Arquivo da tag: ecommerce

Mudança do ICMS e seu impacto no e-commerce

estrategiasmobile

O e-commerce brasileiro conseguiu superar a crise em 2015 e registrou um crescimento nominal de 15% no faturamento.

Essa notícia seria de grande alegria para quem cuida de um e-commerce no Brasil, porém a mudança na regra de cobrança do ICMS transformou o cenário em algo não tão otimista.

Mas você sabe o que muda?

Antes, a alíquota do ICMS que deveria ser paga era definida com base no estado onde o empreendedor se encontra. Todo o valor ia para este estado, enquanto o local de destino não recebia nada.

Agora, o ICMS será dividido entre os dois estados envolvidos na transação. E o empreendedor será responsável por calcular a diferença entre a alíquota do estado de destino e a alíquota interestadual.

A alíquota, com o tempo, será mais direcionada ao estado de destino, evitando a concentração do dinheiro recebido pelo imposto nos centros de distribuição. A partir de 2019, por exemplo, o estado de origem só receberá a interestadual, enquanto o estado de destino ficará com o restante.

Ou seja, agora você tem mais uma etapa na hora de realizar uma venda: calcular a diferença entre a alíquota dos estados envolvidos na negociação e essa burocracia pode atrapalhar o desenvolvimento do negócio. Portanto, prepare-se para colocar mais essa função na rotina.

Porém, acompanhando as tendências de mercado, a venda em dispositivos mobile deve crescer em 2016, assim como o número de vendas online que já vem apresentando resultados positivos, enquanto o mercado tradicional apresenta resultados negativos. E o crescimento esperado para 2016 no setor é de 8%. Mesmo abaixo dos dois dígitos do ano anterior, ainda é uma margem otimista para o setor.

Portanto, já está na hora de criar as suas estratégias para fazer de 2016 um ano de sucesso para o seu e-commerce e se preparar para os novos cálculos. E se precisar de ajuda, pode contar com o PagSeguro.

Fontes:
http://idgnow.com.br/internet/2016/02/24/e-commerce-deve-crescer-8-no-brasil-em-2016-apesar-do-imbroglio-do-icms/
http://www.ebc.com.br/noticias/economia/2015/12/entenda-mudancas-na-cobranca-do-icms
https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/o-icms-no-e-commerce-a-partir-de-janeiro-de-2016/
http://www.infracommerce.com.br/operacoes/novas-regras-de-recolhimento-de-icms-para-o-e-commerce-no-brasil
http://exame.abril.com.br/pme/noticias/saiba-o-que-acontece-na-sua-empresa-com-a-mudanca-no-icms

RESULTADOS DO E-COMMERCE DE 2015

Webshoppers

O ano de 2015 foi conturbado para o mundo dos negócios por causa da crise. Porém, a 33ª edição do relatório WebShoppers mostrou que os resultados não foram ruins. Comparando com o varejo tradicional, o e-commerce tornou-se um dos principais aliados dos brasileiros para compras, oferecendo na maioria das vezes o melhor custo-benefício.

Isso, aliado a melhoria dos serviços oferecidos pelo comércio eletrônico aumentaram a confiança dos consumidores. Ou seja, comparado com o ano de 2014, 2015 apresentou um crescimento de 15,3%.

Pontos de destaque de 2015 segundo o relatório:

Pedidos: o volume de pedidos cresceu no segundo semestre, impulsionado pela Black Friday, Natal e por outras datas promocionais.

Omnichannel: algumas grandes lojas de varejo, com forte presença online, implementaram o processo no qual o consumidor pode retirar produtos comprados pela Internet nas lojas físicas.

Dispositivos móveis: as vendas via dispositivos móveis cresceu ao longo do ano, atingindo 15% das vendas, no mês de dezembro.

Frete: o ano ficou marcado pela diminuição das promoções de frete grátis. No mês de dezembro, por exemplo, apenas 39% das vendas foram feitas com frete gratuito

Consumidores: 39,1 milhões de consumidores virtuais realizaram pelo menos uma compra em 2015, volume 3% maior que em 2014.

Quais são as expectativas e previsões para 2016?

O ano de 2016 chegou com previsões otimistas: crescimento esperado de 8%, atingindo assim um total de R$ 44,6 bilhões em vendas.

Como no ano de 2015, o crescimento do e-commerce se baseia – e muito – no aumento de preços do comércio tradicional, levando as compras em sua maioria para o comércio eletrônico. E vale ressaltar também que a maior participação de vendas será de categorias como eletrodomésticos e smartphones.

