Arquivo da tag: dicas

Veja o que rolou no webinar – Como Vender pelo Facebook com o PagSeguro – e confira as respostas inéditas

Dúvidas do webinar de Como vender pelo Facebook

O Facebook é, atualmente, uma das plataformas mais importantes para quem quer promover seus produtos e serviços na internet e até realizar vendas diretamente pela rede social.

Esse foi o tema do webinar Como Vender pelo Facebook com o PagSeguro, realizado no mês de janeiro, reunindo especialistas para dar dicas práticas e tirar dúvidas do público sobre o assunto.

Participaram do evento, ao vivo, Cynthia Akao, cofundadora e CEO do Facíleme, e Camila Porto, especialista em Facebook Marketing.

Perdeu esta oportunidade? Não tem problema. Você pode conferir, na íntegra, tudo o que rolou, é só acessar esse link:

http://bit.ly/webinar-facebook-pagseguro

Como o webinar foi sucesso de público, algumas perguntas feitas pelos participantes não puderam ser respondidas na hora.

Confira as respostas que Cynthia deu a elas, com exclusividade, para os leitores do blog de PagSeguro:

Posso vender por meio da fanpage?
Sim, você pode vender por meio da fan page. Basta instalar o aplicativo do Facíleme, configurar sua loja e integrar o PagSeguro. Após isso, instalará na sua fan page um botão chamado “loja (Facíleme)”, que poderá ser alterado para o nome que desejar. É por este botão que o cliente deverá acessar sua loja para comprar os produtos.

Como montar uma loja no Facebook?
Você deve montar uma fan page, instalar o aplicativo do Facíleme, escolher um plano (mensal, trimestral ou semestral) e integrar sua conta do PagSeguro na configuração da loja. No Facíleme os produtos e as fotos são ilimitados. Você pode cadastrar banners, fazer promoções, configurar os dados para cálculo do frete pelos Correios, entre outras funcionalidades disponíveis na nossa ferramenta.

É possível vender pelo Facebook mesmo não tendo site?
Sim, a loja do Facebook é independente. Para a venda no Facebook só é necessário você ter uma fan page para instalar o app. No entanto, com o Facíleme você poderá ter a loja no Facebook e na web (e-commerce convencional) com o mesmo plano de forma integrada, sem nenhum custo a mais.

Você acha que devemos colocar preço nos produtos?
Com certeza. Como qualquer loja, seja física ou virtual, é necessário que os produtos tenham preço para ser vendidos e os clientes se interessarem em comprá-los.

Quem já tem loja online pode abrir outra pelo Facíleme?
Pode sim. A loja pelo Facíleme é independente, porém, neste caso, será necessário que você administre dois gerenciadores diferentes, consequentemente, dois estoques. Para facilitar isso, nós, do Facíleme, disponibilizamos a loja na web e no Facebook de forma integrada, com isso você só administrará um gerenciador que servirá para as duas lojas (web e Facebook).

É possível limitar as cidades de entrega dos meus produtos?
Não, a partir do momento em que você está na web, o acesso e as compras são de nível nacional e internacional. Caso você não consiga enviar para outras cidades e estados, sugerimos que coloque avisos em forma de banners e nos produtos de forma individual comunicando que a entrega do produto é somente para tais cidades.

Para vender produtos com o Facíleme é necessário ter CNPJ?
Não, você pode vender utilizando seu CPF. Desta forma, será necessário você criar, também, uma conta vendedor do PagSeguro (pessoa física).

Existe a possibilidade de vender infoprodutos (cursos por assinatura) pelo Facíleme?
Sim, é possível. Para vender cursos, você pode optar por utilizar uma das duas ferramentas do Facíleme, o Facíleme Cursos ou o Facíleme Social Commerce, basta escolher a que seja mais adequada para sua necessidade, instalar o aplicativo, escolher o plano e fazer a configuração necessária.

No Facíleme Cursos você poderá disponibilizar vídeos, materiais para download, apostilas em PDF, configurar a quantidade de vezes que o aluno poderá assistir às aulas etc. Nesta ferramenta você escolhe um dos planos. Os valores dependem da quantidade de cursos e aulas (vídeos) que será disponibilizada.

No Facíleme Social Commerce você disponibilizará os cursos como se fossem produtos e, depois que o aluno adquirir o curso, você deverá enviar a ele outro link por e-mail para que possa assistir às aulas. Desta forma, você deverá ter outro sistema para disponibilizar as aulas e os vídeos. Para esta ferramenta, você também tem algumas opções de planos.

