Arquivo da categoria: Dicas para Vendedores

Gamificação e negócios

A gamificação tem o potencial de “injetar” vida nova em uma variedade de indústrias e dar forças à ofertas existentes.

O termo “gamification”, descreve o uso de mecânica de jogo, como desafios, conquistas e recompensas, para conduzir certos comportamentos do consumidor no que são tradicionalmente de jogos não-contextos, tais como serviços de televisão, energia ou saúde.

Atualmente, mais de 40% dos consumidores norte-americanos jogam videogames pelo menos uma vez por mês, e esse percentual vem aumentando com a crescente adoção de smartphones e tablets.

Torná-lo divertido

Com a introdução de uma iniciativa gamification, as empresas podem alcançar vários objetivos:

  • atrair novos usuários / clientes, incluindo alcançar segmentos;
  • manter os usuários existentes / clientes;
  • diferenciar as ofertas das dos concorrentes.

Gamification capta a atenção do público, mas também aumenta a participação, introduzindo diversão em rotina, muitas atividades sóbrias. Ele pode alavancar o buzz em torno de uma oferta específica e, portanto, melhora os anúncios nas redes sociais e tornam mais amplas as chances de atrair o público.

Hoje o e-commerce é uma ameaça para os varejistas físicos e varejo tem sido uma das primeiras indústrias a se beneficiarem com a gamificação.

Melhorar a Experiência

A gamificação permite que os varejistas traguam seus consumidores e aumente a participação deles dentro da loja. O Mobile anda junto com os jogos, principalmente os baseados em localização, o mais popular é o Foursquare. Através do aplicativo Foursquare, os varejistas podem premiar os consumidores de acordo com o check-in feito no local físico de uma loja e incentivar as comparações de preços, elogios, frequência no estabelecimento e reclamações, podendo usá-las de forma construtiva para melhorar seus serviços.

 

Fonte CRM Buyer

Como faço para verificar minha conta no PagSeguro?

Você recebeu um pagamento na sua conta do PagSeguro e quer transferir para sua conta bancária? Antes, você precisa verificar sua conta. Não sabe como fazer isso? Calma, é bem simples, a gente explica.

Esse passo é muito importante para garantir a sua proteção e agilizar o processo para a solicitação de novos saques. E ressaltando que essa confirmação dos dados da sua conta é feita apenas uma vez!

Pode parecer complicado, mas não é. Primeiro, você cadastra seus dados bancários no PagSeguro.

Em até quatro dias úteis, o PagSeguro vai fazer dois depósitos de até R$ 0,99 na sua conta. Até R$ 0,99, tá? Não precisa ser exatamente esse valor. Pode ser R$ 0,65, R$ 0,40, R$ 0,22 e por aí vai.

Aí, quando esses depósitos forem feitos, você precisa informar o valor desses depósitos de volta no PagSeguro. Pronto, depois é só transferir o dinheiro no PagSeguro para a sua conta no banco.

Quer saber mais?

Veja o nosso passo a passo, com todas as telas

 

“Dúvida sobre a imagem? Clique nela e veja a etapa com detalhes”

Primeiro, você precisa entrar na sua conta. A tela que vai aparecer é essa aqui. No canto direito, você vai ver um link que diz “Verificar conta”. Clique nele.

Verificar conta

 

Clicou? Agora você vai ver essa tela aqui. Clique no botão “Informar conta bancária” para ir para a próxima tela.


informar conta bancaria

Pronto, agora você chegou a essa tela aqui, onde vai informar seus dados pessoais e bancários. Essa etapa é muito importante, portanto vamos ver com atenção alguns detalhes.

Primeiro, você vai ver seu nome e, ao lado, os três primeiros números do seu CPF.

E atenção: A conta bancária que você vai informar para poder transferir o dinheiro deve estar no mesmo nome e mesmo CPF. Não pode ser uma conta no nome de seu marido, esposa, filhos ou amigos.


criterios para verificacao da conta

Agora você vai digitar o número do seu banco. Se não souber de cabeça, clique em consultar e procure o nome na lista.

Achou? Ótimo, coloque o nome do banco aí. No nosso exemplo, é o Itaú.


informacao de banco na conta pagseguro

Agora você vai colocar a agência do banco.

