Arquivo da categoria: *Vender com PagSeguro

Tudo relacionado a vendedores

PagSeguro ensina e-commerce em São Paulo

Hoje tivemos o primeiro dia do ciclo de palestras para micro e pequena empresa aqui na capital de  São Paulo, promovido pela Camara-e.net, e patrocinado pelo PagSeguro. As palestras foram divididas em blocos, pensando na ordem lógica que deve ser seguida pelo empreendedor que quer começar a vender online.

Pela manhã houveram palestras sobre infra estrutura de comércio eletrônico, servidores, registro de domínio, loja virtual. À tarde tivemos verdadeiras aulas sobre pagamentos online e risco. Depois do coffee break tivemos a divertida palestra do Lemuel, que tratou da questão de embalagens e entrega em todo Brasil, com os Correios. Depois disso foi tratado o tema marketing online, com aulas de links patrocinados e anúncios em shoppings.

Ciclo MPE

Haviam mais de 400 participantes, que interagiram com os palestrantes em um debate após cada módulo, e devido ao grande número de perguntas, boa parte delas ficaram para serem respondidas por e-mail. Se você participou e tem alguma dúvida, pode usar nosso blog para comentar, estamos à sua disposição. Envie um comentário!

O ponto alto foi risco em pagamentos online

O painel de risco e pagamentos online foi o mais polêmico, que após o evento gerou várias rodinhas de discussão sobre temas como fraude, phishing (aqueles e-mails falsos que querem obter suas senhas), chargeback e outros. Segundo o empreendedor Alberto Grillo, diretor comercial da Mercobeaty que assistiu todas as palestras, foi o PagSeguro que resolveu o problema da loja virtual dele. Após tentar diversas soluções para ativar pagamentos online em sua loja, foi quando ele encontrou o PagSeguro que veio a tranquilidade.

“Além de não temos custo fixo, não temos trabalho para analisar os pagamentos, e podemos dar foco em nosso negócio”, explica Grillo, que vai estudar migrar sua loja para o Magento, a “vedete” do open source.

Se você mora em São José do Rio Preto ou adjacências, venha aprender com o Ciclo PME. O próximo evento será dia 14 de abril. Trata-se de um projeto importante, desenvolvido pelo SEBRAE, para ajudar micro e pequenos empresários a desenvolver melhor seus negócios na internet. E o melhor: a inscrição é de graça!!!

A Programação:
9h às 9h30
Introdução: O que é Comércio Eletrônico?
Fluxo do e-commerce

9h30 às 12h00
Painel I: Infra-estrutura do e-commerce: hardware, software, acesso, certificado, registro de domínio, hospedagem e lojas virtuais.

12h às 13h30 Almoço (não incluso)

13h30 às 15h30
Painel II: Meios de pagamento: cartão de crédito, pagamento on-line, gestão de risco.
Logística: entrega dos produtos

15h30 às 18h00
Painel III: Webmarketing: links patrocinados, comparação de preços, cruzador de ofertas, shopping on-line e publicidade on-line.

18h00 às 18h30
Painel IV: Exportação e linhas de financiamento: Mercosul digital, Portal da exportação, financiamento e entrega internacional.

Serviço: Ciclo MPE.net – S. José do Rio Preto
Dia 14/04/2009, das 9h às 18h30
Local: Centro de Convenções da ACIRP.
Av. Bady Bassit, 4052 – Vila Nsa da Paz- São José do Rio Preto/SP Saiba como chegar ao local

Entenda as transações na sua conta PagSeguro

pag-02.jpg

Um de nossos clientes nos questionou esta semana porque uma compra via PagSeguro gerou duas transações no sistema.

Dennis Ferreira explica que toda transação gera, 2 transações. “O PagSeguro é uma conta de intermediação. Entraram R$ 876,77 no Pagseguro, e depois saíram os mesmos 876,77 para o vendedor”, esclarece.

Dúvidas? Estamos sempre por aqui.

Quer conhecer o cliente? Pergunte ao seu site

1350774613_09ec0c2d32

Informação é poder. Cada vez mais, as empresas se conscientizam de que saber o que seu cliente pensa é determinante para o sucesso e crescimento dos negócios online. Mais do número de acessos e volume de vendas, o perfil qualitativo do usuário fornece pistas preciosas para a expansão do negócio. Estes dados podem ser obtidos por meio das ferramentas de webanalytics. “Esta percepção está mudando a cara do mercado”, afirma Ruy Carneiro, sócio da WA Consulting, consultoria especializada na área. “O movimento se intensificou com a chegada do Google Analytics, que levou gratuitamente uma série de facilidades para as pequenas e médias empresas. Com isso, tivemos o crescimento do uso destas ferramentas, inclusive impulsionando os serviços pagos para fornecer informações que o Google Analytics não permite”.