Uso um programa de gestão e estoques online. Tenho como integrá-lo ao Facíleme?
Você deverá utilizar nossa API, que está disponível na área de desenvolvedores. Para isso, será necessário ter um programador para fazer essa integração. Caso ele tenha alguma dúvida, poderá entrar em contato com a nossa equipe de desenvolvedores pelo tel. (11) 5531-1779 ou e-mail: atendimento@facileme.com.br.

Cupom de desconto

Gostou? Quer começar a vender pelo Facebook através do Facíleme? Nós temos um desconto especial pra você começar agora mesmo! Para aproveitar o benefício, basta utilizar o código webinar2101 no momento da criação de sua loja no site da Facíleme.  Quando for escolher o plano, você aplica esse código promocional e pronto: o desconto é automático.

Boa sorte e muitas vendas!

Business Plan: o 1º passo do seu e-commerce

businessplan

Muitos não sabem o que de fato é um Business Plan, mas ele pode ser responsável pelo sucesso de um e-commerce.

Por definição, Business Plan é: uma visão quantitativa do futuro de uma empresa e reflete implicitamente uma estratégia de mercado, operacional e financeira. O objetivo dele é estimar a capacidade da empresa em gerar dinheiro no futuro. Portanto, todo negócio em algum momento precisará criar um e o e-commerce, não será uma exceção.

Além dos pontos apresentados acima, o Business Plan para e-commerce é uma condição fundamental para os que buscam financiamento ou investidores para o seu negócio. Isso porque você precisará mostrar que tem o caminho certo para torná-lo um empreendimento de sucesso.

Quando você faz um estudo detalhado, encontra todas as variáveis de custo para a criação do negócio e evita que despesas inesperadas coloquem tudo a perder. Isso mostra se o futuro da empresa é rentável e duradouro.

Um outro ponto importante que está dentro do seu Business Plan é a Análise SWOT. É nela que você estabelecerá quais são as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do negócio levando em consideração o segmento que ele se enquadra.

Não se esqueça de estabelecer metas (de curto, médio e longo prazo) e prioridades no seu planejamento. Assim, você tem orientações operacionais para o dia a dia e não perde o foco em possíveis emergências.

Outro ponto importante é que muitos parecem não ter conhecimento que o Business Plan não é criado para ser usado apenas uma vez e depois guardado na gaveta. É preciso revisitá-lo constantemente para ter certeza que está no caminho ou até mesmo se esse caminho precisa ser trilhado novamente levando em consideração possíveis mudanças de cenário.

Uma vez que o seu Business Plan for concluído, compartilhe as informações com pessoas de confiança e que tenham certa experiência para buscar possíveis mudanças. Um feedback sempre é bem-vindo.

Nos dias de hoje, o e-commerce chega como uma grande alternativa de trabalho, mas mesmo que seja apenas um complemento de renda, mantenha o seu Business Plan e todo gerenciamento do negócio da maneira mais profissional possível. Isso, com certeza, fará a diferença no sucesso da empresa.

FONTE:
http://www.blogdoecommerce.com.br/business-plan-para-e-commerce/
https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/business-plan-passo-ingressar-commerce/
http://www.cursodeecommerce.com.br/blog/plano-de-negocios-para-ecommerce/

Carteiras digitais: praticidade, segurança e uma tendência.

black friday dicas

Existem diversos modelos de pagamentos móveis e online para você escolher e a cada dia aparecem novas tecnologias. Uma tendência que vem crescendo tanto no exterior, quanto no Brasil é o uso das carteiras digitais.

Esse tipo de solução armazena os dados de identidade e financeiros do usuário permitindo o pagamento por meio de aplicativos sem a necessidade de usar dinheiro ou algum tipo de cartão.

Mas é seguro?
O investimento em mecanismos que evitam fraudes é ainda maior no método da carteira digital. Além disso, você tem a seu favor o fato de não ter que digitar seus dados em todas as compras, já que eles estão seguramente armazenados.

Segurança é sempre algo questionado em novos métodos de pagamento. As carteiras digitais chegam com um grande trunfo: o aumento das fraudes e clonagens que acontecem com os cartões. Com a carteira digital, as lojas têm acesso apenas as informações necessárias para venda e não a todos os seus dados.

Realmente é mais prático?
Pense por esse lado: com uma carteira digital, você pode realizar as suas compras sem levar dinheiro, sacar dinheiro em algum caixa eletrônico ou se for comprar em algum site, não precisa do cartão de débito ou crédito em sua mão.