ATENÇÃO: Se sua agência só tem quatro dígitos, por exemplo, 8656, você vai preencher o campo do dígito com 0, como no exemplo abaixo.


digito na verificacao de conta

Se sua agência tem dígito, por exemplo 6748-6, então você vai preencher o campo do dígito com o número 6. Como no exemplo abaixo:


digito na verificacao de conta

Agora você precisa preencher o número da sua conta. Assim como no exemplo anterior, se sua conta não tem dígito, por exemplo, 5647875, coloque zero no último campo:


numero da conta

Se sua conta tem dígito, preencha com esse número. Muita atenção na hora de colocar esses números, pois se você preencher errado, a verificação não vai ser feita. Depois de preencher todos os dados, clique em “Continuar”.

Agora você foi direcionado a esta tela, com os dados preenchidos. Leia com atenção e veja se todos os dados estão corretos. A gente já falou, mas não custa avisar: se sua agência e conta têm dígito, você precisa colocar esse número no lugar certinho!

Está tudo pronto? Então clique em “Verificar conta bancária”:


verificar conta PagSeguro para saque de dinheiro

Agora você vai receber esse aviso aqui.


aviso de verificação de conta PagSeguro

Significa que os dados foram recebidos e que dois depósitos de até R$ 0,99 vão ser feitos na sua conta. É só ficar de olho no extrato do banco.

Fique atento, pois os depósitos podem ser em qualquer valor entre R$ 0,01 e R$ 0,99. Por exemplo: R$ 0,67 e R$ 0,13. Ou R$ 0,46 e R$ 0,26. E por aí vai.

Se o valor for maior que R$ 0,99, o depósito não é do PagSeguro. Assim que você identificar os dois depósitos, você deve voltar para sua conta.

Quando você olhar seu extrato, os depósitos estão identificados como “DOC ou TED”, “Universo Online”, “PagSeguro” ou “pagamentos a fornecedores PagSeguro”.

Veja um exemplo aqui:

como preencher banco e conta verificação PagSeguro

Já tem os valores nas mãos? É hora de voltar ao PagSeguro.

Clique de novo no canto direito da tela, em “Verificar conta”.

Você será direcionado para esta tela aqui, onde vai informar os valores dos dois depósitos:


deposito cartão de crédito verificação PagSeguro

Digite os números exatos e pronto! Agora é só clicar no botão “Continuar” e sua conta está verificada. Você já pode transferir seu saldo do PagSeguro para sua conta!

verifique a conta PagSeguro

4 Dicas para você começar a vender online hoje mesmo.

Comparado às lojas físicas, o negócio online já sai na frente (ou melhor, atrás) em gastos iniciais, por não depender de ambiente físico e tudo o que ele implica: das contas à pagar ao maior número de pessoas que ele exige.

Veja as vantagens das vendas na internet e aproveite as dicas do PagSeguro para começar o seu negócio até o final desse post!

  1. Poste suas vendas, curta a sua autonomia!

Diferente de um negócio físico, que demanda um alto nível de investimento inicial e mensal, na internet você pode começar a vender mesmo sem ter um site: já são diversos negócios de sucesso que começaram as vendas pelas redes sociais. Anote a dica: saiba em qual delas a maior parte do seu público se encontra para concentrar esforços nela, sem deixar de marcar presença nas outras redes.

E para realizar as transações, o PagSeguro oferece a ferramenta ideal: com a solicitação de pagamentos por e-mail, você envia pedidos de pagamento em um clique, oferecendo mais de 25 meios para pagar e parcelamentos em até 18 vezes.

 

  1. Sem limites de bairro, cidade e estado!

Além de estar aberta 24h, uma loja virtual possui alcance ilimitado: com os serviços de frete existentes hoje no PagSeguro, você pode enviar mercadorias para qualquer local do país de maneira prática, segura  – e o melhor – pagando pouco. Conheça o Envio Fácil PagSeguro e envie produtos com até 70% de desconto no valor do frete dos Correios.

 

  1. Descubra como é fácil ter um site

Ter o seu próprio endereço online é o primeiro passo para quem quer decolar nas vendas:  mostra consolidação do seu negócio e transmite confiança aos consumidores, além de abrir milhares de possibilidades de comunicação e interação com os clientes. Custo e dificuldades? Menores do que você imagina: conheça a plataforma do UOL que oferece pacotes práticos e completos na montagem de um site: UOL Host, o serviço de hospedagem e serviços online com a credibilidade UOL: uolhost.uol.com.br/

 

  1. Não há fórmula para o sucesso, mas existem inúmeras pistas.

Saber a trajetória de empresas de sucesso e cases de negócios online é de extrema importância para quem quer dar certo. Só assim você se informa de quais opções tomar – ou não –  e descobre as ferramentas importantes para chegar lá. Siga o canal do PagSeguro no YouTube e aprenda com os diversos conteúdos para o seu negócio dar certo: youtube.com/user/PagSeguro
Se quiser saber mais sobre vendas online e aprofundar os seus conhecimentos, consulte a Academia UOL Host: http://www.uolhost.uol.com.br/academia

Impulsione suas vendas no Instagram!

