Arquivo da tag: loja virtual

4 dicas para migrar do físico para o virtual

4 dicas

O ano de 2014 foi fantástico para o varejo eletrônico nacional. Segundo dados da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), os e-commerces faturaram R$ 39,5 bilhões, números que representam um crescimento de 27% em relação a 2013. Foram 57 milhões de consumidores online comprando os mais variados produtos. Moda e acessórios, eletrodomésticos, saúde e beleza, eletrônicos e informática foram as categorias mais procuradas.

Por isso, as expectativas para 2015 eram altas: faturamento esperado de R$ 49,8 bilhões, crescimento de 26%, 62 milhões de compradores e o mobile commerce assumindo papel de protagonista e impulsionando ainda mais as vendas online. Até agora, o desempenho do varejo eletrônico brasileiro não tem decepcionado.

O cenário é animador e a quantidade de empresas que ingressam no ambiente digital é enorme. Com a concorrência aumentando, é preciso fazer a migração do ambiente físico para o virtual com cuidado e muito estudo. Por isso, o PagSeguro listou 4 dicas importantes para realizar a transição com sucesso:

 

Formação da sua Equipe

O seu e-commerce será uma operação completamente diferente e separada da loja física. Por mais que a sua equipe atual seja eficiente, é fundamental treinar e capacitar os funcionários responsáveis pela administração. As vendas online funcionam de maneira distinta e o comportamento do consumidor muda consideravelmente no ambiente digital. Atendimento online e logística merecem atenção redobrada.

Estoque

Essa é uma das partes mais importantes para migrar com sucesso. Defina se a sua empresa terá estoques separados para a loja física e para a loja virtual, ou se ambos serão integrados. Estude bastante a sua logística e defina seu método com cuidado. Independente da escolha feita, jamais deixe de atender a sua demanda.

Ações de Marketing

Uma empresa virtual tem inúmeras possibilidades de se comunicar com seus clientes atuais e consumidores em potencial. Email Marketings, Facebook, Instagram, LinkedIn, banners, Youtube… Faça um bom planejamento e invista com inteligência em suas ações de marketing digital. Com certeza, elas vão dar resultado e atrair muitos novos compradores.

Utilize boas ferramentas

No e-commerce, é essencial oferecer boas condições de compra para os seus consumidores. Variedade de meios de pagamento e opções de parcelamento flexíveis, por exemplo, são características muito bem vistas por quem compra online. Frete a bons preços, bom fluxo do processo de compra, site com funcionamento simples e segurança também são de grande importância. O PagSeguro oferece tudo isso e muito mais para que a sua loja eletrônica tenha sucesso. Conheça as vantagens.

Agora, você já tem uma boa ideia do que precisa fazer para realizar a migração da sua loja física para o ambiente digital com sucesso. Aproveite o crescimento do varejo eletrônico no Brasil e aumente o seu faturamento! Para saber mais, confira as dicas dos especialistas do Impulso Digital, canal de dicas e informações para e-commerces:

Impulso Digital

 

Fonte: E-commerce News ( LINK 1LINK 2)

Dicas de e-commerce para o 2º semestre do ano

Construa um diferencial para sua loja virtual

No mercado online, a exigência dos consumidores tende a aumentar cada vez mais. Isso devido ao fato de um número cada vez maior de estreantes no segmento estarem se diferenciando pela qualidade do produto e/ou seu tempo de entrega e resposta. E quem quer estar nessa briga deve ter dedicação desde o visual do site até a entrega e o pós venda.

Conforme ocorre com as lojas físicas, o visual do e-commerce pode tanto atrair quanto afastar clientes. Escolha de cores, diagramação da página, tamanho e composição das fotos: tudo influencia a decisão de compra do consumidor – inclusive inconscientemente. Assim, investir em web design é essencial para quem deseja que o negócio renda muitas vendas.

Além disso, a estrutura do site deve ser bem planejada e pensada antes de ir para o ar. É de vital importância para a loja que o consumidor não se perca na página e que consiga achar as informações que deseja facilmente. Uma consultoria de arquitetura da informação resolve problemas de orientação, criando  uma navegação intuitiva e simples, além de ajudar a vender produtos que o consumidor pode comprar impulsivamente.

Por fim, de que adianta seu cliente realizar uma compra se nunca mais for voltar a comprar do seu site? Segundo estudos, o esforço para reconquistar um cliente perdido é dez vezes maior do que o utilizado para conquistá-lo pela primeira vez. Sendo assim, fique atento às reclamações, dúvidas ou perguntas de quem comprou da sua loja, tendo em mente que, se ele teve uma experiência de compra positiva, que conquistou sua confiança, provavelmente irá tornar a comprar de novo na sua loja.

