Arquivo da categoria: Mercado

Apostar no atendimento via WhatsApp, vale a pena?

bandeiras

A tecnologia é responsável por trazer diversas vantagens, ainda mais para quem tem um pequeno/médio negócio. E na hora do atendimento, isso não é diferente.

Cada vez mais cresce o número de atendimentos realizados por aplicativos de mensagens instantâneas, como por exemplo o WhatsApp. Por essas ferramentas as conversas entre empresa, consumidor e muitas vezes fornecedores tornam-se ainda mais rápidas.

Toda essa agilidade é uma grande aliada para envio de imagens de produtos, confirmação e acompanhamento de pedidos, informações e até mesmo um bom canal para comunicar as promoções da sua empresa.

Porém, é preciso ter cuidado com alguns fatores. Quando um consumidor entra em contato por esses meios de comunicação, ele espera uma resposta rápida. Portanto, se não for possível responder no mesmo dia, é melhor evitar o uso dessas ferramentas. E antes mesmo de estabelecer esse método de comunicação, é necessário pedir autorização prévia ao consumidor para entrar em contato com ele. Assim, você evita invadir a privacidade das pessoas.

O teor das conversas deve ser 100% profissional, além de contar com mensagens bem claras e diretas. Portanto, tenha um número apenas para realizar esse atendimento, preste atenção nos erros gramaticais e de digitação e informe sempre o horário de atendimento desse canal de comunicação. Por tratar-se de um aplicativo móvel, a tendência é que o consumidor entre em contato em qualquer horário, e não é sempre que você vai estar disponível.

Com essas dicas, além de estabelecer mais um ponto de contato com o seu consumidor, você aprimora o atendimento e conquista mais clientes para o seu negócio.

Fontes: http://exame.abril.com.br/pme/noticias/empresarios-apostam-no-atendimento-por-whatsapphttp://www.the-emagazine.com.br/categoria-145-destaques-sobre-ecommerce/1708-noticia-empresarios-usam-whatsapp-para-turbinar-vendashttp://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/05/1629894-empresas-usam-whatsapp-para-fazer-vendas-propaganda-e-ate-entregas.shtml

RESULTADOS DO E-COMMERCE DE 2015

Webshoppers

O ano de 2015 foi conturbado para o mundo dos negócios por causa da crise. Porém, a 33ª edição do relatório WebShoppers mostrou que os resultados não foram ruins. Comparando com o varejo tradicional, o e-commerce tornou-se um dos principais aliados dos brasileiros para compras, oferecendo na maioria das vezes o melhor custo-benefício.

Isso, aliado a melhoria dos serviços oferecidos pelo comércio eletrônico aumentaram a confiança dos consumidores. Ou seja, comparado com o ano de 2014, 2015 apresentou um crescimento de 15,3%.

Pontos de destaque de 2015 segundo o relatório:

Pedidos: o volume de pedidos cresceu no segundo semestre, impulsionado pela Black Friday, Natal e por outras datas promocionais.

Omnichannel: algumas grandes lojas de varejo, com forte presença online, implementaram o processo no qual o consumidor pode retirar produtos comprados pela Internet nas lojas físicas.

Dispositivos móveis: as vendas via dispositivos móveis cresceu ao longo do ano, atingindo 15% das vendas, no mês de dezembro.

Frete: o ano ficou marcado pela diminuição das promoções de frete grátis. No mês de dezembro, por exemplo, apenas 39% das vendas foram feitas com frete gratuito

Consumidores: 39,1 milhões de consumidores virtuais realizaram pelo menos uma compra em 2015, volume 3% maior que em 2014.

Quais são as expectativas e previsões para 2016?

O ano de 2016 chegou com previsões otimistas: crescimento esperado de 8%, atingindo assim um total de R$ 44,6 bilhões em vendas.

Como no ano de 2015, o crescimento do e-commerce se baseia – e muito – no aumento de preços do comércio tradicional, levando as compras em sua maioria para o comércio eletrônico. E vale ressaltar também que a maior participação de vendas será de categorias como eletrodomésticos e smartphones.