Antes de mais nada, é importante que você entenda como funciona a rede. E para isso, não adianta ir atrás de explicações na internet ou do sobrinho: você deve ser um usuário dela. Comece a usá-la, siga outras pessoas ou perfis de seu interesse (lembre-se de que a rede não possui apenas pessoas físicas), tire fotos, experimente todos os dias – somente assim você vai ter referências e se adequar a linguagem do canal.

1. Invista nas fotos
O ideal é que os produtos estejam ambientados de acordo com seu uso, ou com temas que tenham a ver com ele – Mas não se esqueça que eles devem ser o ponto principal da foto, ou seja, nenhum elemento da foto deve chamar mais atenção do que seu item.

Fotos limpas e de qualidade garantem maior atratividade: caso seja possível, utilize uma câmera profissional.

Garanta ainda mais likes e visualizações nas fotos com uma pós-produção: mesmo um leve tratamento de imagem já garante maior atenção de quem está olhando. E se você não está por dentro das ferramentas, invista seu tempo nisso: há diversos tutoriais de edição básica de Photoshop no YouTube e em outros sites especializados.

2. Menos filtros, mais técnicas
O enquadramento deve valorizar o produto, mostrando o máximo possível dele e suas partes mais atraentes e importantes. E fique atento às técnicas básicas de fotografia de produto: fotos de cima para baixo fazem o item parecer menor do que ele é, já de baixo para cima fazem ele parecer maior.

3. Instagram também tem texto
A foto em si já explicará muito sobre o produto, mas garanta outras informações importantes como tamanho, cor, marca, etc. E no caso de produtos seminovos, seja bem claro na descrição do estado do produto: reclamações posteriores sobre a compra nos seus posts, podem acabar com a reputação da sua loja.

Também é bom não esquecer a hashtag: esse é um item muito importante para aumentar a divulgação dos seus produtos. Utilize #shop e mais 4 ou 5 “#” que tenham a ver com o seu produto.

4. Conecte seu perfil com o Facebook
Caso a sua loja tenha um perfil no Facebook, compartilhe as suas fotos lá, aproveitando para divulgar o seu perfil do Instagram e otimizando ao máximo o alcance e a visualização do seu negócio.

5. Gere o “bafafá”
Faça os seus compradores divulgarem os seus produtos, oferecendo descontos ou uma promoção para caso ele poste uma foto marcando a sua loja.

6. Por último – e o mais importante!
Não esqueça também de divulgar as formas de pagamento e as facilidades que os seus clientes terão para comprar: a melhor pedida é a solicitação de pagamentos por e-mail do PagSeguro, que oferece mais de 30 meios de pagamento, incluindo cartão de crédito em até 18x (para você receber à vista), débito online, boleto e depósito em conta. Tudo para você solicitar o valor da compra em um clique e receber num piscar de flash!

 Fontes:

http://www.comovenderpelainternet.net.br/2014/09/como-vender-pela-internet-com-o-instagram.html

http://exame.abril.com.br/pme/noticias/como-usar-o-instagram-para-promover-seu-negocio#1

http://blog.wishpond.com.br/post/63460508117/52-dicas-como-se-promover-no-instagram

5 dicas para o seu e-commerce não tomar conhecimento da crise.

O varejo online é ainda mais competitivo do que o tradicional em épocas de crise. Além de possuir menos custos (físico e de logística), os sites tem a vantagem de fisgar consumidores em busca de produtos/serviços com preços mais baixos – na hora da buscar melhores ofertas, ele pode ser atingido por uma chamada da sua loja, por exemplo.

Veja as dicas para a sua loja virtual crescer e aproveitar com a crise:

1. Hora de barganhar!
Antes de mais nada, faça uma análise de custos: esse é o momento para negociar ou buscar novas empresas fornecedoras com melhores ofertas, condições de pagamento e preços – mas fique atento para que isso não signifique a queda na qualidade do seu produto/serviço.

