Arquivo da tag: tutorial

[Tutorial] Como criar o e-mail marketing

Nosso leitor Ivanildo pediu mais informações sobre e-mail marketing e a gente vai responder.

A gente sempre fala das estratégias de e-mail marketing, como usar, etcéteras, mas nunca mostramos como fazer o e-mail marketing a partir do zero.

Primeira coisa, ANTES de escolher a sua ferramenta de e-mail marketing: você precisa ter um público alvo. Ou seja, e-mail de pessoas que querem receber as informações que você vai mandar.

1. A regra é clara: o internauta deve escolher receber o e-mail marketing. Você pode incluir esta opção no final do seu checkout, no fim dos formulários de registro e também criar um espaço na sua homepage para oferecer informações fresquinhas.

2. Isso posto – e base de dados feita – você precisa escolher uma ferramenta de e-mail marketing. Existem programas internos (que você instala nos seus computadores e dispara os e-mails de sua conta) ou sistemas feitos sob medida para isso. No link acima você lê artigo recente aqui do blog em que falamos sobre isso e quais são os critérios para levar em consideração.

3. Criar a mensagem. Pode parecer simples, mas não é. Mesmo com as ótimas ferramentas disponíveis, a mensagem é o que vai realmente capturar a atenção do seu cliente – e garantir uma nova visita e, se funcionar, outra conversão.

O lugar para aprender o que se deve fazer em termos de conteúdo é o mesmo que definiu como se faz o design de um e-commerce: Amazon.com. O site conhece tão bem o seu usuário que é capaz de avisá-lo quando sai a sequência de um livro que ele já leu. Isso vai além dos velhos cookies de navegação – é pura gestão de dados bem-feita.

4. Segmente, pense, crie estratégias – para os pequenos negócios o que vai fazer a diferença, sempre, é criar, inventar, inovar. Se você conseguir segmentar os seus clientes e conhece-los muito bem é possível fazer mil e uma coisas: lembrar do aniversário e oferecer presente ou desconto; dar seguimento a uma compra (a pessoa compra uma impressora e você manda oferta de papel ou tinta, por exemplo); informação relevante (se o cliente tem mais interesse em livros, não adianta mandar informação sobre sabonetes, certo?). Para saber mais sobre estratégias, veja o que já publicamos e continue sintonizado – a gente sempre está de olho no mercado para trazer novidades para os clientes PagSeguro.

Tem uma pergunta para o Blog do PagSeguro? Deixe seu pedido nos comentários e a gente produz informação sob medida para você.

Crédito da imagem: Sean MacEntee via Compfight.

Outra dica valiosa além do e-mail marketing é oferecer aos seus clientes a forma mais segura de pagamento, o PagSeguro. Cadastre-se agora mesmo e desfrute de todas as vantagens:

Tutorial PagSeguro: Botão de Pagamento em Blogs

 

Algumas pessoas entram em contato conosco informando que o botão do PagSeguro, ao ser colado em alguns blogs como o Blogger, não funcionam. Isso acontece, pois blogs como o Blogger e alguns outros, não aceitam formulários HTML.

Nesse post nós vamos ensinar como criar um botão de pagamento que funcione nesses casos.

 

Continue lendo

Tutorial PagSeguro: Recupere seus clientes utilizando a API de transações abandonadas

 

Seu cliente chegou na sua loja, efetuou uma compra e… SUMIU? Isso pode ocorrer e é chamado de abandono de carrinho.

Quando o cliente é direcionado da sua loja para o PagSeguro e, por algum motivo ele fecha a janela de pagamento, este cliente pode ser considerado como perdido caso você não tenha algum sistema que identifique que ele abandonou o carrinho.

Pensando nisso, o PagSeguro desenvolveu uma API para que você consiga obter uma listagem desses clientes  para tentar recupera-los. Essa é a API de Transações Abandonadas.

 

Continue lendo

7 dicas técnicas de SEO para sites de comércio eletrônico

Numbers And Finance

Creative Commons License Ken Teegardin via Compfight

Livremente traduzido de Maile Ohye, Amor e Tecnologia.

1. Pense duas vezes antes de fazer o seu comprador potencial fazer outra coisa antes da compra.

A cada clique a mais, você perde uma oportunidade, portanto, desenhe bem o processo de conversão:

– sempre que possível, não exija o registro antes do clique. Jared M Spool chama isso de “o botão de 300 milhões de dólares. Porque os usuários se ressentem de ter que se registrar para comprar.

– Feedback e registros são interessantes – só se você os considerar conversões. Evite que eles apareçam antes do checkout. Usar intersticiais ou sobreposições (overlays) força uma ação extra – e nos usuários mobile complica a vida mesmo.