Como criar uma loja virtual no Facebook usando o PagSeguro


O Facebook se tornou a rede social mais usada no mundo e, no Brasil, o cenário não é diferente. O país já tem mais de 76 milhões de usuários, atrás apenas dos EUA e da Índia no ranking mundial de mais usuários conectados na rede.

Mas mais do que reencontrar velhos amigos, o Facebook pode ser uma ótima ferramenta para expandir seus negócios. Você cria uma loja virtual, vende pela rede social e conta com o PagSeguro para oferecer diferentes opções de pagamento e transações seguras para o seu cliente. Descubra abaixo como funciona e não perca mais tempo!

Criando uma loja virtual

Para começar a vendar pelo Facebook, você precisa ter uma fan Page, aquela página que as marcas usam para divulgar novidades e se conectar com seus consumidores. O primeiro passo é acessar facebook.com/pages e clicar em “criar uma página”.

Em seguida, você precisa definir qual categoria sua loja se enquadra. As opções são “negócios locais ou local”, “empresa, organização ou instituição” e “marca ou produto”. Tem também “artista, banda ou figura pública”, “entretenimento” ou “causa ou comunidade”, mas aí já foge do escopo de loja virtual.

Feita essa escolha, adicione o logotipo da sua marca, complete todas as informações da página e convide os seus amigos e clientes para participar da sua página na rede social.

Agora é hora de criar sua loja virtual no Facebook. Para isso, você pode contar com o parceiro do PagSeguro, o Facileme Social Commerce. Primeiro, você precisa baixar o aplicativo “Facileme” e, depois, clicar em “instalar em minha fan page”.  É fácil e rápido, você precisa dessa etapa para poder ter um social commerce, ou seja, um sistema que possibilita a criação de uma loja virtual no Facebook.

Não se esqueça de escolher a loja para o cadastro e clicar em adicionar F Commerce. Cadastre seus produtos, coloque informações completas sobre cada um deles. Você está quase pronto para começar a vender pela rede social. Falta saber como vai receber seu dinheiro, é aí que o PagSeguro entra.

Recebendo os pagamentos

O PagSeguro ajuda você a diferenciar sua loja virtual ao oferecer diversas opções de pagamento. Crie uma conta no sistema de pagamentos do UOL e pronto, seu cliente já pode comprar escolhendo qual a melhor forma de pagamento para ele. O PagSeguro oferece mais de 25 opções diferentes, entre elas cartão de crédito, débito em conta, boleto bancário, transferência bancária e ainda débito em conta.

O PagSeguro é seguro?

O comércio eletrônico no Brasil não para de crescer. O número de e-consumidores em 2013 chegou a 51,3 milhões de pessoas, alta de 19%, sendo que 9,1 milhões fizeram a sua compra pela primeira vez no ano, segundo dados da e-Bit. Não é nem um pouco surpreendente. A comodidade de poder comprar o notebook que você tanto queria sem precisar sair de casa naquele dia chuvoso, receber o produto sem precisar brigar por vagas no estacionamento e poder pesquisar por preços em tempo real ajudam a entender o forte ritmo de crescimento.

Se o ritmo de crescimento está forte, ele poderia ser muito maior. Os e-consumidores veem a insegurança nesse mundo como uma das principais barreiras que impedem o crescimento desse mercado. Dados do ano passado do IBOPE apontaram que mesmo nos dias atuais, 62% dos consumidores online compram por boleto bancário por achar mais seguro do que colocar os dados de cartão de crédito.

Diante disso, a melhor forma de garantir ao consumidor uma compra tranquila e segura, é contando com ferramentas especializadas em sua loja virtual. Não é a toa que o PagSeguro se tornou referência nesse mercado, já são mais de 25 milhões de clientes que utilizam o sistema em seu comércio.

Proteção aos dados financeiros

E então você pergunta: mas afinal, o PagSeguro é realmente seguro? Desde 2007, quando foi lançado, O PagSeguro já ganhou prêmios que reconheciam seu prestígio no mercado. Em 2008, ele foi escolhido pelos próprios leitores da revista InfoExame como o site do ano na categoria comércio eletrônico.

Além disso, foi criada uma política estruturada de gerenciamento de riscos para evitar fraudes. Esse sistema consegue descobrir quando alguém obtém acesso ilegalmente aos dados financeiros de outra pessoa e utiliza essas informações para fazer compras não autorizadas.