2. Eu, sou brasileiroo…
Com a alta do dólar, é natural que os consumidores fujam de produtos importados e sites internacionais que vendem na moeda americana, o que consequentemente causa um aumento na busca por itens feitos aqui: faça uma análise e pesquise se produtos buscados no exterior se adequam ao seu negócio, para investir em artigos de mesma categoria produzidos no Brasil.

3. Fique atento às oportunidades.
Cortar e reduzir custos não é a única solução: em momentos de crise, os preços da indústria caem e isso pode ser uma boa para investir em ativos e soluções para a sua empresa – aquisições que vão melhorar o seu rendimento, aumentar a produtividade e o faturamento a longo prazo quando a “vaca” começar a engordar novamente.

4. Não esqueça quem é a “alma do negócio”.
Publicidade: essencial em tempos de retração, é ainda mais importante captar e fidelizar clientes, já que eles estão com menos disposição para gastar e mais atentos a preços mais baixos.

É importante fazer uma análise do seu público e procurar a melhor forma de atingir eles: cada uma das redes sociais existentes, por exemplo, possui perfis de públicos diferentes: pesquise o seu consumidor e saiba em qual ele está mais presente.

5. Fique atento as datas sazonais
Algumas datas do comércio não conhecerão a crise. É o caso do que o Black Friday promete: de acordo com uma pesquisa realizada pelo Zoom, 99% dos consumidores que aproveitaram as ofertas no ano passado irão repetir a dose – 71% pretendem comprar na Black Friday se encontrarem bons descontos e 28% afirmaram não ter dúvidas de que farão compras.

Por isso, não esqueça de ir preparando os descontos e promoções para desovar o estoque!

Fontes:
http://computerworld.com.br/oito-dicas-para-administrar-um-e-commerce-em-tempos-de-crise

http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/consumo/noticia/4298612/mesmo-com-crise-consumidor-esta-disposto-gastar-black-friday

Saiba quais bandeiras de cartão você aceita com PagSeguro

Não importa o tamanho do seu negócio, aceitar cartões de débito e crédito é essencial para qualquer vendedor. Hoje, a maioria dos consumidores brasileiros prefere pagar no cartão, principalmente, por causa de praticidade e segurança. Por isso, aceitá-los significa aumentar consideravelmente as vendas. Além disso, com a chegada de leitores de cartão para celular, vendas online e maquininhas sem mensalidade, como a Moderninha do PagSeguro, os custos caíram bastante. Os leitores e maquininhas evoluem rapidamente. Hoje em dia, são muito mais fáceis de manusear, possuem design prático e são bem mais leves.

Com todos esses fatores, está mais do que provado: trabalhar com cartões vale muito a pena. Quem vende com PagSeguro, pode aceitar as principais bandeiras de débito e crédito online ou em vendas presenciais, com os leitores e maquininhas. Confira na tabela abaixo quais cartões cada solução do PagSeguro aceita:

bandeiras

Agora que você já sabe com quais bandeiras de débito e crédito o PagSeguro trabalha, é só escolher como quer vender: pela internet  ou com os leitores e Moderninha

Boas vendas!

Fonte: PagSeguro

5 passos para garantir a segurança do seu e-commerce

impulso digital

O varejo virtual no Brasil está cada vez mais sólido e seguro. Mesmo assim, ainda existem fraudadores que, através de cartões e dados roubados, realizam transações online. O problema é que, nesses casos, quem tem que arcar com o custo total é a loja virtual. Para ter uma ideia, o Brasil está em quinto lugar no ranking mundial de fraudes com cartão de crédito, atrás apenas de EUA, México, Emirados Árabes e Reino Unido.

Mas calma, isso não significa que ter uma loja online é uma furada, muito pelo contrário. Os e-commerces continuam indo muito bem e existem maneiras extremamente eficazes de evitar fraudes e tocar o seu negócio, seja ele de grande ou pequeno porte, de maneira tranquila e segura. Por isso, o PagSeguro listou 5 passos para garantir a segurança da sua loja virtual:

1 – Adote o “pague em um clique”

Com o sistema “pague em um clique”, o comprador armazena seus dados e não precisa ficar preenchendo suas informações financeiras toda vez que for realizar uma transação. Isso traz mais segurança para os dois lados, além de garantir praticidade e agilidade. Grandes nomes do varejo virtual, como a Amazon, oferecem essa opção e o PagSeguro, através da ferramenta Cartão Preferencial pode ajudar o seu e-commerce com isso.

2 – Peça senhas fortes

Quando o seu cliente for realizar o cadastro, sempre peça senhas mais fortes e complexas, combinando caracteres e números. Pode parecer um pouco chato, por isso, informe para seu público que isso é uma medida de segurança bastante eficaz. Com certeza, ele vai comprar a ideia.