Ruy Carneiro afirma que o grande nível de detalhe das análises disponíveis permite ir muito além das informações meramente quantitativas, como a quantidade de PageViews em um determinado período. “Limitar-se a dados quantitativos é como tentar descobrir o que está acontecendo com uma pessoa somente olhando a temperatura”, diz. “Os dados de webanalytics auxiliam a tomar decisões mais precisas quanto à orientação da área digital. Pode-se descobrir, inclusive, onde economizar; onde lucrar mais; como redesenhar os processos do site para que os clientes tenham uma experiência melhor em suas visitas”.

Com informações em mãos, cada área da empresa pode utilizar os dados da forma mais proveitosa a seus objetivos. “A equipe de produtos pode identificar o que está sendo mais comercializado em cada época do ano. Pode checar também o que a pessoa viu antes da compra, para criar vendas cruzadas no futuro”, exemplifica. “Os profissionais que cuidam de mídia podem identificar a qualidade de cada canal utilizado para a divulgação. A equipe de web pode identificar os ‘gargalos’ do site e definir mudanças para melhoria da navegação, através da reorganização dos processos e usabilidade. E assim por diante”. Para completar a análise, entram em cena outras ferramentas, como pesquisas qualitativas e de usabilidade. “Com estas informações, os gerentes de marketing e de mídia podem trabalhar com veículos que possuam um perfil mais coerente com o público que se quer atingir”.

Primeiros passos

Conheça as principais ferramentas existentes para obter informações sobre quem acessa seu site:

Veja aqui o estudo de mercado realizado pela WA Consuting sobre webanalytics no Brasil.

Imagem: handhakeI de oooh.oooh, no Flickr em CC

Conquistando o cliente pelo bolso

1062744637_215b9bc9b5

Promoções, compras em conjunto, descontos em datas especiais, fretes grátis. Além da comodidade de comprar em casa e da variedade de produtos, é impossível ignorar a importância do preço baixo na hora de conquistar o cliente. A facilidade de encontrar boas condições de preço na internet torna ainda mais importante a agilidade dos sites para enfrentar a concorrência. Conheça algumas das técnicas mais eficazes de conquistar clientes fiéis:

  • Escolha produtos de grande apelo para promoções, motivando o consumidor a fazer a escolha assim que receber a propaganda.
  • Estimule a compra conjunta, oferecendo produtos relacionados entre si.
  • Crie uma data para o final da promoção, de preferência bem próxima ao seu início. Isso estimula o consumidor a decidir o mais rápido possível pela compra.
  • Cumpra os prazos de final das promoções, para manter a credibilidade delas junto aos consumidores.
  • Ofereça fretes grátis sempre que puder. Assim, o cliente não precisa calcular custos extras e se sente animado a comprar.
  • Ofereça suporte necessário ao consumidor. Destaque os produtos em promoção no site e abasteça a página com todas as informações possíveis para ajudá-lo a escolher. Evite que ele precise tirar dúvidas, especialmente no caso de promoções de curta duração, quando dias e até horas fazem diferença na possibilidade de compra. Um site ágil complementa a boa impressão gerada pelo preço baixo – e garante a volta do cliente.

Imagem:  Money, no Flickr de Kiki99, CC-BY-NC-SA

Sua solução está preparada para a próxima fase da NF-E?

Por Guilherme Soares Rodrigues
Diretor Comercial para SPED/NF-e
BoldCron

 

Hoje a emissão de Nota Fiscal Eletrônica já é uma realidade para milhares de empresas. Desde pequenos estabelecimentos até grandes corporações já estão gerando documentos eletrônicos, emitindo DANFE’s e tocando seus negócios como antes. O sistema do governo, ainda que com algumas restrições, mostrou-se ágil e confiável na maioria dos Estados, ou seja: aqueles que apostaram na catástrofe perderam feio.