Portanto, as notícias para quem trabalha com e-commerce são positivas, mesmo com o momento de instabilidade que o Brasil passa. E, se precisar de ajuda para aumentar os lucros, o PagSeguro está aqui.

Confira o relatório WebShoppers completo.

DICAS RÁPIDAS PARA LUCRAR COM A PÁSCOA

coaching para empreendedores

Quando se fala em vender mais na época da Páscoa, muitos pensam que essa oportunidade só é válida para quem trabalha com ovos ou chocolate. Mas, se você souber aproveitar, consegue lucrar independente do ramo do negócio.

Por isso, confira as dicas do PagSeguro e prepare-se para os lucros.

PERSONALIZE A SUA LOJA:
Seja ela física ou online, a vitrine da sua loja deve estar com a cara da Páscoa. Portanto, utilize uma identidade visual diferente nessa época na vitrine, e-mail marketing, redes sociais, embrulhos e todo resto.

BRINDES E PARCERIAS:
A ideia de oferecer brindes para os clientes em datas comemorativas é válida. Por exemplo, se a sua loja conseguir dar um ovo de chocolate, mesmo que pequeno, para as compras realizadas no período, será um fator que pode criar intimidade e fidelizar um cliente.

PROMOÇÕES:
Outra dica que vale para qualquer data comemorativa, são as promoções. Nesse caso, você pode pensar em sortear uma Cesta de Páscoa entre os compradores da loja, seguidores da marca ou algo do tipo.

MOTIVE A EQUIPE:
Você pode criar uma premiação específica para a Páscoa para motivar a sua equipe a vender ainda mais.

Mas é claro, se você quiser só um complemento para a sua renda, vender ovos, trufas e bombons caseiros nessa época é uma ideia que gera lucros na certa. E se for esse o caso, conte com o PagSeguro para facilitar os pagamentos.

Aproveite as dicas e também os chocolates!

Fontes:
https://empreendedorismoms.wordpress.com/2013/02/20/oito-dicas-como-ganhar-dinheiro-pascoa-empreendedorismo-sebrae/
http://www.sebraesp.com.br/index.php/76-noticias/multissetorial/7671-pascoa-e-oportunidade-para-empresario-lucrar-mais
http://www.asemana.com.br/sebrae-sp-orienta-empresarios-a-como-vender-e-lucrar-mais-nesta-pascoa/

Business Plan: o 1º passo do seu e-commerce

businessplan

Muitos não sabem o que de fato é um Business Plan, mas ele pode ser responsável pelo sucesso de um e-commerce.

Por definição, Business Plan é: uma visão quantitativa do futuro de uma empresa e reflete implicitamente uma estratégia de mercado, operacional e financeira. O objetivo dele é estimar a capacidade da empresa em gerar dinheiro no futuro. Portanto, todo negócio em algum momento precisará criar um e o e-commerce, não será uma exceção.

Além dos pontos apresentados acima, o Business Plan para e-commerce é uma condição fundamental para os que buscam financiamento ou investidores para o seu negócio. Isso porque você precisará mostrar que tem o caminho certo para torná-lo um empreendimento de sucesso.

Quando você faz um estudo detalhado, encontra todas as variáveis de custo para a criação do negócio e evita que despesas inesperadas coloquem tudo a perder. Isso mostra se o futuro da empresa é rentável e duradouro.

Um outro ponto importante que está dentro do seu Business Plan é a Análise SWOT. É nela que você estabelecerá quais são as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do negócio levando em consideração o segmento que ele se enquadra.

Não se esqueça de estabelecer metas (de curto, médio e longo prazo) e prioridades no seu planejamento. Assim, você tem orientações operacionais para o dia a dia e não perde o foco em possíveis emergências.