Portanto, as notícias para quem trabalha com e-commerce são positivas, mesmo com o momento de instabilidade que o Brasil passa. E, se precisar de ajuda para aumentar os lucros, o PagSeguro está aqui.

Confira o relatório WebShoppers completo.

Business Plan: o 1º passo do seu e-commerce

businessplan

Muitos não sabem o que de fato é um Business Plan, mas ele pode ser responsável pelo sucesso de um e-commerce.

Por definição, Business Plan é: uma visão quantitativa do futuro de uma empresa e reflete implicitamente uma estratégia de mercado, operacional e financeira. O objetivo dele é estimar a capacidade da empresa em gerar dinheiro no futuro. Portanto, todo negócio em algum momento precisará criar um e o e-commerce, não será uma exceção.

Além dos pontos apresentados acima, o Business Plan para e-commerce é uma condição fundamental para os que buscam financiamento ou investidores para o seu negócio. Isso porque você precisará mostrar que tem o caminho certo para torná-lo um empreendimento de sucesso.

Quando você faz um estudo detalhado, encontra todas as variáveis de custo para a criação do negócio e evita que despesas inesperadas coloquem tudo a perder. Isso mostra se o futuro da empresa é rentável e duradouro.

Um outro ponto importante que está dentro do seu Business Plan é a Análise SWOT. É nela que você estabelecerá quais são as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do negócio levando em consideração o segmento que ele se enquadra.

Não se esqueça de estabelecer metas (de curto, médio e longo prazo) e prioridades no seu planejamento. Assim, você tem orientações operacionais para o dia a dia e não perde o foco em possíveis emergências.

Outro ponto importante é que muitos parecem não ter conhecimento que o Business Plan não é criado para ser usado apenas uma vez e depois guardado na gaveta. É preciso revisitá-lo constantemente para ter certeza que está no caminho ou até mesmo se esse caminho precisa ser trilhado novamente levando em consideração possíveis mudanças de cenário.

Uma vez que o seu Business Plan for concluído, compartilhe as informações com pessoas de confiança e que tenham certa experiência para buscar possíveis mudanças. Um feedback sempre é bem-vindo.

Nos dias de hoje, o e-commerce chega como uma grande alternativa de trabalho, mas mesmo que seja apenas um complemento de renda, mantenha o seu Business Plan e todo gerenciamento do negócio da maneira mais profissional possível. Isso, com certeza, fará a diferença no sucesso da empresa.

FONTE:
http://www.blogdoecommerce.com.br/business-plan-para-e-commerce/
https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/business-plan-passo-ingressar-commerce/
http://www.cursodeecommerce.com.br/blog/plano-de-negocios-para-ecommerce/

Palavras que podem ajudar seu e-commerce

Na hora de construir informações sobre os seus produtos ou até mesmo criar no blog da sua loja virtual usar certas palavras pode te dar ganhos.

Um produto xyz2500 pode dizer pouco para seu público e para os motores de busca, mas “Uma excelente TV LED de 42 polegadas” pode dar um ganho e tanto nos acessos. Então use e abuse das descrições e dos adjetivos apropriados.

Outra palavra que sempre chama atenção é “grátis”. Então ofereça um mimo aos clientes: pode ser um frete grátis, uma embalagem ou cartão grátis. Percebeu como a palavra “grátis” chama a atenção?

E outra que faz toda diferença é “segurança”. Por isso esclareça aos seus clientes quais cuidados você toma neste quesito. Oferecer o PagSeguro já permite que você afirme ao seus clientes que usa a melhor tecnologia em segurança de transações financeiras digitais.

Então agora é acertar no alvo das melhores palavras e comemorar os lucros no final do mês.

Photo Credit: wakalani via Compfight cc

Parcelamento ajuda nas vendas do seu e-commerce no começo do ano

Em janeiro o consumidor tende a dar uma segurada nas compras. E não é para menos, uma vez que este é o mês de IPTU, IPVA, material escolar e ainda pagar os excessos de dezembro.

Isso faz com que cada um segure um pouco as compras, inclusive no mundo digital. Mas como sua empresa deve agir neste cenário para que as vendas não caiam.

Mas o fato de oferecer parcelas de pagamento vai deixar o consumidor seguro  ao efetuar a compra sabendo que aquela parcela mensal irá caber no orçamento dele.

