Arquivo da categoria: Mercado

Conheça o parceiro do PagSeguro: Pluga

Conheça a Pluga – a primeira plataforma plug and play do Brasil que permite integrações incríveis entre ferramentas e serviços web, sem escrever uma linha de código.

Em menos de 4 meses, a startup já conta com mais de 100 Empresas usando a plataforma.

De acordo com um de seus fundadores, Marcus Ribeiro: “a maioria dos empreendedores perde um tempo precioso em tarefas repetitivas no dia-a-dia. Eles copiam e colam informações, conferem dados, conciliam o extrato. Pode ser um trabalho danado! Nós queremos ajudá-los a focar no que realmente importa, o estratégico do business”.

Como funciona?

A Pluga conecta as ferramentas que os empreendedores já usam (ou tem interesse de usar), criando uma comunicação inteligente entre elas. Prometem, no primeiro plano, automatizar os processos financeiros entre Meios de pagamento (Ex: PagSeguro), Gerenciador Financeiro (Ex: Zeropaper, Nibo), CRM (Ex: Pipedrive, SalesForce), Nota Fiscal Eletrônica (Ex: Nfe.io, eNotas) e Conciliação Bancária.

Os sócios explicam que se inspiraram no modelo da empresa Zapier – que participou da aceleradora norte-americana Y Combinator em
2012: “Acreditamos que há uma janela de oportunidade, queremos aproveitar as particularidades do doing business no Brasil e, por que não, da América Latina.”

A Pluga aposta no crescimento do empreendedorismo “Temos mais de 9 milhões de micro e pequenas empresas apenas no Brasil. Sabemos que estes empreendedores, com mais tempo para inovar, podem fazer coisas incríveis. Eles mudam o mundo. Mas, é muito difícil pensar no crescimento do seu negócio, quando se está sobrecarregado de tarefas operacionais”.

A startup conta com PagSeguro, Slack, Google Sheets, Mandrill e Nibo, realizando integrações como: “A cada transação aprovada no PagSeguro, enviar um e-mail personalizado para o seu cliente via Mandrill”. Em breve pretendem liberar a API para outras empresas se conectarem. Veja mais aqui.

Coaching para empreendedores aumenta o sucesso e reduz os riscos

coaching para empreendedores

Você sabia que o uso de técnicas de coaching para empreendedores traz resultados impressionantes no que diz respeito ao aumento de sucesso e diminuição de riscos?

Isso acontece pois o coaching trabalha habilidades específicas para reação de forma positiva às mudanças do mercado, cenário econômico e até mesmo ao comportamento dos seus consumidores.

Por esses motivos o trabalho de coaching está cada vez mais presente nas etapas do planejamento e preparação para novos negócios. Mas como ele funciona?

O coaching é um processo de autoconhecimento que leva você a conhecer todas as suas forças e tirar proveito delas nos momentos de fraquezas. Durante o processo identifica-se o ponto de vida de cada empreendedor, portanto, é importante definir um objetivo claro a ser alcançado, além de regras de comportamento e responsabilidades.

Quando você consegue identificar todos os pontos fortes e fracos, é possível perceber as situações onde cada um se aplica e assim os riscos que você corre são calculados dentro deste cenário.

O coaching para empreendedores é uma forma de apoio que vai além de orientações judiciais ou de negócios. Ele motiva e aumenta o comprometimento da pessoa com a sua empresa, visando assim um sucesso ainda maior. E em um mercado competitivo, saber as suas competências é um diferencial gigantesco.

Fontes:
http://www.blogdoecommerce.com.br/coaching-para-empreendedores/
http://www.empreendedoresweb.com.br/coaching-para-empreendedores/
http://www.ibccoaching.com.br/blog/empreendedorismo-e-coaching/

Carteiras digitais: praticidade, segurança e uma tendência.

black friday dicas

Existem diversos modelos de pagamentos móveis e online para você escolher e a cada dia aparecem novas tecnologias. Uma tendência que vem crescendo tanto no exterior, quanto no Brasil é o uso das carteiras digitais.

Esse tipo de solução armazena os dados de identidade e financeiros do usuário permitindo o pagamento por meio de aplicativos sem a necessidade de usar dinheiro ou algum tipo de cartão.

Mas é seguro?
O investimento em mecanismos que evitam fraudes é ainda maior no método da carteira digital. Além disso, você tem a seu favor o fato de não ter que digitar seus dados em todas as compras, já que eles estão seguramente armazenados.

