Arquivo da tag: e-commerce

Parcelamento ajuda nas vendas do seu e-commerce no começo do ano

Em janeiro o consumidor tende a dar uma segurada nas compras. E não é para menos, uma vez que este é o mês de IPTU, IPVA, material escolar e ainda pagar os excessos de dezembro.

Isso faz com que cada um segure um pouco as compras, inclusive no mundo digital. Mas como sua empresa deve agir neste cenário para que as vendas não caiam.

Mas o fato de oferecer parcelas de pagamento vai deixar o consumidor seguro  ao efetuar a compra sabendo que aquela parcela mensal irá caber no orçamento dele.

Então aproveite neste período para investir nas promoções parceladas. Faça uma boa vitrine virtual dando destaque para o parcelamento e mude todos os banners para enfocar nesta facilidade do parcelamento.

E ao oferecer o PagSeguro você oferece o parcelamento e recebe de uma vez só, garantindo assim a saúde do seu fluxo de caixa. E ainda pode usar os banners disponíveis no seu painel de controle para aumentar ainda mais as vendas.

Photo Credit: Direct Annuaires Stephan Comelli via Compfight cc

Automatizando a gestão do seu e-commerce

Não pense que é gasto. Quanto mais você investir na gestão do seu negócio, mas terá este investimento de volta.

E para ajudar você nesta gestão existem programas chamados ERP´s. De acordo com a Wikipedia ERP´s são:

“Sistemas Integrados de Gestão Empresarial (SIGE ou SIG), em inglês Enterprise Resource Planning (ERP) , são sistemas de informação que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema. A integração pode ser vista sob a perspectiva funcional (sistemas de: finanças, contabilidade, recursos humanos, fabricação, marketing, vendas, compras etc) e sob a perspectiva sistêmica (sistema de processamento de transações, sistemas de informações gerenciais, sistemas de apoio a decisão etc).

Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios.”

Antigamente estes sistemas eram caros e complexos mas hoje existem diversas opções no mercado que podem ser alugados mensalmente com taxas mensais acessíveis até para os orçamentos mais baixos.

Mas atenção não é só porque você contratou um sistema de ERP que ele vai fazer a mágica sozinho. É preciso alimentar corretamente os dados do software e tomar decisões baseado nos relatórios.

Photo Credit: pierre hanquin via Compfight cc

Integre o botão +1 no seu e-commerce

A rede social Google Plus parece não ter caído ainda no gosto dos brasileiros mas enquanto isso não acontece o Google tem feito um esforço para que cada vez mais sites incorporem os recursos da rede em sites.

De acordo com o próprio Google ao colocar o botão +1 no site você pode aumentar as possibilidades de identidade, relacionamento e compartilhamento.  Especialistas em marketing de buscas dizem que um site pode ser melhor indexado ao ter vários +1 marcados.

Há ainda a possibilidade de você criar uma página para aumentar o seu diálogo com o público que já começa a frequentar esta rede. Neste link http://www.google.com/+/business/ você cria a sua de forma rápida e intuitiva.

A implantação do botão +1 é bem simples e o próprio Google possui uma documentação extensa desta API, neste link https://developers.google.com/+/plugins/.

 

Photo Credit: AraiGodai via Compfight cc

4 dicas para alavancar suas vendas em 2015


Nunca existiu um período melhor para ter uma loja virtual no Brasil. O e-commerce cresce aceleradamente, o mobile commerce ganha força e, cada vez mais, os consumidores se sentem seguros ao comprar pela internet.

Com a estratégia certa para o seu negócio, você pode tirar um grande proveito do crescimento do comércio eletrônico, aumentar suas vendas e fazer de 2015 um excelente ano. Para isso, o PagSeguro te dá 4 dicas importantes:

1 – Aproveite as redes sociais
As redes sociais têm desempenhado um papel fundamental nas vendas online, influenciando muito na descoberta de produtos e decisões de compra. Facebook e Twitter, por exemplo, estão investindo bastante na área, criam novas ferramentas e vêm ganhando importância como canais para as lojas virtuais.

2 – Mapeie as datas comemorativas mais importantes
Donos de e-commerces aguardam ansiosamente por datas comemorativas, e com razão, já que as vendas aumentam muito nessas oportunidades. Mas algumas delas podem ou não ser relevantes para o seu tipo de negócio. Por isso, faça um mapeamento das datas que te interessam e se prepare com antecedência para elas.

3 – Black Friday 2015: garantia de boas vendas
A Black Friday de 2014 foi um enorme sucesso e quem se preparou para ela, não se arrependeu. As projeções para esse ano são mais animadoras ainda. Portanto, esteja pronto: ofereça descontos e promoções, promova sua loja e prepare sua estrutura para atender a um grande número de compradores.

4 – Fique de olho no Mobile Commerce
Cerca de 10% dos consumidores brasileiros usaram dispositivos móveis para comprar em 2014. Esse tipo de plataforma vem crescendo bastante, criando uma bela oportunidade para aumentar sua receita. Portanto, investir em formatos para smartphones e tablets pode ser uma excelente ideia para o seu negócio.