3 – Avise sobre transações

Antes de finalizar qualquer transação, avise seu cliente via email ou SMS. Assim, após informar os dados do cartão, ele vai receber uma mensagem avisando da compra e seu valor. Você também pode oferecer um código que o comprador deve preencher antes de finalizar o processo. É uma maneira de evitar transações fraudulentas e o chargeback, que é o cancelamento da compra pelo não reconhecimento da transação por parte do titular do cartão.

4 – Limite de transações negadas

Boa parte das vezes, as transações fraudulentas são realizadas por softwares que usam vários números de cartão sucessivamente, até conseguirem finalizar a compra. Para evitar que isso aconteça, estabeleça um limite de tentativas para cada usuário. Se ele errar muitas vezes os dados do cartão e exceder este limite, será bloqueado e colocado numa lista de compradores de risco.

5 – Conte com ajuda profissional

Muitos fraudadores são especialistas no assunto e vão fazer de tudo para burlar o sistema. Por isso, é difícil combater fraudes e chargebacks sem a ajuda de uma empresa profissional e isso vai demandar um bom tempo e esforço. Sendo assim, a melhor solução é contar com um parceiro como o PagSeguro, que trabalha para garantir a segurança de compradores e vendedores e que possui o selo PCI, certificação usada no mundo inteiro e concedida para empresas que garantem total segurança no uso e armazenagem de dados, protegem a privacidade dos clientes e evitam fraudes eletrônicas.

Siga estes passos, mantenha o seu negócio saudável e à prova de fraudes! Confira aqui mais dicas de segurança do PagSeguro.

O Selo PCI e a segurança de comprar online

impulso digital

As vendas online continuam crescendo no Brasil. Mesmo assim, muita gente ainda sente insegurança ao comprar na internet. Por isso, as empresas têm quer estar preparadas para proteger as informações pessoais dos consumidores, como o número do cartão de crédito. O PagSeguro proporciona grande segurança para clientes e parceiros e por isso recebeu um certificado importantíssimo: o Selo PCI.

O que é Selo PCI?
Também conhecido como PCI-DSS, sigla em inglês para “Padrão de Segurança de Dados para a Indústria e Cartões de Pagamento”, é uma certificação usada no mundo inteiro e concedida para empresas que garantem total segurança no uso e armazenagem de dados, protegem a privacidade dos clientes e evitam fraudes eletrônicas.

O PagSeguro foi testado e aprovado!
O PagSeguro recebeu o Selo PCI em 2013. Para isso, passou por muitos e muitos testes. As avaliações são bastante rigorosas e não poderia ser diferente, já que servem para comprovar que a empresa é realmente segura e cumpre estes 12 requisitos:

1. Instalar e manter um firewall para proteger dados de cartão de crédito.
2. Não utilizar senhas padrão ou outras configurações de segurança dos softwares utilizados.
3. Proteger dados de cartões de crédito armazenados.
4. Utilizar criptografia na transmissão de dados de cartões de crédito, manter um programa de Gerenciamento de Vulnerabilidades.
5. Utilizar regularmente programas antivírus.
6. Desenvolver e manter sistemas e aplicações seguras, implementar um forte controle de acesso.
7. Restringir acesso a dados de cartões de crédito por negócio e por pessoas que realmente precisam acessá-los.
8. Designar um único ID para cada usuário da rede e sistemas.
9. Restringir acesso físico aos dados de cartão de crédito, testar e monitorar a rede regularmente.
10. Rastrear e monitorar todos os acessos à rede e dados de cartões de crédito.
11. Testar a segurança de sistemas e processos regularmente, manter um programa de Gerenciamento de Vulnerabilidades.
12. Manter uma política que enderece informações de segurança.

No PagSeguro, você pode confiar. É claro que é bom ficar esperto ao realizar transações na internet, mas o Selo PCI é mais uma prova de que ser parceiro, cliente ou fornecedor do PagSeguro é ter garantia de que seus dados estão sendo muito bem protegidos.

Fontes:
https://www.siteblindado.com/pt/produtos-e-servicos/plataforma-pci/
http://ecommercenews.com.br/noticias/parcerias-comerciais/pagseguro-recebe-certificacao-pci-dss
http://imasters.com.br/artigo/12196/seguranca/pci-dss-entenda-como-funciona-a-norma-de-seguranca-de-transacoes-eletronicas