensalmente, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) divulga o Índice de Consumo das Famílias (ICF). O indice varia de zero a 200. Quando está abaixo de 100, significa que os consumidores estão insatisfeitos com as condições de consumo e quando a pontuação é superior a 100, aponta a satisfação.

Em janeiro, o ICF marcou 89,4 pontos, o que representa um avanço de 5% em relação ao mês anterior. Embora esteja abaixo dos 100 pontos, essa foi a sétima variação positiva consecutiva, chegando à maior pontuação registrada desde maio de 2015. Na comparação anual, a alta foi de 17,7%, quando o indicador registrava 75,9 pontos.

Critérios de pontuação

Ao todo, o ICF engloba sete itens para chegar ao resultado final. Veja quais são e como eles evoluíram em janeiro:

  • Nível de Consumo Atual: 60,2 pontos em janeiro – alta de 8,7%.
  • Perspectiva de Consumo: 91,9 pontos em janeiro – alta de 8,7%.
  • Momento para Duráveis: 68,8 pontos em janeiro – alta de 7,9%.
  • Renda Atual: 98,5 pontos em janeiro – alta de 5,9%.
  • Acesso a Crédito: 86,9 pontos em janeiro – alta de 4,9%.
  • Emprego Atual: 107,2 pontos em janeiro – alta de 2,9%.
  • Perspectiva Profissional: 111,9 pontos em janeiro – alta de 2,9%.

Diante desse cenário, é possível perceber que, aos poucos, o brasileiro começa a ter confiança no consumo após atravessar anos de crise econômica. Um ótimo sinal para o varejo.

Para aproveitar o crescimento no consumo dos brasileiros, use as Soluções do PagSeguro e venda muito mais!