Arquivo da tag: midia social

Redes sociais consomem tempo dos internautas durante o trabalho

Quantas vezes, no meio do expediente de trabalho, você se pegou dando aquela espiada no Facebook ou fazendo algum comentário aparentemente inofensivo no Twitter? O quanto as redes sociais distraem você dos afazeres do dia a dia?

Muito mais vezes do que você pode imaginar. A empresa de Red e App desenvolveu um infográfico que mostra como as interrupções influenciam a produtividade dos funcionários. Foram medidas quantas “escapadinhas” são feitas durante o dia aos mais populares serviços: Facebook, Twitter e e-mails.

Dentre as descobertas mostradas no estudo, 28% do dia seria gasto em interrupções e tempo de recuperação de tarefas. Se levarmos em consideração que um dia de trabalho possui 8 horas, significa que os funcionários gastam um pouco mais de 2 horas se distraindo com abas de serviços não relacionados às atividades.

Ainda segundo a pesquisa, funcionários interrompem suas tarefas uma vez a cada 10,5 minutos, ou seja, quase seis “escapadinhas” por hora. Além disso, mais de 40% dos trabalhos interrompidos não seriam imediatamente retomados – trabalhadores demorariam mais de 23 minutos para voltarem aos afazeres.

Outro dado interessante é que quase metade dos funcionários (45%), segundo o infográfico, acredita poder realizar mais de uma tarefa ao mesmo tempo. O que não é lá muito real, porque, segundo a análise, tarefas realizadas simultaneamente levam, em média, 30% mais tempo para serem finalizadas do que se fossem feitas sequencialmente.

Segundo o infográfico, o Facebook registra diariamente mais de 1 bilhão de postagens, sendo 700 mil o número de mensagens enviadas a cada segundo pela rede social de Mark Zuckerberg. Ainda de acordo com a análise, a média de tempo gasto por usuários no site, por mês, é de 405 minutos (quase 7 horas!).

Já os números registrados para o Twitter são um pouco menores, mas não melhores. Segundo a pesquisa, 400 milhões de tuites são enviados a cada dia. A média de tempo que usuários gastam no microblog é de 89 minutos por mês (cerca de 3 horas). Por segundo, o número de mensagens chega à marca de 175 mil. Fora isso, a Red e App registrou 1 milhão de novas contas cadastradas a cada dia no site.

No quesito e-mails, a leitura de mensagens recebidas durante o expediente sugaria 28% do tempo dos funcionários, em média, sendo 112 a média de mensagens que o trabalhador troca durante o dia. O número de e-mails que circula na Internet chega a 62 bilhões, em média, diariamente.

Se você ainda acha que tudo isso não passam de números, saiba que o impacto calculado dessas “escapadinhas” diárias é de cerca de 650 bilhões de dólares por ano, ou mais de 1 trilhão de reais em gastos – isso só nos Estados Unidos.

Para ver o infográfico original (em inglês), clique aqui.

Via: IDG Now!. Crédito da imagem: Facebook, escapedtowisnsconsin, CC-BY-NC-ND.

Como as 500 maiores da Fortune usam as mídias sociais

O blog da V3 publicou um interessante infográfico mostrando como as 500 Maiores Companhias da Fortune usam mídias sociais. Por serem líderes de mercado, é natural pensarmos nessas empresas como inovadoras e “early-adopters” de novas tecnologias. Por outro lado, empresas gigantes também são lentas e complexas em seus movimentos, tudo parece complicado, existe certo conservadorismo e elas acabam fazendo mais do mesmo. As empresas já reconhecem a importância das mídias sociais, as pesquisas mostram isso, mas os números mostram ainda deixam clara relutância em adotar tecnologias digitais sociais.

Continue lendo

Como a mídia social influencia compras online: uma sondagem



No início de junho a especialista Carolina Terra fez uma pesquisa com usuários de internet (Facebook e Twitter) para entender como as mídias sociais influenciam suas decisões de compra. A pesquisa é uma sondagem e não pode ter fins científicos por não usar os parâmetros estatísticos necessários. Mas é um ótimo termômetro do que acontece – e o melhor: só com consumidores brasileiros, coisa rara, não é?

Foram 131 pessoas, a maioria mulheres (72%), uso diário da internet (ou mais de uma vez por dia ou o dia todo) e usuários de redes sociais. Segundo as respostas, 91% dos entrevistados pesquisam, sim, antes de comprar.

Vejam quem está formando as opiniões dos clientes:

  • Opiniões em sites de reclamação (70%)
  • Opiniões ou resenhas em blogs; tweets, posts no Facebook e Vídeos (68%)
  • O que amigos e familiares dizem a respeito (52%)
  • A rede de contatos e as opiniões em sites de comércio eletrônico praticamente empatam, com 43% e 44% cada…

Conclui Carolina, especialista em Relações Públicas e Comunicação Organizacional:

Já era de se esperar que fontes como família e amigos exercessem grande influência sobre as opiniões antes da compra. Porém, um dado que chamou a atenção na pesquisa foi que os sites de reclamação foram o fator de maior impacto na decisão de compra dos participantes, o que nos gera uma oportunidade e uma ameaça do ponto de vista da comunicação organizacional.