Segurança é sempre algo questionado em novos métodos de pagamento. As carteiras digitais chegam com um grande trunfo: o aumento das fraudes e clonagens que acontecem com os cartões. Com a carteira digital, as lojas têm acesso apenas as informações necessárias para venda e não a todos os seus dados.

Realmente é mais prático?
Pense por esse lado: com uma carteira digital, você pode realizar as suas compras sem levar dinheiro, sacar dinheiro em algum caixa eletrônico ou se for comprar em algum site, não precisa do cartão de débito ou crédito em sua mão.

Para comprar em lojas físicas, você só precisa do seu smartphone com algum aplicativo instalado ou se for comprar online, só precisa cadastrar seu cartão na Carteira PagSeguro. Quer saber mais sobre ela? Veja aqui.

Fique de olho nessa tendência e se prepare para esse método de pagamento que irá revolucionar as vendas.

FONTES:
http://tecnologia.seuradar.com/2015/12/10/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil/
http://www.tecmundo.com.br/tecnologia/45677-o-futuro-das-carteiras-digitais-vai-alem-de-pagamentos.htm
http://www.nl.com.br/blog/tecnologia/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-carteiras-digitais/
http://canaltech.com.br/materia/mercado/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil-54199/

Comércio informal: um mercado em alta e uma oportunidade para você.

Comercio informal

A maior parte dos brasileiros faz compras no mercado informal com uma certa frequência. E isso foi comprovado por uma pesquisa do Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com o levantamento, 75% dos participantes admitiram que compram de ambulantes ou lojas informais.

A porcentagem é alta quando pensamos no tamanho da população brasileira. E isso mostra uma grande oportunidade para quem tem esse tipo de comércio ou até mesmo para quem tem nesse estilo de comércio um complemento da sua renda.

Essa modalidade exige um investimento menor de entrada, que pode ser uma grande saída para tempos de crise. Por outro lado, além de produtos de qualidade, você precisa passar confiança para o consumidor e oferecer formas de pagamento variadas.

Os dois itens citados acima são grandes maneiras de fidelizar o cliente e, como todo comércio informal, a melhor propaganda é o “boca a boca”.

Portanto, invista na Moderninha como forma de pagamento para aceitar diversas bandeiras no débito ou crédito oferecendo segurança para os clientes e faça um atendimento exemplar para que os seus clientes indiquem outros.

Assim, você consegue driblar os períodos de crise e seguir o resto do ano no lucro.

Fonte:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-03/maioria-dos-brasileiros-recorre-ao-comercio-informal-com-alguma-frequencia

Vender alimentos na internet? Sim, é possível!

vender comida pela internet com pagSeguro
Antigamente, se você ouvisse que alguém comprou um alimento online iria estranhar. Agora, a realidade mudou e esse tipo de e-commerce vem ganhando mais clientes a cada dia.

É fácil encontrar lojas online que vendem produtos não perecíveis, doces e salgados por encomenda, bebidas, lanches e diversas outras boas opções. E, é claro que para ganhar ainda mais credibilidade o seu e-commerce precisa de um uma boa forma de pagamento: o PagSeguro!

Entre diversos sites de venda online, separamos alguns para você conhecer:

LightChef: oferecendo uma nutrição saudável e fitness, eles possuem pratos prontos e kits que podem ser personalizados conforme a sua necessidade.

Armazém Santa Filomena: aqui, você vai encontrar uma opção mais diversificada de produtos para consumo rápido.

Geleias Edelweiss: esse é um exemplo de e-commerce focado em apenas um gênero alimentício. Com isso, você ganha força e pode se destacar no e-commerce.

Agora que você conheceu alguns exemplos, está na hora de falar o que interessa: dicas de como fazer o seu e-commerce dar certo.

Quando se fala em alimentos, a entrega é crucial

Dependendo do produto, o melhor a se fazer é restringir a entrega para uma região que você possa atender pessoalmente. Assim, garante que o alimento seja entregue em perfeitas condições. Se o produto não por perecível, use transportadoras de segurança para ter a certeza de uma entrega perfeita.

Informações importantes, são importantes

Quando uma pessoa vai até um supermercado ou loja comprar algum alimento, ela se atenta a diversos itens como: validade, valores nutricionais e tudo mais. Portanto, a descrição dos seus produtos deve ser a mais completa possível.

 Armazenamento adequado

Por mais que esse seja um espaço que o cliente nunca irá ver, é importante manter os itens armazenados adequadamente. Temperatura ideal, prateleiras e armários higienizados, além de embalagens certas para evitar possíveis acidentes no transporte.