Para comprar em lojas físicas, você só precisa do seu smartphone com algum aplicativo instalado ou se for comprar online, só precisa cadastrar seu cartão na Carteira PagSeguro. Quer saber mais sobre ela? Veja aqui.

Fique de olho nessa tendência e se prepare para esse método de pagamento que irá revolucionar as vendas.

FONTES:
http://tecnologia.seuradar.com/2015/12/10/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil/
http://www.tecmundo.com.br/tecnologia/45677-o-futuro-das-carteiras-digitais-vai-alem-de-pagamentos.htm
http://www.nl.com.br/blog/tecnologia/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-carteiras-digitais/
http://canaltech.com.br/materia/mercado/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil-54199/

Comércio informal: um mercado em alta e uma oportunidade para você.

Comercio informal

A maior parte dos brasileiros faz compras no mercado informal com uma certa frequência. E isso foi comprovado por uma pesquisa do Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com o levantamento, 75% dos participantes admitiram que compram de ambulantes ou lojas informais.

A porcentagem é alta quando pensamos no tamanho da população brasileira. E isso mostra uma grande oportunidade para quem tem esse tipo de comércio ou até mesmo para quem tem nesse estilo de comércio um complemento da sua renda.

Essa modalidade exige um investimento menor de entrada, que pode ser uma grande saída para tempos de crise. Por outro lado, além de produtos de qualidade, você precisa passar confiança para o consumidor e oferecer formas de pagamento variadas.

Os dois itens citados acima são grandes maneiras de fidelizar o cliente e, como todo comércio informal, a melhor propaganda é o “boca a boca”.

Portanto, invista na Moderninha como forma de pagamento para aceitar diversas bandeiras no débito ou crédito oferecendo segurança para os clientes e faça um atendimento exemplar para que os seus clientes indiquem outros.

Assim, você consegue driblar os períodos de crise e seguir o resto do ano no lucro.

Fonte:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-03/maioria-dos-brasileiros-recorre-ao-comercio-informal-com-alguma-frequencia

Palavras que podem ajudar seu e-commerce

Na hora de construir informações sobre os seus produtos ou até mesmo criar no blog da sua loja virtual usar certas palavras pode te dar ganhos.

Um produto xyz2500 pode dizer pouco para seu público e para os motores de busca, mas “Uma excelente TV LED de 42 polegadas” pode dar um ganho e tanto nos acessos. Então use e abuse das descrições e dos adjetivos apropriados.

Outra palavra que sempre chama atenção é “grátis”. Então ofereça um mimo aos clientes: pode ser um frete grátis, uma embalagem ou cartão grátis. Percebeu como a palavra “grátis” chama a atenção?

E outra que faz toda diferença é “segurança”. Por isso esclareça aos seus clientes quais cuidados você toma neste quesito. Oferecer o PagSeguro já permite que você afirme ao seus clientes que usa a melhor tecnologia em segurança de transações financeiras digitais.

Então agora é acertar no alvo das melhores palavras e comemorar os lucros no final do mês.

Photo Credit: wakalani via Compfight cc

Prepare a sua loja para as datas sazonais do mercado

As datas sazonais são oportunidades para que a sua loja consiga vender mais. A conta é fácil: é só somar os seus produtos com a vontade de comprar dos consumidores que você tem o lucro como resultado.

Pensando nisso, o PagSeguro separou algumas dicas rápidas para você aproveitar ao máximo:

Tem uma loja online? É melhor ela funcionar no mobile!
Cada vez mais as compras estão sendo feitas de modo online e ainda por cima: por smartphones. Portanto é bom adequar o seu site. O Google fornece um teste de compatibilidade bem simples, confira clicando aqui. Outra opção é pedir para família e amigos testarem e enviarem os seus feedbacks.

Analise o ano passado: ele pode ser um aprendizado.
Pegue as principais datas sazonais do ano que passou e avalie caso a caso o desempenho e o que foi feito. Assim, você consegue construir uma fórmula de sucesso mais eficaz para colocar em prática no ano atual.

Crie estratégias personalizadas.
Cada data tem um apelo comercial diferente. Portanto, use os seus esforços para criar promoções, visuais e até mesmo conteúdo específico para elas. Assim, você oferece um pacote mais completo para o seu consumidor.

Prepare-se para o volume de vendas.
Quem usa PagSeguro, já está preparado para isso. Mas é importante ter pessoas suficientes para realizar o atendimento, além de produtos em estoque para evitar uma grande espera na entrega.

Essas 4 dicas rápidas são apenas o começo, mas com elas você já consegue se preparar melhor e aproveitar as datas sazonais!