Oportunidade no sentido de trabalharmos as reclamações que ali (sites de reclamação) se encontram e dar destino e retorno ao cliente. E ameaça porque uma vez com uma imagem ruim nesse ambiente, a organização dificilmente consegue reverter a percepção dos que ali navegam e isso pode impactar em diminuição do faturamento, boca a boca negativo etc.

Para ver a pesquisa completa, acesse aqui.

Fonte: RPalavreando
Imagem: Adam Fagen

E-commerce via redes sociais ganha força no Brasil

e-commerce
Photo Credit: Garfield Anderssen via Compfight

 

Comprar sem sair de casa não é novidade, mas ganhou um aditivo: as redes sociais. A partir da página pessoal no Facebook, por exemplo, já é possível adquirir produtos sem mesmo ter de acessar o site da loja. É o social commerce ganhando força e, ao que tudo indica, a tendência chega para ficar. Um prato cheio para ávidos consumidores digitais.

O estudo Observador 2012, realizado pela Cetelem, empresa do grupo francês BNP Paribas, conglomerado financeiro, indica que 53% dos 1,5 mil consumidores brasileiros entrevistados querem comprar produtos por meio da página pessoal de rede social favorita sem ter de ir à loja.

Segundo o levantamento, 61% dos consumidores representantes das classes AB apostam na ascensão do social commerce, enquanto 55% da classe C, e 42% das classes D e E afirmam o mesmo. Geograficamente, 57% dos entrevistados da região Nordeste acreditam no potencial de vendas por meio das redes sociais, seguidos pelas regiões Sudeste, com 53%; Sul, com 52%; e Nordeste e Centro-Oeste, com 46%.

Continue lendo

Você conhece a Geração Y?


Photo Credit: Gisela Giardino via Compfight

A Boo-Box e a HelloResearch publicaram um estudo, feito no final de 2011, sobre o perfil da Geração Y (jovens entre 18 e 30 anos) e seu uso de internet, que pode ser muito útil para todos. Posicionamento de marca, uso e hábitos são apenas alguns dos insights da pesquisa.

Entre outubro e novembro de 2011 mais de três mil jovens entre 18 e 30 anos foram entrevistados para traçar um perfil da Geração Y no Brasil e de seu comportamento na internet. Um dos grandes diferenciais da pesquisa, realizada por meio da metodologia On-Target Hello Research, é que ela foi feita exclusivamente por meio da internet e tem representatividade nacional.

A pesquisa abordou temas demográficos e comportamentais para traçar o perfil destes jovens e suas percepções e opiniões sobre temas como religião, relacionamento, redes sociais, consumo e relação com as marcas, dentro e fora da internet.

Continue lendo

Use a mídia social a seu favor

iPhone 4Creative Commons License Photo Credit: Brian Wilkins via Compfight

 

Presença digital é fundamental, principalmente para as pequenas e médias empresas (ou profissionais liberais). Elas são a melhor forma de estar perto dos seus clientes e se comunicar com eles de forma direta e objetiva. As redes sociais é um fenômeno que está no nosso cotidiano já, e não pode ser ignorada. Em nosso país, cada vez mais pessoas estão ingressando nas redes sociais e estão se tornando ativas na comunicação. Para muitas delas, as redes sociais são o melhor canal para entrar em contato com uma empresa.

Aqui no Blog do PagSeguro temos diversos artigos sobre Marketing no E-commerce e também sobre Social Commerce, e é sempre necessário fazer revisões, dadas as muitas mudanças. Por exemplo: em 2012 você pode apostar em algumas redes muito específicas – sempre de acordo com sua estratégia de marketing, planejamento e equipe: Twitter, Facebook (mais usadas), LinkedIn e blogs; e a nova estrela, o Pinterest.

O detalhe é que não basta ter um canal por lá, é preciso saber usar para construir uma imagem positiva. A palavra chave para uma empresa nas redes sociais é “interação”. Interagir com o cliente é primordial, aproximando-se dele, tirando dúvidas, lendo reclamações, oferecendo produtos, promoções, entre outras ações de fidelização e comunicação com seu cliente. Uma ótima ferramenta (além das nossas dicas) é o livro “Marketing nas Mídias Sociais em 30 Minutos“, de Susan Gunelius (Cultrix, R$ 31,41).

Aproveite para acompanhar os canais do PagSeguro no Twitter e no Facebook.

E se você ainda não tem uma conta, não perca tempo e faça agora mesmo seu cadastro.

Se você também quer ser um parceiro PagSeguro. Faça seu cadastro:

 

Via: Administradores