Arquivo da categoria: Datas sazonais

Como aproveitar as datas sazonais para vender mais

Como vender mais no Dia dos Namorados

Como vender mais no Dia dos Namorados

Para mostrar todo o carinho e amor, os casais apaixonados trocam presentes no Dia dos Namorados, em 12 de junho. E, olha, eles não costumam economizar nessa data.

De acordo com os dados da consultoria E-bit, o comércio eletrônico apresentou um tíquete médio de R$ 412,50 no período do ano passado. Com mais de 4 milhões de pedidos online, entre os dias 28 de maio e 12 de junho, o faturamento foi de R$ 1,65 bilhão.

Se você quer aproveitar esta data comemorativa para alavancar suas vendas, trate de começar o trabalho o quanto antes. Veja as dicas a seguir e saia na frente de seus concorrentes:

Estoque em dia com os produtos mais procurados

Livros. Eletrodomésticos. Celulares. Moda & Acessórios. Casa & Decoração. Segundo o relatório da consultoria E-bit, essas são as categorias de produtos mais procuradas nesse período. Essas informações ajudam a entender o que os consumidores buscam comprar no Dia dos Namorados, mas você deve fazer uma pesquisa mais profunda sobre o seu nicho de mercado.

Para tanto, uma dica é acessar o histórico de vendas do mesmo período nos anos anteriores. Assim, você descobre quais são seus produtos mais visados nessa data comemorativa. Vá além e faça uma pesquisa nas redes sociais e nos sites de busca para saber o que seu público-alvo anda desejando e como a concorrência está trabalhando.

Com base nos resultados dessa pesquisa, você consegue fazer uma boa previsão de quais produtos são mais quentes para as vendas. Assim, você se programa para reforçar o estoque desses itens. Já pensou em ter de falar para o cliente que o produto em questão está em falta? Não é nada agradável.

Promoções criativas

Como você já tem em mente quais são os produtos mais visados por seus clientes, a próxima etapa é pensar em promoções para atraí-los. Mas isso, é claro, não pode prejudicar o seu bolso, hein! Se você não conseguir dar descontos agressivos, coloque a criatividade em campo e pense em outras opções atrativas.

Uma ideia é formar kits com produtos que se relacionam entre si. Assim, você já mata dois coelhos com uma cajadada só: atrai mais pessoas e elimina produtos que estão encalhados no estoque.

Personalizar produtos também é uma boa alternativa para se diferenciar de seus concorrentes. Aqui, você pode vender o produto e “dar” de brinde uma caneca com o nome que o cliente solicitar, por exemplo.

Pense nessas e em outras ações promocionais e faça uma ampla divulgação para trazer mais pessoas à sua loja – física ou virtual.

Atendimento de primeira

De nada adianta impactar e levar seu público-alvo à sua loja, se na hora você não oferecer um bom atendimento, ou seja, responder rapidamente às suas dúvidas, apontar os benefícios dos produtos e, sobretudo, tratar seu cliente de forma humanizada. Chame-o pelo nome e mostre-se disposto a ajudá-lo.

Quem possui loja virtual deve manter um chat online no horário de expediente para ajudar usuários a tirar eventuais dúvidas. Não é só isso. É preciso ficar atento, também, às mensagens que chegam nas redes sociais para respondê-las o mais rápido possível. Lembre-se: atrasar no atendimento pode significar a ida de um cliente para a loja concorrente.

Realizar um bom atendimento tem outra vantagem. Ao ter uma experiência de compra positiva, é bem provável que esse cliente retorne à sua loja em outras oportunidades.

Diversificação de meios de pagamento

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o volume de transações com cartões de crédito e débito avançou 6,3%, para R$ 1,14 trilhão. Na prática, isso significa que quem não aceita cartões como forma de pagamento está perdendo (muitas!) vendas.

No seu comércio físico, você pode contar com as maquininhas do PagSeguro. Além de aceitarem pagamentos com as principais bandeiras de débito, crédito e refeição, Moderninha Wifi, Moderninha Pro e Minizinha não cobram taxa de adesão nem aluguel. Para completar, elas têm 5 anos de garantia. Para agradar ainda mais aos seus clientes, você consegue parcelar as vendas no crédito em até 12 vezes – e você recebe o valor integral de uma só vez!

