Transações on-line: Internautas buscam confiança, segundo a Verisign

Antes da Internet, as empresas ganhavam a confiança dos consumidores por meio de referências pessoais e indicadores off-line, como um aperto de mão, serviços excepcionais ou uma boa vitrine. No mundo digital, a confiança ainda é valiosa, mas para conquistá-la é preciso manter a segurança, com a criptografia e a validação do site.

Semana passada a Verisign divulgou a pesquisa que patrocinou, feita pela Sunovate, onde se descobre que a maioria dos consumidores chegam a dispensar descontos e promoções e gastar mais quando têm certeza que suas identidades – e dados – estão protegidos.

Feita com 919 americanos com mais de 18 anos de idade, que despendem no mínimo três horas por semana conectados fora do seu expediente a pesquisa mostra a conscientização dos consumidores em relação à segurança on-line e mede o interesse e a familiaridade dos consumidores sobre os serviços de autenticação no mercado atual, entre outros serviços. Embora a realidade brasileira não seja idêntica, a pesquisa revela uma tendência – já que a educação e uso da internet só faz crescer por aqui.

Está lá no release: “Os resultados da pesquisa revelam que 85% dos consumidores afirmaram que a confiança no site é o item mais importante ao interagirem com um site e compartilharem informações confidenciais. Apenas 9% dos consumidores afirmaram que os preços eram mais importantes e 5% afirmaram que a facilidade de uso era mais importante. Além disso, 93% dos entrevistados afirmaram que não fariam mais transações em um site que não se mostrasse seguro.”

A pesquisa revelou informações importantes sobre como os consumidores protegem suas identidades atualmente ao realizarem transações on-line:

– 86% utilizam um nome de usuário e uma senha simples para acessarem as contas.

– 62% procuram o ícone do cadeado na barra de endereços.

– 55% procuram uma logomarca ou um selo da empresa que forneça segurança na Internet.

– 52% procuram https:// na barra de endereços.

– 26% procuram uma barra de endereços no browser na cor verde.

Vale a pena cuidar dos dados dos clientes, manter sistemas atualizados e investir em segurança, sempre. E, claro, nossos parceiros e clientes contam com toda a infra-estrutura do PagSeguro.

Bem-vindos ao novo Blog do PagSeguro: feito para vocês

Imagem: Techmeister, no Flickr, sob licença CC- BY-NC-SA
Foi um mês intenso, este janeiro de 2009. Além das ações na Campus Party e dos cuidados de sempre com todos os nossos clientes e parceiros, andamos preparando esta surpresa, que agora chega às suas telas: o novo Blog do PagSeguro.
O Blog do PagSeguro, é uma importante ferramenta de comunicação na internet, que sempre traz novidades. Nada melhor que aperfeiçoar esta fantástica ferramenta… foi exatamente pensando em vocês usuários, que a nova versão do BlogPaseguro está no ar, de cara nova e repleto de novidades. Aproveitem! Mudamos de ferramenta e vamos ganhar agilidade e muito mais possibilidades de publicação de conteúdo para vocês.
Hoje é dia de festa! Sejam bem-vindos! (E lembrem: o espaço dos comentários é de vocês: suas sugestões e questionamentos sempre são bem-vindos).

Entenda como o PagSeguro funciona com o seu fluxo de caixa

register_pagseguro11PagSeguro ajuda aumentar o seu fluxo de caixa

Hoje recebi um novo cliente que quer desenvolver um site a curto prazo para um evento acadêmico e este site receberá as inscrições e,  automaticamente, vai gerar os boletos para pagamento das taxas. Eles esperam um público de 1.000 pessoas no evento, porém reclamaram que o PagSeguro demora pra pagar. Eles precisam usar do capital para organizar seu evento, em Abril, conforme os pagamentos chegarem.

Esta questão,  que nos foi enviada por um desenvolvedor,  mostra uma dúvida bastante comum sobre o uso do PagSeguro: O prazo de recebimento.

O PagSeguro, por questões de segurança, libera o dinheiro ao vendedor 14 dias após o pagamento. Apesar desse prazo, o fluxo de caixa de quem recebe pagamentos através do PagSeguro, é positivo. Explicamos: 80% dos pagamentos são feitos com cartão de crédito e quase 60% desses pagamentos são parcelados. Quem não utiliza PagSeguro, ao invés de receber todo o valor da venda em 14 dias, receberia em no mínimo 30 dias. Se o comprador escolhesse pagar parcelado, o vendedor receberia parcelado. No PagSeguro, é tudo de uma só vez. É verdade que os pagamentos com boleto e TEF também levam 14 dias para ficarem disponíveis, mas normalmente representam apenas 20% do volume.

  • Exemplo de um cliente PagSeguro no fim de um mês: Vendeu R$ 8.000,00 com cartão de crédito Vendeu R$ 2.000,00 com boleto Recebeu tudo em 14 dias. O saldo médio disponível para saque, nesse caso, seria R$ 5.483,87, por dia. De toda forma, os R$ 10 mil chegarão ao seu bolso, descontadas as taxas do PagSeguro.
  • Exemplo de um cliente sem PagSeguro no fim do mês: Vendeu R$ 8.000,00 com cartão de crédito – que receberá (se não houver chargeback) em 32 dias Vendeu R$ 2.000,00 com boleto – que receberá em dois dias.

Resultado: o fluxo de caixa do vendedor que usa PagSeguro fica quase 3 vezes maior, comparado com a média de quem não usa (R$ 2.000 no mês).

Imagem: Register Love, por nicely85 aka intellirican’s, modificada por Lucia Freitas com o logo do PagSeguro. Licença CC-By-NC-SA

Aviso importante aos vendedores

Quem lia atentamente as condições de uso do PagSeguro muitas vezes se assustava, quando via na tabela de taxas, R$ 15,00 cobrados caso acontecesse devolução ou estorno.

Tabela das taxas cobradas no PagSeguro

O PagSeguro nunca cobrou esta taxa de seus usuários – fossem vendedores ou não – e agora oficializou a história, como vocês podem comprovar no printscreen abaixo.

Tabela de taxas cobradas no PagSeguro

Pronto, situação está esclarecida e transparente, como deve ser. Aguardem. Temos muito mais notícias saindo do forno.

Melhoria no sistema: Campanhas de parcelamento agora têm avisos de término

Muitos de nossos usuários programavam suas campanhas de parcelamento e esqueciam de tirá-las do ar quando terminavam – o que causava disparidade de preço no fechamento.
Para evitar o problema, criamos o seguinte aperfeiçoamento: o sistema dispara um e-mail de aviso quando faltar dois dias para o fim da campanha e relembra o lojista no dia seguinte novamente.
Além disso, você tem novas opções:
1. Se quiser manter sua campanha no ar, basta entrar no sistema e definir sua continuidade.
2. Se quiser terminar, é preciso entrar no site e alterar os preços. Se o lojista não faz isso, a oferta fica inconsistente, com os valores de parcelas diferentes do que está no sistema do PagSeguro.
Seus comentários, como sempre, são muito bem-vindos.

Melhoria no sistema: upload de documentos

Acabamos de implementar uma nova ferramenta no cadastro de vendedores: o upload de documentos. Com ela, o usuário poderá enviar imagens e outros documentos digitais para que a verificação da sua conta seja mais rápida e eficiente.

Experimentem e, por favor, contem como está a experiência. Mais uma ferramenta para que você enfrente menos burocracia e tenha mais lucros.

PagSeguro, a forma mais completa de vender dentro e fora da internet