O sucesso da Black Friday 2014

Desde que surgiu, nos Estados Unidos, a Black Friday é um dos dias mais importantes do ano para vendedores. Descontos e promoções enormes são oferecidos e os consumidores esperam ansiosamente pela hora de começar a comprar.

No Brasil, a data chegou com força total e desde então, seus números simplesmente não param de aumentar. A edição de 2014 teve um crescimento de 51% em relação ao ano passado, gerando um faturamento incrível de R$ 1,16 bilhão apenas no e-commerce. O tíquete médio também cresceu bastante, chegando a R$ 522 .

Cada vez mais, os consumidores participam da Black Friday. Agora, já conhecem a data, confiam nela e sabem que é sinônimo de bons negócios. Foram mais de 1,2 milhão de consumidores únicos, e 18% deles aproveitaram para fazer sua primeira compra online. As categorias mais buscadas são telefonia e celulares, eletrodomésticos, moda e acessórios e informática e eletrônicos.

Ter uma loja virtual nunca foi tão vantajoso, e a Black Friday de 2014 mostrou isso com clareza. Se, em apenas um dia, tantas vendas foram geradas, imagine só o que os outros 364 podem proporcionar para o seu negócio. Venda você também!

7 dicas para você comprar pela internet com segurança

São muitas as vantagens de comprar pela internet: você não pega filas, não paga estacionamento, compra onde e quando quiser, recebe em casa e o principal: encontra preços mais baixos.

Mas lojas mal intencionadas existem tanto na vida real como na digital. Para evitar dor de cabeça, confira as principais dicas para fazer suas compras em lojas virtuais com segurança e tranquilidade:

1. Utilize um serviço de comparação de preços

Pesquisar em lojas virtuais confiáveis é o primeiro passo para quem quer garantir preços baixos. Para isso, economize tempo com os serviços do Shopping UOL, que compara preços em diversos sites, além de divulgar opiniões e avaliações sobre as lojas virtuais.

2. É lei: todo e-commerce precisa divulgar endereço, CNPJ e telefone.

Desde maio de 2013, o Decreto Federal nº 7962/13 determina obrigações para todas as lojas virtuais brasileiras – entre elas, a divulgação em local visível do site informações como CNPJ, endereço físico e número do telefone. Ou seja: lojas que não seguem esse padrão não estão de acordo com a lei. Fique atento!

3. Preço baixo tem limite.

O ditado “quando o milagre é muito, o santo desconfia”  deve ser lembrado na hora das compras online. Desconfie imediatamente de preços MUITO abaixo da média: em 99% das vezes se tratam de fraudes, produtos falsificados ou de procedência ilegal, que não contam com garantia ou suporte do fabricante.

4. Se não informa prazo de entrega, não compre.

Os sites de e-commerce tem obrigação de informar o prazo de entrega de maneira clara. Se você tem informações confiáveis sobre os serviços da loja e não tem pressa, ok – às vezes um preço mais baixo justifica a espera. Caso contrário, busque um site que entregue dentro de uma média de prazo padrão de  3 e 5 dias úteis, mais o prazo de entrega varia de acordo com o tipo de site ou produto, confirme todas as informações de entrega antes de finalizar a compra.

5. Pergunte, pesquise e informe-se sobre a reputação da loja.

Preço baixo, prazo de entrega aceitável, mas ninguém nunca ouviu falar da loja? Estranho não? Nunca se esqueça de procurar informações sobre a loja com conhecidos ou na própria internet, em sites de pesquisa, redes sociais ou fóruns de discussão – mais vale perder de cinco a dez minutinhos em pesquisa do que dias tentando resolver um problema.

6. Utilize apenas computadores confiáveis para fazer suas compras

Faça suas compras de computadores pessoais. PCs de uso público – como de lan houses, faculdades, etc – podem não possuir proteção antivírus ou já estarem infectados e são capazes de copiar seus dados bancários e outras informações pessoais, então cuidado! Prefira sempre que possível e se disponível pelo site, comprar com o PagSeguro, pois seus dados ficam protegidos em ambiente seguro.

7. Informe-se antes de concluir o pedido

Opte por lojas que forneçam o máximo de canais para se comunicar com você: chat no site, redes sociais, e-mail, telefone e até whatsapp já são utilizados para o esclarecimento de dúvidas e o atendimento ao cliente. Use isso para esclarecer qualquer dado sobre a venda ou característica do produto que não esteja incluída no anúncio.

Dicas infalíveis para você arrasar na Black Friday

A Black Friday, como é conhecida a mega promoção das lojas na última sexta-feira de novembro nos EUA, ganhou sua versão brasileira em 2010 nos e-commerces. De lá para cá ela cresceu de maneira tímida nas lojas físicas, enquanto na web conquistou os consumidores virtuais: segundo dados da consultoria e-bit, a nossa “Sexta Negra” movimentou 770 milhões de reais em 2013 – um crescimento de 217% em relação ao ano anterior . Traduzindo os números: se você tem uma loja virtual, não pode ficar de fora dessa!