Agora, se você vende pela internet, a solução é a mesma: PagSeguro. Por mais que os cartões de crédito sejam a preferência dos consumidores online, ao integrar o PagSeguro em sua loja virtual, você oferece mais de 25 meios de pagamento, desde as principais bandeiras de cartão de crédito, débito online e até boleto bancário.

Mesmo quem está começando agora no varejo e só divulga e vende produtos pelas redes sociais pode contar com a solução do PagSeguro. O Pag.ae é uma ferramenta de pagamento para as pessoas que não possuem site ou loja virtual. Pelo site do PagSeguro ou pelo aplicativo PagSeguro Vendas, você insere os dados da venda – descrição do produto e valor – e gera um link de pagamento. Aí, basta compartilhá-lo com seus clientes pelas redes sociais e WhatsApp. Ao clicar no link, os seus clientes acessam uma página de pagamento do PagSeguro. Aí, eles podem finalizar a compra com as mais de 25 meios de pagamento disponíveis!

Agora é só colocar as dicas em prática. Boas vendas!

Dicas para aumentar suas vendas no Dia das Mães

Vender mais no Dia das Mães

Todo mundo já sabe que o segundo domingo de maio é dia de almoçar com a mãe e, claro, presenteá-la com uma lembrança especial. Não é à toa que o Dia das Mães sempre aparece como uma das datas que mais movimentam o varejo.

De acordo com a E-bit, as vendas em lojas virtuais totalizaram, neste período do ano passado, 1,62 bilhão de reais, um avanço nominal de 8% em relação ao ano anterior. No entanto, pesquisa da consultoria Boa Vista SCPC revela que 92% das pessoas preferem comprar as lembranças do Dia das Mães em lojas físicas.

Não importa se vende online ou presencialmente, você deve estar preparado para receber os clientes para essa data tão importante. Quer aproveitar a grande movimentação do Dia das Mães e aumentar suas vendas? Então, fique atento às dicas a seguir:

Crie kits de produtos

Curto e grosso: produto parado no estoque é dinheiro perdido. Aproveite o Dia das Mães para dar uma limpa no estoque. A ideia é formar kits de produtos relacionados entre si. É uma ótima oportunidade para a criação de kits, principalmente para fazer o estoque girar. É claro que, aqui, você precisa juntar produtos que sejam relacionados entre si.

Entrega garantida

Nada mais desagradável do que aparecer no almoço sem o presente da mãe. Quem vende pela internet deve deixar muito claro em seu site o prazo de entrega de suas encomendas. Então, reforce que os produtos comprados até determinado dia serão entregues antes do Dia das Mães. E cumpra a promessa para não manchar sua reputação. Isso tranquiliza os compradores.

Crie um ambiente de Dia das Mães

Em sua loja virtual, faça banners com mensagens parabenizando as mães. Parece um pequeno detalhe, mas isso ajuda o cliente a não se esquecer de comprar seu presente antes da data.

No comércio físico, você deve seguir o mesmo raciocínio. Pendure painéis com imagens de mães nas vitrines. Além de lembrar sobre a data, isso atrai as pessoas até a sua loja e, por consequência, você fica mais perto da venda.

Invista em marketing digital

Com quase tudo planejado, você deve destinar uma verba para investir em marketing digital. Não pense que isso é bobagem e um custo a mais para a sua loja. Pelo contrário. Ao criar conteúdo nas redes sociais, posts no blog da sua loja e anúncios no Google AdWords, você aumenta o engajamento com seu público-alvo e atrai mais pessoas para o seu site.

Outro investimento indispensável é o e-mail marketing. De acordo com a consultoria de mídia digital Convince and Convert, 44% dos usuários realizaram, pelo menos, uma compra depois de receber um e-mail promocional. Não é por menos que a consultoria empresarial McKinsey afirma que a ferramenta converte três vezes mais do que campanhas nas redes sociais.