2. Se o item não está no estoque, não mostre.

Infelizmente não existe um código HTTP para “item temporiamente indisponível”. O que você faz com eles, então? Do ponto de vista do SEO, a resposta depende de cada situação, sempre de acordo com a experiência do cliente:

– Se você acredita que seus usuários não se frustrarão com uns poucos itens fora de estoque, coloque um código 200 com uma mensagem útil para ajuda-los. Se realmente é uma questão pontual, os buscadores vão manter a página no índice – e caso você forneça um 404, ela será retirada depois de algum tempo. Então você pode oferecer alternativas ao produto ou um alerta por e-mail para quando o produto estiver de novo disponível.

3. Para itens que terminaram, 301 para uma alternativa ou simplesmente 404

Digamos que um dos seus itens acabou para todo o sempre. O que fazer com a página do produto? Há duas escolhas:

  1. 301 para um item relacionado. Se foi a primeira edição que acabou, redirecione para a página da segunda edição. Além de ajudar o seu cliente a encontrar um produto interessante, a prática ajuda no seu SEO porque preserva sinais importantes da indexação. Há alguns detalhes importantes no redirecionamento:
    1. Verifique se o redirecionamento está correto.
    2. Mande a nova URL para os robôs.

    Ao contrário das páginas 404, as 301 pedem alguma visão de longo alcance para serem redirecionadas corretamente e exigem atenção constante para serem mantidas. Para que você tenha todos os benefícios do redirecionamento, é preciso mantê-lo “para sempre”. Imagine fazer isso com o ciclo vida de produtos para manter o seu site bem na foto dos buscadores… por isso é preciso pesar bem os prós e contras antes de adotar o 301 para produtos fora de linha.

  2. A outra solução é colocar uma página 404 (não existe) com informações relevantes, o que o usuário pode fazer, talvez uma caixa de busca ou itens relacionados. Esta é a forma de simplificar a manutenção do seu site.

Não faça: 301 para uma “soft-404” (uma página 200 que diz que o produto não está disponível); 301 para a home, que não tem relação nenhuma com o produto. Isso irrita o usuário – e não adianta nada para as suas conversões, certo?

4. Permita automatização do preenchimento para acelerar o preenchimento dos formulários.

Use o standard autocompletetype ou provedores de automatização para que os formulários fiquem mais fáceis de preencher.

5. Sempre monitore a velocidade de carregamento do seu site.

E lembre: deve ser menos de 2 segundos.

6. Seja inteligente para mostrar a sua variedade de produtos.

Quando as variações são de tamanho e cor (sapatos, roupas, por exemplo) é inteligente criar uma página para o produto onde todas as versões são exibidas. Isso facilita a indexação e a criação de links para aquela página. Assim, só a página principal do produto aparece nas buscas. Detalhes:

  • Destaque as variações do produto nas miniaturas do produto. Lembre que além de texto, é possível mostrar as cores em paletas.
  • Na página do produto, é comum menus para escolher o tamanho e cor, bem como paletas para ver as diversas cores. Lembre sempre que além das imagens e do JavaScript (que faz a página carregar mais rápido), o texto ajuda os robôs de busca!
  • Sim, é possível (e pouco aconselhável) criar páginas para cada variação do produto. Antes de fazer isso, lembre: isso vai afetar tanto as buscas externas como as internas – qual conteúdo é ideal que o usuário encontre? O que você precisa que apareça no buscador?

7. No seu próximo redesign use todas as melhores práticas de arquitetura da informação.

Tutorial PagSeguro: Cadastro na loja – Facilidade para seu cliente e para o vendedor

A partir do comentário do nosso leitor Alexandre Thomaz, decidimos fazer esse post para ajudar muitos desenvolvedores a entender e melhorar o processo de compra e emissão de notas fiscais.

Desenvolver um bom cadastro em seu site pode trazer imensos benefícios para o seu site como, por exemplo, uma maior customização de produtos e anúncios específicos para clientes, facilidade na emissão de notas fiscais, melhoria no processo de pagamento entre outros.

Continue lendo

Tutorial PagSeguro: Como efetuar o estorno de uma transação

 

Se você precisa cancelar uma transação ou é vendedor e precisa fazer uma devolução ao comprador, preste atenção no tutorial a seguir.

Se um comprador deseja o cancelamento da transação, ele deve solicitar ao vendedor, que através do ibanking do PagSeguro (área logada), basta detalhar a transação em questão e clicar em “Cancelar a transação” disponível no rodapé da página detalhada.

Se a compra for paga através de Débito – TEF ou Boleto Bancário, ao estornar este valor, ele aparecerá disponível como saldo na conta PagSeguro ou vinculada ao e-mail utilizado no ato da transação do comprador, no mesmo instante que o estorno for realizado, a devolução é imediata.

Continue lendo