E não se esqueça: antes de criar o seu e-commerce de alimentos, fique atentos as leis federais, estaduais e municipais sobre a venda de alimentos e use o PagSeguro como forma de pagamento.

Palavras que podem ajudar seu e-commerce

Na hora de construir informações sobre os seus produtos ou até mesmo criar no blog da sua loja virtual usar certas palavras pode te dar ganhos.

Um produto xyz2500 pode dizer pouco para seu público e para os motores de busca, mas “Uma excelente TV LED de 42 polegadas” pode dar um ganho e tanto nos acessos. Então use e abuse das descrições e dos adjetivos apropriados.

Outra palavra que sempre chama atenção é “grátis”. Então ofereça um mimo aos clientes: pode ser um frete grátis, uma embalagem ou cartão grátis. Percebeu como a palavra “grátis” chama a atenção?

E outra que faz toda diferença é “segurança”. Por isso esclareça aos seus clientes quais cuidados você toma neste quesito. Oferecer o PagSeguro já permite que você afirme ao seus clientes que usa a melhor tecnologia em segurança de transações financeiras digitais.

Então agora é acertar no alvo das melhores palavras e comemorar os lucros no final do mês.

Photo Credit: wakalani via Compfight cc

Melhorando seu E-commerce

melhorar seu ecommerce

Mesmo com um público maior que em outros países presente no ambiente online, ainda há algumas diferenças entre o e-commerce brasileiro e o de países como Estados Unidos e Coréia, que impactam nas vendas e nos negócios das lojas virtuais.

A necessidade de compra, expectativas e desejos, experiência de marca e relacionamento continuam os mesmos, o que estamos falando é do sentimento ao final da compra.
Aquilo que faz algumas pessoas gastarem mais em uma única loja, como a Amazon, por exemplo, do que todas as outras lojas virtuais do Brasil juntas.

O que realmente queremos?

Enquanto você pensar que a primeira resposta é preço, outros se destacam pela qualidade. Em um processo de compra (seja online, offline ou mobile), queremos mesmo é satisfazer um desejo, uma vontade. Fazer a melhor compra do mundo, tendo a certeza que é seguro, que a logística funciona e que em caso de arrependimento, seja fácil e prático o retorno. Estamos falando muito mais do que o produto em casa dentro do prazo de 15 dias. Estamos falando em avaliar, decidir, opinar e poder compartilhar um odeio ou adoro de verdade. “Gostou? Multiplique e indique! Detestou? O retorno é por nossa conta!”, mais ou menos assim. Se você entende isso de verdade, vai ser simples ver o tamanho da vantagem do online sobre o offline e que é apenas questão de tempo para termos lojas conceituais usando isso de forma ainda mais efetiva. E na prática, como você realmente está?

Precisamos aprender com quem faz:

Alguns e-commerces não saem da teoria à pratica pelo motivo de não saberem “O que e Como” fazer. Por isso aqui vão 5 cases que podem te ajudar:

01. Tenha uma compra simplificada, clara e transparente como o eBay: Se você tem alguma dúvida, tente se cadastrar, pesquisar, ler a política de compra, entrega, proteção ao cliente e o melhor… um telefone de suporte / FAQ que é realmente orientado a solucionar o problema do cliente, sempre tentando ao máximo opções e garantias. No eBay você realmente encontra tudo isso. De qualificação de vendedores e compradores (sim você tem uma qualificação), a até uma política completa anti-fraude com um “nós pagamos a conta” do eBay se der errado. Imagine isso no seu ecommerce?
02. O seu On-Off-Mobile são apenas um. Como na Apple, que aonde você for é sempre Apple: Nada melhor que você dar um click no seu celular, pode mostrar os produtos, lojas mais próximas, opções de pagar agora, retirar na loja (consultando em tempo real o estoque) e ao chegar, você agenda pelo aplicativo o consultor / vendedor que irá te atender. Quer um pouco mais? Experimente o App da Apple e visite uma loja para entender como tudo funciona. Se preferir, você tem ainda a opção de scan para selecionar o produto e “do-your-self a compra”.
03. Comprou e quer devolver? Simples, gratuito e descomplicado como a Blockbuster: Se você acha que a Amazon é boa em devolver, é por que não viu o sistema da Blockbuster para concorrer com o Netflix. Basicamente, a questão é como fazer para concorrer com uma rede de vídeo instantâneo? A aposta foi no tamanho do acervo e velocidade de lançamento nas lojas. Nesse ponto a Blockbuster criou o sistema de assinatura, onde você paga mensalmente para receber 2 vídeos por vez, podendo ver e retornar pelo correio que eles te enviam o próximo. Parece até complicado, se não fosse a lista de vídeos que você automatiza no site e o envelope que você recebe onde no verso já é o envelope para envio / retorno. Simples assim. Inclusive o mail pega em casa o seu envelope, sem precisar ir ao correio. Que tal uma agenda de filmes e lançamentos planejada com tempo e toda semana novas entrega em casa?
04. E se algo der errado? Um suporte que realmente quer ajudar como a Zappos: Faz algum tempo que esses sistemas têm melhorado. Se quiser experimentar, tente ligar para a Zappos e conversar com um atendente. Além de você adorar a conversa, vai ver como as pessoas realmente querem te ajudar.
05. Pensou em site bacana, relacionamento e logística, falou Amazon.com: Some um super sistema de indicação no site, outro em cada produto pesquisado (nota, opiniões e o que outros compraram) e envio de produtos realmente relevantes no meu email. Se pensa que isso é bom, inclua a opção de comprar novo ou usado, comparando lojas ou fornecedores com ranking. Quer mais? Que tal tudo isso em um sistema de entrega gratuito, onde pago por uma assinatura anual e a Amazon entrega de forma super rápida e com a devolução mega simplificada. Você compra um produto indicado/recomendado, tem a opinião real dos compradores, quase zero prazo de entrega (um a 3 dias) e se não gostou, devolução gratuita coberta pela própria Amazon. Quer lançamentos, filmes, games, livros ou até sua mostarda preferida?