Mas como fazer?

1. Nada de “metade pelo dobro do preço”

Segundo uma pesquisa realizada pelo Mundo do Marketing em parceria com a Opinion Box, 95% dos consumidores afirmam que irão monitorar os preços dos itens que desejam comprar antes que a data se aproxime.

Se é para fazer, faça direito para não manchar o seu nome.

2. Fique atento aos servidores do seu site

O ideal é possuir uma equipe ou realizar uma consultoria de TI periodicamente para que os servidores da sua loja virtual sempre acompanhem a demanda de operações. Ter um site fora do ar ou com problemas na hora das transações pode afastar qualquer cliente – talvez para sempre.

 3. Atenda seus clientes o mais rápido possível – sempre.

Contar com um atendimento rápido ao cliente caso ele tenha alguma dúvida ou dificuldade para finalizar a compra é essencial para que uma loja se destaque das demais e tenha sucesso nas vendas. Uma boa dica é ter um chat, e-mail e/ou whatsapp – ou qualquer outro canal confiável para que o comprador entre em contato com você.

4.Chegou a hora de limpar o estoque.

Aproveite para ofertar os produtos que serão substituídos por novidades e/ou novas coleções  – este é o real propósito deste megaevento. Faça as contas, e veja também se é possível diminuir o lucro em algumas mercadorias para ganhar com a quantidade de vendas – sem que isso deixe as contas no vermelho, claro.

5. Propaganda é a alma do negócio – e o segredo da Black Friday.

E se há um momento ideal para investir na divulgação do seu site, ele chegou: diversas lojas também irão fazer o mesmo, e as suas ofertas precisam aparecer para o público caso você queira obter sucesso. Além disso, potencialize suas vendas com um diferencial: oferecer frete grátis, por exemplo, é algo valorizado por 71% dos consumidores; garantir o tempo de entrega também é um diferencial, já que diversas lojas costumam atrasar as entregas dessa data em muitos dias.

6. Para produtos que não tem como dar desconto

Se ficar difícil para você dar um desconto grande, monte kits com conjuntos de produtos e dê um desconto maior – você ainda poder oferecer frete grátis ou parcelamentos maiores.

7.Seja transparente tanto nas ofertas quanto nas negociações

Transmitir o máximo de confiança aos seus clientes potencializa suas vendas – lembre-se que um eventual problema nesse dia pode gerar uma má reputação para sua loja.

 

O dias dos pais está chegando!

Depois do Dia dos Namorados e com o fim da Copa do Mundo, o e-commerce tem mais um motivo para comemorar. Você já se deu conta que o Dia dos Pais está chegando, certo? E ele está entre as cinco maiores datas comemorativas do ano, junto com Natal, Dia das Mães, Dia dos Namorados e Dia das Crianças.

Em 2014, o Dia dos Pais cairá no dia 10 de agosto, e isso é logo! Então não perca mais tempo e comece a se preparar para vender:

 1. Coloque à venda na sua loja produtos destinados aos pais. Mesmo que o seu foco seja feminino, não faz mal disponibilizar alguns produtos masculinos temporariamente. Analise seu “mix” de produtos e serviços e prepare diversas opções: lembranças, presentes e presentões.

 2. Coloque produtos com cores ou materiais mais masculinos, criando variações dos seus itens femininos. Tenha em mente que muitos produtos unissex dão ótimos presentes de Dia dos Pais. Melhorar o layout e caracterizar sua loja com a data gera bons resultados.

 3. Ofereça ofertas especiais, crie kits, pacotes de serviços e outros atrativos para chamar a atenção e conquistar novos consumidores.

 4. Ofertas de sugestões classificadas por preço facilitam a escolha dos compradores que têm este fator como principal opção de escolha.

 5. Use as tags. Pense como o seu cliente vai procurar um presente para o pai. Use palavras como: homem, masculino, pai, unissex, dia dos pais, além daquelas palavras mais específicas do seu produto.  Diga porque aquele item seria um ótimo presente.

 6. Divulgue sua loja online e off-line. Vale o Twitter, Facebook, fóruns, para os amigos, na padaria. Tenha em mente que quem compra presente para os pais, em sua maioria, são as próprias mães. Então, vá até onde elas estão, anuncie para elas também.

 7. Ofereça ao seu cliente uma embalagem especial para o Dia dos Pais e mensagens personalizadas para ir junto com o presente. Muitas vezes eles valem mais do que o próprio produto e podem se tornar o principal motivo de decisão de compra.

 8. Desenvolva o capital intelectual da sua empresa. Após passar a data, avalie os resultados, comparando com anos anteriores e anote o que deu certo e o que não foi tão bem, para que possa ser corrigido no próximo ano.

 9. Lembre-se, que quem quer ser lembrado pelos seus clientes, precisa fazer diferente dos concorrentes. Aceitar vários meios de pagamentos, prazos estendidos e descontos é um ótimo diferencial. E quem tem PagSeguro já pode ficar tranquilo.

E você tem mais alguma dica para não deixar a sua loja passar em branco neste Dia dos Pais?

Boas vendas!