Até quem vende apenas presencialmente não deve abandonar essas estratégias. Isso porque, mesmo as pessoas que compram em lojas físicas podem pesquisar pelo produto na internet, muita gente pesquisa no Google lojas por perto para ir comprar o presente para a mãe.

Ofereça todas as opções possíveis de pagamento

O seu público-alvo chegou até a sua loja? Parabéns! Em meio a tanta concorrência, nós sabemos o quanto você trabalhou para isso. Para não jogar todo esse esforço por água abaixo, você deve oferecer os mais variados tipos de pagamento. Isso porque o consumidor gosta de variedade e simplicidade na hora de pagar. Por mais que o cartão de crédito seja a preferência nacional, o cliente deve ter o direito de pagar de outras formas.

Se você possui uma loja virtual, a melhor alternativa para não decepcionar seus clientes no momento do pagamento é ter o PagSeguro integrado. Com ele, você aceita mais de 25 meios de pagamento, desde as principais bandeiras de cartão de crédito e débito até boleto bancário e débito em conta. Quer mais? Você pode oferecer parcelamento de até 12 vezes no crédito e receber o valor integral de uma única vez!

Para o comércio físico, você pode contar com as maquininhas do PagSeguro. Com a Moderninha Wifi, Moderninha Pro e Minizinha você aceita pagamentos com cartões de débito, crédito e refeição. A grande vantagem das maquininhas de cartões do PagSeguro é que você fica livre da taxa de adesão e do aluguel, o aparelho é seu. Isso sem falar que elas, agora, têm 5 anos de garantia. Por fim, as vendas no crédito podem ser parceladas em até 12 vezes.

Ah, você não tem um estabelecimento nem uma loja virtual? Sem problemas! Mais uma vez, o PagSeguro é a solução. Quem usa as redes sociais e o WhatsApp para divulgar produtos e negociar com os clientes pode vender usando o Pag.ae. Pelo site ou pelo aplicativo PagSeguro Vendas, você insere os dados da venda – descrição do produto e valor – e gera um link de pagamento. Aí, basta compartilhá-lo com seus clientes pelas redes sociais e WhatsApp.

Faça promoções

Afinal de contas, qual consumidor não gosta de uma boa promoção? Mas só tome cuidado para que suas ações não prejudiquem a saúde financeira da sua loja, hein! Na prática, isso significa que descontos só devem ser dados se não tirarem sua margem de lucro. Para oferecê-los, você deve negociar melhores preços com os fornecedores com certa antecedência. Ou simplesmente dar descontos apenas para compras acima de um determinado valor que seja bom para ambas as partes – você e seus clientes.

Quando o assunto é lojas virtuais, dar frete grátis pode ser um ótimo atrativo. Para manter sua margem de lucro, limite essa promoção a regiões mais próximas da sua loja e às vendas acima de um determinado valor.

Por fim, permita que seus clientes parcelem as compras sem pagar juros, ou seja, eles pagam o mesmo valor tanto nas compras parceladas como à vista. Para isso, você deve configurar o PagSeguro da sua loja virtual para o parcelamento vendedor. Em outras palavras, você assume as taxas de parcelamento. Nas maquininhas, o parcelamento vendedor já é a configuração padrão.

Prepare-se para a segunda data mais importante para o comércio no ano. Conte sempre com o PagSeguro para aumentar suas vendas! Muito mais negócio para você.

Boas vendas!

Dicas para você não cair na Black Fraude

Como não cair na Black Fraude

Provavelmente, você está esperando a Black Friday chegar para comprar aquele produto tão desejado por um preço bem camarada. Afinal de contas, as lojas virtuais sempre dão ótimos descontos nesse dia, certo? Em parte.

Isso porque, em edições passadas, muitas lojas aumentaram o preço de seus produtos na véspera da data para poder oferecer “descontos agressivos” durante a Black Friday. É mais ou menos como se você estivesse pagando a metade do dobro.

Em outras palavras, nessas lojas mal-intencionadas, a promoção não passava de uma grande furada. A “estratégia” rendeu à data o apelido infame de Black Fraude. Os consumidores perceberam que estavam sendo enganados e começaram a divulgar as lojas que cometiam essa péssima prática.