Fontes:
http://www.entrepreneur.com/article/250399
https://youtu.be/xXeXll-Xlas   

Melhorando seu E-commerce

melhorar seu ecommerce

Mesmo com um público maior que em outros países presente no ambiente online, ainda há algumas diferenças entre o e-commerce brasileiro e o de países como Estados Unidos e Coréia, que impactam nas vendas e nos negócios das lojas virtuais.

A necessidade de compra, expectativas e desejos, experiência de marca e relacionamento continuam os mesmos, o que estamos falando é do sentimento ao final da compra.
Aquilo que faz algumas pessoas gastarem mais em uma única loja, como a Amazon, por exemplo, do que todas as outras lojas virtuais do Brasil juntas.

O que realmente queremos?

Enquanto você pensar que a primeira resposta é preço, outros se destacam pela qualidade. Em um processo de compra (seja online, offline ou mobile), queremos mesmo é satisfazer um desejo, uma vontade. Fazer a melhor compra do mundo, tendo a certeza que é seguro, que a logística funciona e que em caso de arrependimento, seja fácil e prático o retorno. Estamos falando muito mais do que o produto em casa dentro do prazo de 15 dias. Estamos falando em avaliar, decidir, opinar e poder compartilhar um odeio ou adoro de verdade. “Gostou? Multiplique e indique! Detestou? O retorno é por nossa conta!”, mais ou menos assim. Se você entende isso de verdade, vai ser simples ver o tamanho da vantagem do online sobre o offline e que é apenas questão de tempo para termos lojas conceituais usando isso de forma ainda mais efetiva. E na prática, como você realmente está?

Precisamos aprender com quem faz:

Alguns e-commerces não saem da teoria à pratica pelo motivo de não saberem “O que e Como” fazer. Por isso aqui vão 5 cases que podem te ajudar:

01. Tenha uma compra simplificada, clara e transparente como o eBay: Se você tem alguma dúvida, tente se cadastrar, pesquisar, ler a política de compra, entrega, proteção ao cliente e o melhor… um telefone de suporte / FAQ que é realmente orientado a solucionar o problema do cliente, sempre tentando ao máximo opções e garantias. No eBay você realmente encontra tudo isso. De qualificação de vendedores e compradores (sim você tem uma qualificação), a até uma política completa anti-fraude com um “nós pagamos a conta” do eBay se der errado. Imagine isso no seu ecommerce?
02. O seu On-Off-Mobile são apenas um. Como na Apple, que aonde você for é sempre Apple: Nada melhor que você dar um click no seu celular, pode mostrar os produtos, lojas mais próximas, opções de pagar agora, retirar na loja (consultando em tempo real o estoque) e ao chegar, você agenda pelo aplicativo o consultor / vendedor que irá te atender. Quer um pouco mais? Experimente o App da Apple e visite uma loja para entender como tudo funciona. Se preferir, você tem ainda a opção de scan para selecionar o produto e “do-your-self a compra”.
03. Comprou e quer devolver? Simples, gratuito e descomplicado como a Blockbuster: Se você acha que a Amazon é boa em devolver, é por que não viu o sistema da Blockbuster para concorrer com o Netflix. Basicamente, a questão é como fazer para concorrer com uma rede de vídeo instantâneo? A aposta foi no tamanho do acervo e velocidade de lançamento nas lojas. Nesse ponto a Blockbuster criou o sistema de assinatura, onde você paga mensalmente para receber 2 vídeos por vez, podendo ver e retornar pelo correio que eles te enviam o próximo. Parece até complicado, se não fosse a lista de vídeos que você automatiza no site e o envelope que você recebe onde no verso já é o envelope para envio / retorno. Simples assim. Inclusive o mail pega em casa o seu envelope, sem precisar ir ao correio. Que tal uma agenda de filmes e lançamentos planejada com tempo e toda semana novas entrega em casa?
04. E se algo der errado? Um suporte que realmente quer ajudar como a Zappos: Faz algum tempo que esses sistemas têm melhorado. Se quiser experimentar, tente ligar para a Zappos e conversar com um atendente. Além de você adorar a conversa, vai ver como as pessoas realmente querem te ajudar.
05. Pensou em site bacana, relacionamento e logística, falou Amazon.com: Some um super sistema de indicação no site, outro em cada produto pesquisado (nota, opiniões e o que outros compraram) e envio de produtos realmente relevantes no meu email. Se pensa que isso é bom, inclua a opção de comprar novo ou usado, comparando lojas ou fornecedores com ranking. Quer mais? Que tal tudo isso em um sistema de entrega gratuito, onde pago por uma assinatura anual e a Amazon entrega de forma super rápida e com a devolução mega simplificada. Você compra um produto indicado/recomendado, tem a opinião real dos compradores, quase zero prazo de entrega (um a 3 dias) e se não gostou, devolução gratuita coberta pela própria Amazon. Quer lançamentos, filmes, games, livros ou até sua mostarda preferida?