E o que podemos realmente fazer?

Antes de você pensar que isso não pode acontecer no Brasil, segue abaixo o que você pode fazer para ter isso funcionando a seu favor.

  1. 1.    Comece simplificando sua compra. Quero comprar, pagar e receber. Tudo isso em 30, 5 ou apenas um dia, com opção para entregarmos e montarmos na sua casa. A Logística é fundamental.
  2. 2.    Avalie se a opção de compra mínima para entrega não fica melhor tendo clientes prime, com pagamento de R$ 100,00 ao ano para produtos entregues pela loja. Não gostou? Pagamos a devolução.
  3. 3.    Quer ferramentas? Se for investir trabalhe com seu TI na avaliação real de produtos, mostrar o que os outros também compraram e um sistema para receber por email informações realmente específicas sobre troca de preços, descontos ou lançamentos como, por exemplo, tudo sobre novas chupetas para crianças.
  4. 4.    Seja online, seja mobile. Inicie por um clube de vantagem ou lançamentos até sua loja estar na mão do cliente com opções de consulta, reserva de produtos e agendar horário para retirar /comprar.
  5. 5.    Para fechar, tenha a segurança de pagar a devolução do produto, inclusive tirando um pouco da verba de mídia para trabalhar essa política (sic) de devolução (mude para compromisso de devolução), adicionado ao pagamento do retorno, cupons para outros produtos ou bônus para envie seu feedback.

É importante lembrar que do outro lado estão pessoas, com um mesmo desejo. Ter seus produtos entregues e respondendo as suas expectativas.

 

Texto Original: Site Mídias Sociais

A partir de dezembro táxis terão que aceitar cartões em São Paulo.

taxista venda com cartão de crédito

A partir de dezembro deste ano, os táxis da cidade de São Paulo deverão que aceitar cartões de crédito e débito.

Recentemente foram sancionadas novas regras para os taxistas da cidade de São Paulo. Entre as regras, os táxis devem aceitar cartões de débito e crédito como forma de pagamento, além de oferecer carregadores para aparelhos celulares, notebooks e tablets.

O taxista que não tiver uma máquina de cartão até a data limite, 19 de dezembro de 2015, poderá levar multa de R$ 32,40, além da inclusão de cinco pontos no prontuário da prefeitura.
Em caso de reincidência, tanto a multa quanto os pontos serão dobrados.

A medida é benéfica para os passageiros, também para os taxistas. Com a chegada das Olimpíadas, aceitar cartões é ainda mais importante pela segurança e a possibilidade de oferecer uma das principais forma de pagamento do mercado, além de conseguirem atender mais clientes.

Para os taxistas, o PagSeguro dispõe da Moderninha, a maquininha sem aluguel e com 3 anos de garantia.
Com ela, é possível efetuar pagamentos com débito e crédito, além da facilidade de administrar os pagamentos recebido. O saque também é facilitado, e pode ser feito ou direto para a conta bancária ou como crédito no Cartão Pré-Pago PagSeguro que possui bandeira MasterCard e é aceito na maior parte dos estabelecimentos do país.

Para mais informações da Moderninha, clique AQUI