Outro ponto importante é que muitos parecem não ter conhecimento que o Business Plan não é criado para ser usado apenas uma vez e depois guardado na gaveta. É preciso revisitá-lo constantemente para ter certeza que está no caminho ou até mesmo se esse caminho precisa ser trilhado novamente levando em consideração possíveis mudanças de cenário.

Uma vez que o seu Business Plan for concluído, compartilhe as informações com pessoas de confiança e que tenham certa experiência para buscar possíveis mudanças. Um feedback sempre é bem-vindo.

Nos dias de hoje, o e-commerce chega como uma grande alternativa de trabalho, mas mesmo que seja apenas um complemento de renda, mantenha o seu Business Plan e todo gerenciamento do negócio da maneira mais profissional possível. Isso, com certeza, fará a diferença no sucesso da empresa.

FONTE:
http://www.blogdoecommerce.com.br/business-plan-para-e-commerce/
https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/business-plan-passo-ingressar-commerce/
http://www.cursodeecommerce.com.br/blog/plano-de-negocios-para-ecommerce/

Conheça o parceiro do PagSeguro: Pluga

Conheça a Pluga – a primeira plataforma plug and play do Brasil que permite integrações incríveis entre ferramentas e serviços web, sem escrever uma linha de código.

Em menos de 4 meses, a startup já conta com mais de 100 Empresas usando a plataforma.

De acordo com um de seus fundadores, Marcus Ribeiro: “a maioria dos empreendedores perde um tempo precioso em tarefas repetitivas no dia-a-dia. Eles copiam e colam informações, conferem dados, conciliam o extrato. Pode ser um trabalho danado! Nós queremos ajudá-los a focar no que realmente importa, o estratégico do business”.

Como funciona?

A Pluga conecta as ferramentas que os empreendedores já usam (ou tem interesse de usar), criando uma comunicação inteligente entre elas. Prometem, no primeiro plano, automatizar os processos financeiros entre Meios de pagamento (Ex: PagSeguro), Gerenciador Financeiro (Ex: Zeropaper, Nibo), CRM (Ex: Pipedrive, SalesForce), Nota Fiscal Eletrônica (Ex: Nfe.io, eNotas) e Conciliação Bancária.

Os sócios explicam que se inspiraram no modelo da empresa Zapier – que participou da aceleradora norte-americana Y Combinator em
2012: “Acreditamos que há uma janela de oportunidade, queremos aproveitar as particularidades do doing business no Brasil e, por que não, da América Latina.”

A Pluga aposta no crescimento do empreendedorismo “Temos mais de 9 milhões de micro e pequenas empresas apenas no Brasil. Sabemos que estes empreendedores, com mais tempo para inovar, podem fazer coisas incríveis. Eles mudam o mundo. Mas, é muito difícil pensar no crescimento do seu negócio, quando se está sobrecarregado de tarefas operacionais”.

A startup conta com PagSeguro, Slack, Google Sheets, Mandrill e Nibo, realizando integrações como: “A cada transação aprovada no PagSeguro, enviar um e-mail personalizado para o seu cliente via Mandrill”. Em breve pretendem liberar a API para outras empresas se conectarem. Veja mais aqui.

Coaching para empreendedores aumenta o sucesso e reduz os riscos

coaching para empreendedores

Você sabia que o uso de técnicas de coaching para empreendedores traz resultados impressionantes no que diz respeito ao aumento de sucesso e diminuição de riscos?

Isso acontece pois o coaching trabalha habilidades específicas para reação de forma positiva às mudanças do mercado, cenário econômico e até mesmo ao comportamento dos seus consumidores.

Por esses motivos o trabalho de coaching está cada vez mais presente nas etapas do planejamento e preparação para novos negócios. Mas como ele funciona?

O coaching é um processo de autoconhecimento que leva você a conhecer todas as suas forças e tirar proveito delas nos momentos de fraquezas. Durante o processo identifica-se o ponto de vida de cada empreendedor, portanto, é importante definir um objetivo claro a ser alcançado, além de regras de comportamento e responsabilidades.