Então aproveite neste período para investir nas promoções parceladas. Faça uma boa vitrine virtual dando destaque para o parcelamento e mude todos os banners para enfocar nesta facilidade do parcelamento.

E ao oferecer o PagSeguro você oferece o parcelamento e recebe de uma vez só, garantindo assim a saúde do seu fluxo de caixa. E ainda pode usar os banners disponíveis no seu painel de controle para aumentar ainda mais as vendas.

Photo Credit: Direct Annuaires Stephan Comelli via Compfight cc

Automatizando a gestão do seu e-commerce

Não pense que é gasto. Quanto mais você investir na gestão do seu negócio, mas terá este investimento de volta.

E para ajudar você nesta gestão existem programas chamados ERP´s. De acordo com a Wikipedia ERP´s são:

“Sistemas Integrados de Gestão Empresarial (SIGE ou SIG), em inglês Enterprise Resource Planning (ERP) , são sistemas de informação que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema. A integração pode ser vista sob a perspectiva funcional (sistemas de: finanças, contabilidade, recursos humanos, fabricação, marketing, vendas, compras etc) e sob a perspectiva sistêmica (sistema de processamento de transações, sistemas de informações gerenciais, sistemas de apoio a decisão etc).

Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios.”

Antigamente estes sistemas eram caros e complexos mas hoje existem diversas opções no mercado que podem ser alugados mensalmente com taxas mensais acessíveis até para os orçamentos mais baixos.

Mas atenção não é só porque você contratou um sistema de ERP que ele vai fazer a mágica sozinho. É preciso alimentar corretamente os dados do software e tomar decisões baseado nos relatórios.

Photo Credit: pierre hanquin via Compfight cc

Perspectivas para o e-commerce em 2014

E-commerce

Um novo ano começa, e agora é o momento ideal para quem possui (ou pretende iniciar) um negócio ligado ao comércio virtual analisar quais foram as melhores práticas e estratégias em 2014, além de ficar por dentro das tendências apontadas por especialistas como aquelas que vão trazer crescimento e lucro para o segmento.

Confira quais são as principais dicas do PagSeguro para o e-commerce em 2014:

Novos mercados
Existem muitos nichos ainda inexplorados, como o comércio voltado para crianças que sabem escolher o que querem, apaixonados por artigos retrô e produtos de beleza para homens. Quem investir neles vai sair na frente.

Facilite o pagamento
O receio de fornecer dados e até mesmo dificuldade em efetuar o pagamento continuam sendo um fator que afasta o consumidor do e-commerce. Com PagSeguro na sua loja, ele pode escolher entre mais de 23 maneiras de pagar com segurança.

Curtindo e compartilhando
As redes sociais continuam sendo uma ótima vitrine para sua loja virtual. Com a possibilidade de interação do usuário, é possível tirar dúvidas sobre os produtos e serviços. O social commerce, no qual o cliente compra diretamente pela rede social, também está ganhando seu espaço.

Foco no mobile
Considerando que grande parte dos internautas brasileiros usam seus celulares para acessar a rede, investir num site pensado também para estes usuários faz todo sentido. Assim, o consumidor pode – mais do que nunca – comprar a qualquer hora e lugar.

Troca com desconto
Cliente que trouxer seu produto antigo/usado ganha desconto na hora de adquirir um novo. Essa prática é tendência em grandes lojas dos Estados Unidos, e além de atrair o público consumidor, ainda é sustentável.

Black Friday
Em 2013, a sexta-feira dos megadescontos tomou proporções nunca antes vistas. A previsão é que neste ano, ainda mais lojas (virtuais e físicas) participem do evento. Por isso, o ideal é já incluir a data no planejamento do ano.

Entrega barata e eficiente
Quando alguém compra algo pela internet, fica na expectativa de receber seu produto o quanto antes. Com o Envio Fácil do PagSeguro, você pode oferecer frete barato por Sedex (que entrega rapidamente) para todo o Brasil.

As novas datas do calendário para o ecommerce

Custom moleskine calendar, Mike Rohde, CC-BY-NC-ND

Há muitos anos, datas comemorativas como o Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Dia dos Namorados, entre outros, impulsionam as vendas do varejo. No comércio eletrônico isso também acontece, onde os chamados períodos sazonais garantem um forte avanço nas vendas.

A receita continua funcionando e, para faturar ainda mais, as lojas virtuais brasileiras aderiram à criação de datas sazonais próprias do e-commerce, como o Black Friday, Boxing Day e o Dia do Frete Grátis.

Continue lendo