O site ReclameAQUI é um ótimo termômetro para saber como as lojas estão se comportando durante a Black Friday. Na edição do ano passado, por exemplo, a plataforma registrou 4,4 mil reclamações de consumidores. Desse total, 36,2% se referiam a propagandas enganosas.

Mas é claro que existem lojas sérias que abraçam o verdadeiro espírito da data. Para não acabarem comprando gato por lebre, até os consumidores precisam se planejar. Veja o que você deve fazer para não cair na Black Fraude:

Acompanhe a evolução de preço dos produtos

Em primeiro lugar, se você já sabe qual produto vai comprar na sexta-feira de descontos, comece a fazer um monitoramento do seu preço com antecedência. Nisso, já é possível saber, mais ou menos, o seu real valor de mercado. Tire prints do preço dos produtos, uma vez que algumas lojas aumentam os preços de seus itens dias antes da data para poder oferecer “descontos agressivos” durante a Black Friday.

Ao perceber essa conduta, não pense duas vezes antes de denunciar a loja. Para não incentivar essa prática, jamais compre “pela metade do dobro”! Quando as lojas sabem que os consumidores estão acompanhando, com antecedência, a evolução do preço dos produtos, elas deixam de aumentar o preço na véspera.

Pesquise sobre a loja antes de comprar nela

Se você encontrou um ótimo desconto, mas nunca ouviu falar da loja, pense duas vezes antes de comprar nela. Melhor, faça uma boa pesquisa sobre a empresa para saber se ela é de confiança ou não. Para isso, conte com a ajuda da internet.

Além de procurar o CNPJ, endereço físico e outros dados da empresa, busque avaliações de outros usuários que já compraram lá. Vale a pena até visitar o site ReclameAQUI para descobrir qual é a reputação da loja.

Você pode consultar também uma lista do Procon SP que cita lojas virtuais a serem evitadas:
http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php

Segurança na hora da compra

Enquanto navega pela loja virtual, procure por sinais que reforçam a segurança do site, como, na hora do pagamento, contar com um intermediador de pagamentos. Se a loja aceita pagamentos pelo PagSeguro, isso garante um ambiente confiável para transações financeiras. Aí, você pode comprar tranquilo. E tem mais: caso você tenha problema com a entrega do produto, o PagSeguro permite a abertura de uma Disputa para resolver essa situação, se o produto não for entregue ou não estiver dentro das condições combinadas, você pode ter seu dinheiro de volta.

Cuidado com emails promocionais

Desconfie de emails oferecendo produtos que você nunca comprou. Lojas confiáveis em que você realizou compras já entende, de certa forma, seu gosto conforme o histórico de compras. As lojas tendem a direcionar as divulgações mais para categoria ou home do site listando as oferta disponíveis. Por as ofertas serem pontuais no dia, não costumam direcionar campanha de email marketing para um produto específico, pois o estoque, geralmente, é limitado para a demanda da data.  Alguns golpistas usam email oferecendo descontos, mas que direcionam para páginas falsas. Muito cuidado! Só clique em comunicações que você já conhece e confia. Desconfie de páginas que peçam recadastramento de dados pessoais.

Preste atenção na barra de endereço

Comprar pela internet ainda é um desafio para algumas pessoas. Afinal de contas, você deve inserir dados bancários para concluir uma compra. Nesse sentido, só faça compras em sites que tenham o protocolo HTTPS. Para saber isso, basta ver se existe um cadeado na barra de endereço. Isso significa que todos os dados de pagamento inseridos naquele site ficam armazenados em um ambiente seguro.

Por fim, preste atenção se o endereço da loja virtual está correto, uma vez que criminosos digitais criam sites com endereço similar ao de lojas famosas para enganar os compradores.

Ao ter esses cuidados na hora de comprar pela internet, você evita dores de cabeça futuras e, de quebra, aproveita os ótimos descontos da Black Friday! Boas compras!

