Arquivo da tag: comércio eletrônico

Maringá lucra com comércio eletrônico

A prova de que o comércio eletrônico não tem fronteiras tem um exemplo claro em Maringá. Muitas lojas virtuais são sediadas na cidade, principalmente no segmento de eletrônicos. Elas atendem o país inteiro, embora o consumidor local ainda seja considerado refratário em relação às compras online.

O gerente de e-commerce da Master Store, Michel Cadidé, afirma que a porcentagem de compradores maringaenses do segmento online da loja “não deve chegar a 1%”. A maior parte das vendas se concentra em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, com os três Estados juntos somando 85% do movimento total do estabelecimento. “A região de Maringá ainda não tem um conceito bem formado em relação à compra pela internet”, diz Cadidé.

Continue lendo

Black Friday gera 9% de aumento de vendas nos Estados Unidos

Por lá, é tradição: toda sexta-feira depois do Dia de Ação de Graças, um dos feriados mais importantes nos EUA, há o Black Friday. Os comerciantes aproveitam o feriado e dão descontos suculentos para os consumidores encherem os carrinhos. Segundo informações da comScore, a tradição norte-americana, este ano, rendeu US$ 648 milhões em vendas, 9% a mais que os US$ 595 de 2009.

Em 2010 os sites de desconto com ofertas da Black Friday conseguiram 3,6 milhões de visitantes nos Estados Unidos. A Amazon, gigante do e-commerce local, além de conquistar mais de 4 milhões de visitantes únicos, vendeu 25% mais na promoção de 2010. O Walmart teve queda de 1% nas visitas enquanto as lojas Best Buy tiveram aumento da mesma ordem em suas vendas.

E-commerce e a compra coletiva

Parece que o e-commerce de compra coletiva está com tudo mesmo. Segundo pesquisa divulgada no começo do mês pelo Ibope Nielsen Online, o número de visitas a sites de compras coletivas triplicou de julho a setembro. Os sites pularam de 1,7 milhão de visitantes para 5,6 milhões de visitantes únicos, um aumento de 231% –14 por cento de todos os usuários da internet brasileira.

A pesquisa considerou apenas visitantes únicos, ou seja, aquele usuário que visitou mais de uma vez algum site de compra coletiva de julho a setembro, foi contabilizado apenas na primeira visita. Continue lendo

PROCON SP autua 57 lojas virtuais por falha na Lei da Entrega

Com o Natal por perto e a Lei da Entrega (Lei 13.747/09) em vigor é preciso ficar atento à logística. O Procon-SP divulgou hoje que autuou 77 estabelecimentos – 57 lojas virtuais e 20 lojas físicas – por falhas no cumprimento da legislação. As autuações foram feitas com base em reclamações feitas pelos consumidores e após monitoramento realizado pelos fiscais da fundação.

Foram autuadas empresas que não fixavam data e turno para a entrega de produtos, e que não cumpriram o prazo estabelecido com seus consumidores – infração ao Código de Defesa do Consumidor. Houve casos de lojistas que cometeram ambas as infrações. Os infratores responderão processo administrativo com base no artigo 57 do Código de Defesa do Consumidor. Será assegurada ampla defesa e, ao final do processo, as empresas poderão ser multadas em valores que podem chegar a R$ 3,2 milhões. As empresas reincidentes em infrações de maior gravidade poderão sofrer outras penalidades, como a suspensão temporária de suas atividades. Continue lendo

Seja um campeão olímpico – ou perca a venda

carrinhos pagseguro

Um usuário demora em média 8 segundos em um site para definir se era aquilo mesmo que ele buscava ou ir embora (Marketing Sherpa). Isso significa que, na hora de agradar os visitantes de seu site, você tem ser mais rápido que o campeão olímpico Usain Bolt.

Oferecer uma boa experiência para o internauta é crucial para um site de e-commerce. Com o aumento da competitividade antes do Natal, isso é ainda mais importante.

Uma experiência positiva está relacionada a diversos fatores de navegabilidade. A velocidade do seu site é um deles. Veja alguns dados de um estudo da Akamai Technologies, publicado pelo eMarketer:

  • 47% dos compradores online esperam que uma página carregue em menos de 2 segundos
  • 40% abandonarão o site se o carregamento da página demorar mais de 3 segundos
  • 79% afirmaram que provavelmente não voltarão a um site depois de ter uma experiência ruim

Não corra esse risco!