Arquivo da categoria: Parcerias

Todas as parcerias das empresas com o PagSeguro

PagSeguro também ajuda a vender música na web

connectionsEnquanto as gravadoras e produtoras não sabem como enfrentar a mudança de comportamento dos usuários da rede, os músicos estão à frente. Eles já montam suas próprias páginas e colocam seus produtos à venda – com tudo o que têm direito, inclusive integração com o PagSeguro.

Um caso de destaque é o músico Sonekka, que até verbete na Wikipédia tem.

O segundo CD de Sonekka, Agridoce, é lançado em consonância com o seu tempo. Sem gravadoras, sem venda em lojas. Nem caixinha plástica, nem encarte com letras minúsculas e bagunçadas. Artista ligado a novas tendências, ele preferiu lançar o disco somente na internet, pelo iTunes, em 25 países através do selo Koala Records do Japão.

Para os brasileiros,uma versão – à venda no site do músico– em um encarte luxuoso, com design do artista Murilo Martins. Na forma de um livro, traz todas as letras acompanhadas de pequenas crônicas que montam cenas do universo do disco. A mistura é uma marca do compositor Sonekka. As doze músicas do CD não respeitam um estilo determinado. Vão do rock, do pop e do blues a ritmos brasileiros, num tempero bem dosado do que o próprio título do CD anuncia: Agridoce. As participações especiais vão da verve roqueira e contestadora de Zé Rodrix, que toca piano e teclado em duas faixas, à percussão arrebatadora do inglês Cris Wells, em Batendo Água. O grupo paulistano de compositores 4+1(Kana,Alvaro Cueva, Márcio Policastro,Alê Cueva e Leo Nogueira) participa de Será Que Estou Viajando? (Sonekka/Márcio Policastro), um rock suingado e de letra bem-humorada. Fechando o disco, mais três participações especiais. Guarabyra,Celso Viáfora e Élio Camalle se unem a Sonekka para cantar Balada Perdida, composição de Camalle, que ambienta a letra em bares tradicionais de música pra dizer “Eu não te amo Espanhola, eu não te amo mais” na voz de Guarabyra.

Outro jeito, é tentar cativar o internauta brasileiro com doações, como faz a banda Ultraje a Rigor no Projeto Música Esquisita. Radiohead arrecadou uma boa grana com doações, deixando o usuário doar quanto quisesse pelo download. E sua banda, já está aceitando pagamentos online seguros?

Twestival aceita PagSeguro

Segundo o próprio site, “A missão do Twestival São Paulo é angariar fundos para iniciar o projeto de construção de pelo menos um poço de água em um país em desenvolvimento através da ONG charity: water. A missão Global do Twestival é arrecadar US$ 500.000 em conjunto. Somos todos voluntários e nenhum de nós recebe qualquer tipo de pagamento por esta ação.”

Agora eles aceitam PagSeguro, colabore!

Acompanhe o @PagSeguro no Twitter!

ONGs usam PagSeguro

Conversamos com o presidente da Preserva-SP, Jorge Eduardo Rubies, que usa o selo de doação há quase um ano no site da entidade. Embora os valores sejam variáveis, Jorge diz que a OSCIP (Organização Social de Interesse Público), escolheu o PagSeguro pela segurança e facilidade.
“Foi muito simples fazer o cadastro, sem burocracia”, disse Jorge. Os diretores também não tiveram dificuldade em instalar o botão de doação e a única reclamação que têm é por parte dos usuários – que abrem pouco a mão.

O PreservaSP ajuda em movimentos de preservação histórica da cidade, como o tombamento da Casa do Barão da Bocaina, na esquina da Alameda Santos com a Rua Padre João Manoel, em S. Paulo. Colabore!




Conheça clientes PagSeguro no novo Portal de Lojas

O novo layout e funcionamento do Portal de Lojas
O novo layout e funcionamento do Portal de Lojas

O Portal de Lojas PagSeguro – catálogo com algumas lojas virtuais e websites que usam PagSeguro – está novinho em folha. Organizamos as categorias em ordem alfabética. Ao clicar em uma delas, o usuário já visualiza a relação de lojas dentro da categoria selecionada. E para não prejudicar nenhuma loja, a apresentação é aleatória, ou seja, não há privilégio para lojas que começam com “A”. Os critérios para participação continuam os mesmos, e estão publicados em link no próprio Portal de Lojas.