Dicas para vender mais na Black Friday 2016

Como vender mais na Black Friday 2016

Desde 2010, a última sexta-feira de novembro já ficou conhecida, no mercado brasileiro, por oferecer 24 horas de liquidações imperdíveis, sobretudo no comércio eletrônico. Tanto é verdade que muitos consumidores preferem antecipar as compras de Natal durante a Black Friday.

Ano a ano, a data vem caindo no gosto dos brasileiros. Para se ter uma ideia, segundo dados da consultoria Ebit, as 24 horas de promoções movimentaram 1,64 bilhão de reais no comércio eletrônico no ano passado, um crescimento de 38% em relação ao 1,16 bilhão de reais que a data atingiu em 2014.

O sucesso deve se repetir neste ano. Pesquisa da consultoria aponta que 84% dos consumidores online ativos comprarão algum produto na sexta-feira de descontos. Quanto ao faturamento, a estimativa é que o e-commerce avance 30%, para 2,1 bilhões de reais.

Uma ótima oportunidade para os lojistas aumentarem a receita e queimarem o estoque parado, não é verdade? Então, descubra o que você deve fazer para preparar a sua loja para a Black Friday 2016. Vamos lá!

O PagSeguro realizou, no dia 08/11, uma transmissão ao vivo de um bate-papo com especialistas sobre o assunto, confira tudo que rolou e prepare-se para vender muito:

Faça descontos inteligentes

Se você decidiu entrar na Black Friday, trate de oferecer descontos agressivos para não decepcionar seus clientes. Mas isso não significa que você deve reduzir o preço de todos os produtos de qualquer jeito. Assim, você só vai acumular prejuízo.

É preciso planejamento. Uma alternativa para dar descontos atraentes sem ficar no vermelho é diminuir um pouco a margem de lucro. Agora, a melhor maneira de fazer promoções de preço em alguns produtos é negociar antes com seus fornecedores e parceiros.

Com antecedência, entre em contato com eles para convencê-los a diminuir o preço de alguns produtos para a Black Friday. Aqui, você precisa adotar o espírito de bom negociador que todo lojista deve ter!

Ah, e lembre-se que você não precisa colocar todos os produtos em oferta. Vale mais a pena priorizar aqueles que têm mais demanda e um preço mais elevado.

Renove o seu estoque

Como falamos acima, a Black Friday é uma ótima oportunidade para queimar aqueles produtos que estão encalhados no estoque e, por consequência, trazendo prejuízo para a sua loja. Uma vez que eles têm pouca saída, um jeito de se livrar deles é formar kits com produtos relacionados. Aí, ofereça bons descontos para chamar a atenção dos visitantes.

Aumente os investimentos em divulgação

Nunca é cedo para avisar a sua base de clientes que promoções estão por vir. Isso faz com que eles aguardem a Black Friday ansiosamente para comprar na sua loja. À medida que a data se aproxima, você deve intensificar essa divulgação. Nesse sentido, aposte em estratégias baratas e eficientes, como o envio de e-mail marketing e a atualização nas redes sociais.

Mas, para conseguir atrair ainda mais clientes, você deve tirar o escorpião do bolso e aumentar os investimentos em outros canais. Aqui, estamos falando de Google AdWords e Facebook Ads. Trata-se de ferramentas extremamente eficientes para levar usuários qualificados para a sua loja virtual, uma vez que é possível segmentar os seus anúncios de acordo com o perfil de seu público-alvo.

Ainda dá tempo

Se você ainda não tem loja virtual, não é nada complicado de iniciar uma agora e trabalhar para vender seus produtos ou serviços na Black Friday.

Em menos de 5 minutos, você consegue criar uma loja virtual no UOL HOST, e ela já vem integrada com Checkout/Tela de pagamento do PagSeguro, garantia de estabilidade e contando com um sistema anti-fraude por trás das transações. Você pode parcelar suas vendas em até 12x e recebe tudo de uma vez!

Caso você não queira criar uma loja virtual, você ainda pode vender pelo seu blog ou diretamente nas redes sociais, usando um Botão de Pagamento ou link direto para venda, que você pode gerar na sua Conta PagSeguro em poucos cliques.