O primeiro objetivo dos gestores fiscais e de TI – manter o faturamento da empresa funcionando – foi plenamente atingido na maioria das organizações. Entretanto, bastou alcançar este marco para que muitos executivos percebessem que existem outros desafios a ser superados; veja, por exemplo, algumas questões sobre NF-e que, mesmo sendo críticas, não são atendidas por 100% das soluções disponíveis no mercado:

  • Como gerir o documento eletrônico recebido dos fornecedores (NF-e de entrada)?
  • Como o documento eletrônico poderá ser consultado no caso de alguma necessidade?
  • Vou permitir a entrada de uma mercadoria, sem antes ter recebido o arquivo da NF-e? Se sim, como cobrarei meu fornecedor se este não me enviar o arquivo XML?
  • O arquivo eletrônico da NF-e está íntegro? Está autorizado na SEFAZ? É idêntico ao que o seu fornecedor apresentou na SEFAZ? Como a empresa irá guardá-lo pelo prazo decadencial?
  • Cabe ao contribuinte verificar se a DANFE que está recebendo é válida, buscando manualmente esta informação na SEFAZ. Como este processo está sendo tratado?

Causa estranheza constatarmos que inúmeras soluções que estão no mercado são extremamente simplistas e não trazem nenhum recurso adicional ao seu usuário, nem sequer a gestão da NF-e de Entrada.

Os gestores que, no momento de escolher soluções de Nota Fiscal Eletrônica, contrataram aquelas que simplesmente atendessem à demanda de emissão de NF-e, agora começam a enfrentar problemas sérios, particularmente se não há tratamento para as NF-e’s de recebimento. Neste caso, se a solução faz parte de um sistema maior, como um ERP ou sistema fiscal, ela passa a ser quase um apêndice e faz o mínimo determinado pela especificação do governo, não oferecendo nenhum recurso adicional ao usuário.

Faça a escolha certa!
Se você estiver analisando a compra de uma solução para emissão e gestão de NF-e, dê atenção à emissão, mas não se esqueça da gestão: esta pode ser a diferença entre a escolha correta ou uma decisão equivocada.

Procure ter uma visão holística do processo. Converse com seu fornecedor e explore estes pontos. Pergunte-lhe como ele enxerga a evolução do projeto SPED do governo e especialmente da Nota Fiscal Eletrônica. Busque no mercado soluções abrangentes e robustas. Elas existem, é só procurar.

Se fôssemos falar de Integração da cadeia de valor, a conversa se estenderia bastante, dado que a situação sob este prisma é ainda mais delicada – embora resida aí uma oportunidade de ouro para ser explorada na integração e troca de informações entre empresas, tendo a NF-e como pilar principal. Mas isto é assunto para outro dia…

Certisign e ACSP oferecem Certificação Digital em SP

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e a Certisign celebraram parceria para abertura de novos postos de atendimento nas unidades distritais da ACSP. Através deste acordo, os associados terão acesso a um produto necessário com preço inferior ao da concorrência. A Certisign será responsável pela tecnologia e administração dos certificados emitidos; enquanto a ACSP se responsabilizará pela validação dos certificados. Através destes Certificados Digitais, as pequenas e médias empresas terão acesso ao e-CPF e ao e-CNPJ, o que permitirá que utilizem todos os serviços da Receita Federal.

Via Portal Executivos Financeiros

Ciclo MPE 2009 começa em abril: inscrevam-se

imagem:SXC
imagem:SXC

O Ciclo de Palestras para Micro e Pequenas Empreas é uma espécie de turnê de e-commerce e empreendedorismo, levando conhecimento e casos de sucesso para empresas de pequeno e médio porte, ensinando a usar a internet a seu favor.

O Ciclo MPE.net é promovido pela  Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico  em parceira com a Associação Comercial de São Paulo.

As inscrições gratuitas já estão abertas. A programação para o dia 8 está muito bem pensada:

9h às 9h30
Introdução: O que é Comércio Eletrônico? – Sandra Turchi
Fluxo do e-commerce

9h30 às 12h00
Painel I – Moderador: Gil Giardelli
Infra-estrutura do e-commerce: hardware, software, acesso, certificado, registro de domínio, hospedagem e lojas virtuais.

12h às 13h30
Almoço (não incluso)

13h30 às 15h30
Painel II – Moderador: Paulo Ronaldo Capoletti
Meios de pagamento: cartão de crédito, pagamento on-line, gestão de risco.
Logística: entrega dos produtos

15h30 às 18h00
Painel III – Moderador: Renato Meirelles
Webmarketing: links patrocinados, comparação de preços, cruzador de ofertas, shopping on-line e publicidade on-line.

18h00 às 18h30
Painel IV – Moderador: Gerson Rolim
Exportação e linhas de financiamento: Mercosul digital, Portal da exportação, financiamento e entrega internacional.

Vale a pena participar. Inscrevam-se aqui.