Entre as principais políticas de segurança adotadas pelo PagSeguro está a certificação PCI, sigla em inglês de “Padrão de Segurança para a Indústria de Pagamentos”. Esse reconhecimento é mais uma tranquilidade para quem compra de que os seus dados financeiros estão protegidos, com segurança na rede e criptografia (técnica para esconder informação de acesso não autorizado).

No PagSeguro, a segurança já está garantida pelo sistema quando o cliente preenche os dados de seu cartão até o momento em que ele digita a senha.

Segurança também no leitor de débito e crédito

Mas não é só no mundo virtual que a segurança no pagamento para aos comerciantes e consumidores está garantida. Quem tem um pequeno negócio, trabalha como taxista, professor ou profissional autônomo, também pode usar o PagSeguro para receber pagamentos em cartões de crédito e débito.

É só adquirir o leitor de débito e crédito do PagSeguro para receber diretamente do celular ou do tablet. Não precisa pagar mensalidade ou taxa de adesão.

Essa é uma ótima oportunidade para quem quer expandir seus negócios oferecendo mais formas de pagamento para os consumidores. Além do leitor de débito e crédito e os celulares ou tablets, o profissional precisa do aplicativo gratuito que está disponível para Android ou iOS e uma conta no PagSeguro.

Então se você quer ganhar a confiança de seus clientes e aumentar as vendas de sua loja virtual, não deixe de contar com essa ferramenta que é sinônimo de segurança em pagamentos online e nas vendas por tablets e smartphones.

 

Quais são as formas de pagamento do PagSeguro?


O e-commerce vem conquistando cada vez mais espaço na vida das pessoas como um das maneiras preferidas de comprar. Em 2013, o número de pedidos feitos pela internet chegou a 88,3 milhões, um crescimento de 32% comparado a 2012, segundo o pesquisa da E-bit.

Os principais motivos que explicam esse crescimento é a comodidade em comprar sem precisar sair de casa, a variedade de produtos e as diversas opções de pagamento. É aqui que entra o PagSeguro. Com a plataforma de pagamentos do UOL, você consegue oferecer mais de 25 opções de pagamento em sua loja virtual assinando apenas um contrato.

Entenda melhor como funciona as opções do PagSeguro e não perca mais vendas.

Para lojas virtuais

Se você tem um comércio eletrônico, oferecer variedade nos meios de pagamento é fácil com o PagSeguro. Para se ter ideia, são mais de 25 opções disponíveis para seu cliente. Entre elas cartões de crédito, boleto bancário, débito online e ainda depósito em conta.

Além das opções em forma de pagamento, seu negócio passa também a aceitar as mais variadas bandeiras de cartão. Entre elas: Visa, Mastercard, Hipercard, Elo, Dinners e Amecian Express. A compra poderá ser parcelada em 3, 6, 10, 12 ou 18 vezes.

Quer saber mais uma vantagem? O seu cliente pode pagar parcelado, mas você recebe o dinheiro de uma só vez. Assim seu faturamento não fica comprometido e você pode usar o dinheiro para repor o estoque ou pagar funcionários, por exemplo.

Já as opções de débito online estão disponíveis para os bancos Itaú, Bradesco, HSBC, Banco do Brasil e Banrisul.

Se você preferir, também é possível limitar quais serão os meios de pagamento oferecidos para seu consumidor. Para isso basta seguir os seguintes passos:

– Acesse sua conta PagSeguro;

– Clique em “Preferências”;

– Em seguida escolha a opção “Recebimentos”;

– Depois é só decidir quais serão as opções de pagamento que deseja disponibilizar aos compradores de sua loja.

Vendas pelo celular

Os profissionais autônomos que têm um negócio que exigem que eles fiquem em movimento, como professores particulares ou taxistas, não precisam mais receber só em dinheiro vivo ou cheque. Muitos clientes nem sempre estão com dinheiro em espécie na hora de realizar um pagamento, o que significa que você vai perder dinheiro se não possui o leitor de débito e crédito do PagSeguro.

Se você quer aumentar suas vendas comece a oferecer mais meios de pagamento para seus consumidores.Para quemestá em movimento, o PagSeguro permite vendas pelo smartphone ou tablet com o leitor de débito e crédito do PagSeguro. Este leitor se conecta via Bluetooth ao seu smartphone utilizando o aplicativo que pode ser baixado na Apple Store ou no Google Play e pronto. Você já está pronto para receber pagamentos de cartões nas bandeiras Visa e Mastercard.