Quando você consegue identificar todos os pontos fortes e fracos, é possível perceber as situações onde cada um se aplica e assim os riscos que você corre são calculados dentro deste cenário.

O coaching para empreendedores é uma forma de apoio que vai além de orientações judiciais ou de negócios. Ele motiva e aumenta o comprometimento da pessoa com a sua empresa, visando assim um sucesso ainda maior. E em um mercado competitivo, saber as suas competências é um diferencial gigantesco.

Fontes:
http://www.blogdoecommerce.com.br/coaching-para-empreendedores/
http://www.empreendedoresweb.com.br/coaching-para-empreendedores/
http://www.ibccoaching.com.br/blog/empreendedorismo-e-coaching/

Carteiras digitais: praticidade, segurança e uma tendência.

black friday dicas

Existem diversos modelos de pagamentos móveis e online para você escolher e a cada dia aparecem novas tecnologias. Uma tendência que vem crescendo tanto no exterior, quanto no Brasil é o uso das carteiras digitais.

Esse tipo de solução armazena os dados de identidade e financeiros do usuário permitindo o pagamento por meio de aplicativos sem a necessidade de usar dinheiro ou algum tipo de cartão.

Mas é seguro?
O investimento em mecanismos que evitam fraudes é ainda maior no método da carteira digital. Além disso, você tem a seu favor o fato de não ter que digitar seus dados em todas as compras, já que eles estão seguramente armazenados.

Segurança é sempre algo questionado em novos métodos de pagamento. As carteiras digitais chegam com um grande trunfo: o aumento das fraudes e clonagens que acontecem com os cartões. Com a carteira digital, as lojas têm acesso apenas as informações necessárias para venda e não a todos os seus dados.

Realmente é mais prático?
Pense por esse lado: com uma carteira digital, você pode realizar as suas compras sem levar dinheiro, sacar dinheiro em algum caixa eletrônico ou se for comprar em algum site, não precisa do cartão de débito ou crédito em sua mão.

Para comprar em lojas físicas, você só precisa do seu smartphone com algum aplicativo instalado ou se for comprar online, só precisa cadastrar seu cartão na Carteira PagSeguro. Quer saber mais sobre ela? Veja aqui.

Fique de olho nessa tendência e se prepare para esse método de pagamento que irá revolucionar as vendas.

FONTES:
http://tecnologia.seuradar.com/2015/12/10/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil/
http://www.tecmundo.com.br/tecnologia/45677-o-futuro-das-carteiras-digitais-vai-alem-de-pagamentos.htm
http://www.nl.com.br/blog/tecnologia/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-carteiras-digitais/
http://canaltech.com.br/materia/mercado/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil-54199/

Comércio informal: um mercado em alta e uma oportunidade para você.

Comercio informal

A maior parte dos brasileiros faz compras no mercado informal com uma certa frequência. E isso foi comprovado por uma pesquisa do Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com o levantamento, 75% dos participantes admitiram que compram de ambulantes ou lojas informais.

A porcentagem é alta quando pensamos no tamanho da população brasileira. E isso mostra uma grande oportunidade para quem tem esse tipo de comércio ou até mesmo para quem tem nesse estilo de comércio um complemento da sua renda.

Essa modalidade exige um investimento menor de entrada, que pode ser uma grande saída para tempos de crise. Por outro lado, além de produtos de qualidade, você precisa passar confiança para o consumidor e oferecer formas de pagamento variadas.

Os dois itens citados acima são grandes maneiras de fidelizar o cliente e, como todo comércio informal, a melhor propaganda é o “boca a boca”.

Portanto, invista na Moderninha como forma de pagamento para aceitar diversas bandeiras no débito ou crédito oferecendo segurança para os clientes e faça um atendimento exemplar para que os seus clientes indiquem outros.

Assim, você consegue driblar os períodos de crise e seguir o resto do ano no lucro.

Fonte:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-03/maioria-dos-brasileiros-recorre-ao-comercio-informal-com-alguma-frequencia