Arquivo da tag: inadimplência

Como o PagSeguro pode ajudar a diminuir a inadimplência no seu negócio

como diminuir a inadimplencia no seu negocio

Quando você depende do seu faturamento mensal para repor produtos no estoque, para pagar contas ou simplesmente investir no crescimento da sua empresa, é preciso tomar muito cuidado com a inadimplência. Se você não recebe dos seus clientes, todos os seus planos vão por água abaixo.

Segundo o SPC Brasil, o número de inadimplentes em abril desse ano chegou à marca de 53,8 milhões. Um mês antes, em março, o número era de 52, 5 milhões. A faixa etária que ocupa a maior parcela entre os devedores é a de 25 a 39 anos.

Quer saber como proteger seu negócio, seja no mundo virtual ou no físico, e evitar a inadimplência? O PagSeguro pode ajudar. Se você adotá-lo como sua ferramenta de pagamentos, o seu dinheiro no final do mês está garantido e você não precisa se preocupar em cobrar ninguém.

Mais segurança para seu negócio
Com o PagSeguro você não precisa se preocupar com as formas de pagamentos e possíveis dívidas não pagas, pois o sistema cuida do processo. Assim você tem mais tempo para investir no que vai fazer, de fato, seu negócio crescer.

A partir do momento que você contrata o PagSeguro sua loja virtual passa a oferecer mais de 25 meios de pagamento para o cliente. Já se você tem um pequeno negócio ou trabalha como autônomo, você pode ter o leitor de crédito e débito e vender pelo celular ou tablet com 9 diferentes bandeiras de cartões aceitas.

E pode ser parcelado. No PagSeguro, independentemente do número de parcelas que o seu cliente escolheu, você receberá o dinheiro de uma só vez, como se ele tivesse pagado à vista. Com isso, você pode se planejar, pois já sabe qual o valor vai receber.

Se por algum motivo esse cliente não conseguir pagar todas as parcelas, quem será responsável por negociar o valor não será mais você e sim a operadora do cartão. Com o PagSeguro também é possível oferecer outros meios de pagamento para quem tem uma loja virtual, como boleto bancário e débito em conta

A melhor forma de ver suas vendas crescerem é atingindo mais consumidores, para isso nada mais prático do que ter um serviço que oferece as principais formas de pagamento, aceita as principais bandeiras de cartão do mercado, tudo isso em um só lugar e você não precisa perder tempo negociando valores com cada instituição financeira. Você faz apenas um contrato com o PagSeguro, sem burocracia.

Gastos controlados
Saber o valor que será gasto e também quanto será seu faturamento é a melhor forma de poder investir no crescimento do seu negócio sem medo. Com o PagSeguro fica mais fácil controlar suas finanças, pois as taxas cobradas são fixas, de acordo com o plano de pagamento que você escolher.

Mais uma vantagem é que para usar os serviços PagSeguro, você não paga taxa de mensalidade ou tarifa de adesão. Já são mais de 25 milhões de usuários que escolheram a tecnologia de pagamentos UOL.
Entre em contato agora mesmo!

Inadimplência aumenta em março

Pagando a conta, Tai Machado, CCFoto: Tai Machado, CC

A inadimplência do consumidor registrou alta de 4,32% no mês de março, comparado a igual período do ano passado, e acumula crescimento de 1,81% no primeiro trimestre de 2011, de acordo com pesquisa divulgada dia 7 pelo presidente da Confederação Nacional dos Diretores Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Junior.

A pesquisa, feita em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), ressalta que a elevação do número de devedores é consequência direta do descontrole no orçamento doméstico, em função de pagamento de impostos e despesas acumuladas de fim de ano, viagens de férias e carnaval.

O presidente da CNDL afirmou que as medidas de restrição ao crédito, adotadas no fim do ano passado, a elevação da taxa básica de juros (Selic) para 11,75% ao ano e a falta de critérios adequados para as compras com cartão de crédito e uso do limite do cheque especial contribuíram para a desorganização econômica das famílias. As compras com cartão de crédito, estimadas em 20% do total de transações comerciais, não entram no Índice de Inadimplência CNDL/SPC.

Via Agencia Brasil