Já o leitor de tarja, apenas para cartões de crédito com tarja magnética, aceita as seguintes bandeiras: Visa, Mastercard, Hipercard, American Express, Dinners e Elo. Nele, a conexão é feita pela entrada de fones de ouvido do celular. Além do iOS (Apple) e Android, esse leitor também funciona para quem utiliza Windows Phone.

Entre no PagSeguro para encontrar a opção ideal em pagamento para o seu negócio.

Quero vender na internet. Como faço?

post blog 13-05Computadores, notebooks, tablets ou smartphones. Independente do dispositivo, dê uma olhada em sua volta e veja quantas pessoas estão conectadas à internet. O Ibope aponta que mais de 100 milhões de brasileiros já são usuários da rede.

Sem medo de errar, você pode apostar que quase metade dessas pessoas fez ao menos uma compra virtual. A última pesquisa da consultoria e-bit mostra que 51,3 milhões de brasileiros fizeram compras online em 2013, o que significa um aumento de 20% de e-consumidores em relação ao ano anterior.

Se comprar pela internet é fácil, vender por ela também pode ser. Você só precisa das ferramentas certas.

Confira o passo a passo que preparamos para quem quer entrar no comércio eletrônico, mas não sabe nem por onde começar:

Saiba o que você vai vender

O primeiro passo é o planejamento. Que tipo de produtos que você vai oferecer? Se eles forem de fabricação própria, você precisa ter espaço físico para guardar o seu estoque.

Caso queira revender, é necessário preparar uma lista de possíveis fornecedores com as características de cada um (preços, prazos, localidade).

Você também precisa saber quanto cobrar. E, para isso, a melhor estratégia é conhecer bem a concorrência, tanto no mundo físico quanto no virtual.

Entenda o seu público alvo

Avalie também qual será seu público-alvo e quem serão seus possíveis concorrentes. Vai vender somente para quem está perto de você, na sua cidade, ou vai vender para outros estados e países?

O custo da entrega com frete precisa estar nos seus planos. Saiba também como chegar aos seus possíveis clientes. As redes sociais são uma boa estratégia para atingi-los.

Planejamento financeiro

Não se esqueça de fazer um planejamento financeiro, projetando os seus gastos e receitas. O quanto você vai gastar com a manutenção do site, toda a parte de tecnologia, a compra de matéria-prima ou de produtos para revender, marketing, etc.

Prepare o seu estoque

Você precisa, ainda, esquematizar como irá administrar o estoque de sua loja.  Vai produzir uma quantidade inicial e guardar? Ou a produção irá acontecer sob encomenda? Tente descobrir como funcionará melhor para o seu tipo de negócio.

Pense nas entregas

Certo, já está tudo pronto para começar as vendas. Opa! Mas ainda tem um detalhe: já pensou em como você irá entregar os pedidos realizados?

Você tem duas opções principais: Correios ou transportadora. O serviço da estatal é aconselhável para o pequeno e médio empreendedor, que vende poucas quantidades. O órgão oferece, inclusive, um serviço exclusivo para varejistas virtuais. Informe-se sobre os valores, que são diferentes de acordo com o destino, e veja quais regiões você será capaz de atender. Isso também deve estar claro para os seus clientes.

E, atenção, o PagSeguro tem uma parceria com os Correios que vai aliviar seu bolso e o do seu cliente. Usando o Envio Fácil, o frete sai até 70% mais barato que o valor do Sedex tradicional.

Tenha um sistema para vender

Agora vamos à parte prática: onde você vai colocar seus produtos para vender e como vai receber por eles?

O PagSeguro oferece vários caminhos possíveis. O modelo mais simples é a solicitação de pagamento por e-mail.

Vamos supor que você tenha um blog ou um perfil nas redes sociais. Você pode publicar uma foto do seu produto e, se o cliente se interessar em comprá-lo, você envia uma solicitação de pagamento diretamente para o e-mail dele.

Outra alternativa é a venda direta pelo próprio site. Basta instalar o botão de pagamento do PagSeguro em sua página. Além de vender produtos, você pode oferecer serviços por assinatura e receber doações.

Quem busca uma solução mais profissional tem ainda a possibilidade de montar uma loja virtual. Para isso, você vai precisar de um sistema que permita cadastrar produtos e automatizar o recebimento de pedidos.

A Loja Virtual sem mensalidade do UOL Host permite que você faça isso sem custos. Ela já vem pronta, você apenas precisa cadastrar até 15 produtos gratuitamente e já conta com todas as facilidades de pagamento do PagSeguro.

Você pode ainda cadastrar os seus produtos gratuitamente no TodaOferta, o marketplace do UOL.