E o que podemos realmente fazer?

Antes de você pensar que isso não pode acontecer no Brasil, segue abaixo o que você pode fazer para ter isso funcionando a seu favor.

  1. 1.    Comece simplificando sua compra. Quero comprar, pagar e receber. Tudo isso em 30, 5 ou apenas um dia, com opção para entregarmos e montarmos na sua casa. A Logística é fundamental.
  2. 2.    Avalie se a opção de compra mínima para entrega não fica melhor tendo clientes prime, com pagamento de R$ 100,00 ao ano para produtos entregues pela loja. Não gostou? Pagamos a devolução.
  3. 3.    Quer ferramentas? Se for investir trabalhe com seu TI na avaliação real de produtos, mostrar o que os outros também compraram e um sistema para receber por email informações realmente específicas sobre troca de preços, descontos ou lançamentos como, por exemplo, tudo sobre novas chupetas para crianças.
  4. 4.    Seja online, seja mobile. Inicie por um clube de vantagem ou lançamentos até sua loja estar na mão do cliente com opções de consulta, reserva de produtos e agendar horário para retirar /comprar.
  5. 5.    Para fechar, tenha a segurança de pagar a devolução do produto, inclusive tirando um pouco da verba de mídia para trabalhar essa política (sic) de devolução (mude para compromisso de devolução), adicionado ao pagamento do retorno, cupons para outros produtos ou bônus para envie seu feedback.

É importante lembrar que do outro lado estão pessoas, com um mesmo desejo. Ter seus produtos entregues e respondendo as suas expectativas.

 

Texto Original: Site Mídias Sociais

Dicas para vender bem na Black Friday!

black friday dicas

Uma das datas mais esperadas do varejo já está chegando. E se você tiver uma boa estratégia, tem uma oportunidade grande de aumentar os seus lucros no final do ano.

Em 2014 a Black Friday foi responsável por movimentar R$ 1,16 bilhão apenas no e-commerce. Ou seja, estar preparado para essa data nunca é demais. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você impulsionar as suas vendas.

Planejamento é necessário.

Mesmo apenas alguns dias antes da data chegar, ainda é importante e há tempo de se planejar. Isso porque a Black Friday pode ser o primeiro contato do consumidor com a sua empresa. E você não quer que ele fique com uma má impressão, quer?

Descontos de verdade, por favor.

No Brasil, a Black Friday ainda possui uma fama de descontos mentirosos. Portanto, se for participar, entre de cabeça e pratique descontos reais, mostrando o preço normal e o preço Black Friday.

Tem um produto desejado? O foco é nele!

Quer lucrar mais ainda na Black Friday? Faça uma média dos produtos que mais tem saída na sua loja e ofereça um bom desconto neles. Assim, você aumenta a procura e o boca a boca entre em ação.
Mas não se esqueça de considerar a margem e o estoque. No vídeo abaixo você pode entender um pouco qual a melhor forma de precificar o seu produto ou serviço

Não atrase na entrega.

A sua experiência de compra pode ser incrível, mas se a entrega atrasar: prepare-se para as reclamações. Para isso não acontecer, estabeleça prazos de entrega reais e negocie custos menores com as suas transportadoras.
O PagSeguro disponibiliza ao vendedor um serviço chamado Envio Fácil, no qual é possível comprar o frete dos correios diretamente pela conta PagSeguro. O bacana do serviço, é que o frete sai até 70% mais barato que se comprado diretamente pelos correios. Clique aqui para entender como funcional o Envio Fácil

frete correios barato sedex
Tem uma base de clientes antigos? É hora de agradar eles!

A Black Friday é um grande momento de conquistar novos clientes. Mas, oferecer ofertas especiais para clientes que já compraram com você também é uma estratégia interessante. Além de focar na fidelização, esses clientes são responsáveis por divulgar a sua empresa.

Pagamento seguro? Isso também é importante.

Existem muitos golpes na Black Friday. Portanto, oferecer o PagSeguro como forma de pagamento na sua loja traz mais credibilidade e segurança, tanto para você quanto para ele.