O Portal de Lojas é uma forma interessante para Empresas que usam PagSeguro mostrarem sua credibilidade. Mas há outras oportunidades interessantes para quem quer anunciar na web, e nem precisa ter um CNPJ. Confira o bônus para clientes PagSeguro pessoa física (conta Vendedor) ou jurídica (conta Empresarial) em Links Patrocinados, e conheça também o Shopping UOL.

Ekom: sua loja pronta em segundos, integradinha com PagSeguro

Daniel Bertini tem 32 anos, é webdesigner e programador, trabalhando como consultor autônomo para diversas empresas. Começou sua carreira ainda no tempo das BBS‘s e com o tempo tornou-se um programador e empreendedor da web. Cheio de idéias e projetos, lançou em setembro de 2008, o Ekom. “Eu tinha clientes que desejavam criar lojas on-line e queriam as suas próprias marcas, mas não tinham nenhum conhecimento técnico e não conseguiam desenvolver nas outras plataformas disponíveis. Então criei o projeto e o desenvolvi nas horas vagas (leia-se noites e madrugadas)”, conta.

O Ekom é programado em PHP, e permite criar, sem maiores complicações (como hospedagem ou registro de domínio), uma loja totalmente personalizada e, o melhor, totalmente integrada ao PagSeguro.

“Escolhi o PagSeguro porque já era usuário do sistema e ele é muito bom. Foi o melhor modo de garantir segurança, conforto e confiabilidade tanto para o lojista como para os clientes”, diz Daniel.  Ele oferece quatro tipos de planos para quem deseja usar o Ekom, de acordo com o número de produtos. O grátis, que permite incluir 10 itens; depois há três planos: básico, médio e super, que custam entre R$ 60 e R$ 210, conforme o volume de produtos. Para completar, as lojas geram, no sistema, relatórios de venda e recebimentos, o que ajuda a melhorar o negócio.

É possível também integrar o sistema a sites ou blogs, mas com a assessoria de Daniel – que já está planejando um plugin para o WordPress de forma a facilitar o trabalho.

Para o futuro, Daniel também planeja adicionar atendimento on-line e um portal para dar destaque aos produtos das lojas Ekom.

A dica veio da nossa leitora Vanessa Mantuani.

Vakinha mostra o uso inteligente do PagSeguro


Em dezembro, nasceu um novo serviço na internet brasileira: Vakinha. Criado pela empresa gaúcha Squid, o serviço já nasce integrado ao PagSeguro. Para quê serve o Vakinha? Para gerenciar e arrecadar dinheiro para todos os fins. Quem já tem cadastro no PagSeguro já pode sair usando o serviço sem medo – e quem não tem ganha uma conta de vendedor automaticamente.

É possível criar vaquinhas abertas ou fechadas. As abertas podem ser usadas para doações ou colaborações com fins específicos – como o churrasco da turma, o chá de bebê da amiga, o presente de casamento para o colega de escritório. As fechadas são indicadas para grupos específicos de pessoas e podem ser controladas através do painel de controle.

É um serviço simples e útil já que resolve a questão de gerenciamento que sempre fica na mão de alguém. Agora fica mais fácil controlar e não se corre o risco de perder a conta de quem contribuiu ou não.

O pulo do gato, entretanto, é o uso do PagSeguro, que permite pagamentos por Transferência Eletrônica de Fundos, boleto e cartão de crédito. O serviço tem consigo toda a segurança dos protocolos PagSeguro e garante eficiência e rapidez nas transações.
Update:
Se o usuário esquecer a senha, pode pedir para que seja reenviada ao seu e-mail cadastrado no PagSeguro.

Nasce o Startupi

Com apoio PagSeguro e UOL Host, nasceu ontem uma iniciativa única no Brasil: o Startupi, um blog que vai falar de startups e mostrar aos investidores, nacionais e estrangeiros, as iniciativas brasileiras. Venture Capital, a criação de startups, Angel Investors e inovação serão os temas naturais do site.

A iniciativa do grupo Social Smart – que também mantém a Amanaiê e lançará um novo serviço para o mercado mobile em 2009 – será mantida pelo blogueiro Alexandre Fugita, que criou o Techbits, um dos melhores blogs de tecnologia do Brasil.

Foto: Larissa Herbst