Crie alternativas para entregar as encomendas em dia

Não consegue competir com seus concorrentes por preço? Então, aposte em entregas rápidas. Pode acreditar, os clientes adoram receber as encomendas em pouco tempo.

Para tanto, você já deve ter algumas alternativas debaixo da manga. Além dos Correios, procure fazer parceria com transportadoras e contratar serviços de motoboys para entregas locais. Vale a pena até usar veículo próprio para entregar os produtos em regiões próximas.

Ah, e não se esqueça de avisar seus clientes. Se você consegue entregar os produtos em até 24 horas para compras realizadas na cidade da sua loja virtual, deixe essa mensagem bem clara nas suas mensagens de divulgação e no próprio site.

Já pense no Natal

Uma vez que muitos consumidores aproveitam os descontos da Black Friday para comprar os presentes de Natal, as vendas, em dezembro, podem cair consideravelmente. Para evitar essa queda brusca, faça uma promoção para que os clientes voltem durante o Natal. Assim, quem comprar na Black Friday ganha um pequeno desconto nas compras realizadas em dezembro.

Não engane os consumidores

Apesar de ganhar adeptos ano a ano, a Black Friday ficou com uma fama ruim que, até hoje, ainda persiste. Para dar a impressão de descontos agressivos, muitas lojas virtuais aumentavam o preço dos produtos na véspera e, aí, voltavam ao preço normal durante a sexta-feira de descontos. Quando os consumidores perceberam a estratégia de enganá-los, a data ganhou o apelido pejorativo de Black Fraude.

Portanto, não menospreze a inteligência de seus clientes. Eles monitoram os preços dos produtos durante o ano e sabem quando, de fato, eles estão com bons descontos. Seja, também, transparente com os visitantes. Se um produto acabou no estoque, avise imediatamente no site. Isso evita alguns transtornos desnecessários.

Por fim, nunca mude o preço durante a Black Friday. O que você anunciou no e-mail marketing e nas redes sociais deve permanecer durante as 24 horas de promoção!

Afinal de contas, a sua reputação está em jogo. Sabendo que o Natal é a próxima data que você deve aproveitar para faturar mais, a imagem da sua loja virtual não pode estar manchada.

É isso aí! Prepare-se e boas vendas!

Dia das Crianças: como contornar a crise e elevar seus números no período

Como vender mais no Dia das Crianças

Os lojistas já começam a esfregar as mãos, afinal de contas, o Dia das Crianças está chegando e, com ele, uma ótima oportunidade para elevar o número de vendas e, assim, dar uma amenizada na crise. De acordo com a consultoria e-bit, a data movimentou 1,47 bilhão de reais no comércio eletrônico, com 3,8 milhões de pedidos pela internet na quinzena que antecedeu a data no ano passado.

Por conta da crise, as famílias brasileiras estão mais cautelosas com os gastos, mas isso não quer dizer que os pequenos vão ficar a ver navios no dia deles. Ao contrário, a tendência é que as vendas se mantenham em alta, apesar de um tíquete médio menor.

Aqui, vale lembrar que nada acontece por acaso. Para você se dar bem no Dia das Crianças, já é bom começar a se planejar e adotar as dicas a seguir:

Analise o perfil dos seus clientes

Quando a gente fala da importância de contar com uma ferramenta de CRM e de acompanhar o histórico de compras de seus clientes, não é exagero. Esse processo é fundamental, principalmente no momento de direcionar suas campanhas de e-mail marketing. Isso porque você precisa saber se os seus clientes possuem filhos e, mais, qual é o sexo e a faixa etária de cada um deles.

Com essas informações, você consegue segmentar sua lista de contatos e, assim, direcionar as ofertas certas de produtos para cada cliente.

Faça parcerias com outras empresas

Segundo pesquisa do IBGE com o FecomercioSP, as famílias brasileiras gastam, anualmente, 6,6 bilhões de reais em brinquedos e jogos. De fato, as lojas deste segmento se dão muito bem nessa época do ano, mas, mesmo que sua loja atue em outro setor, ainda é possível alavancar suas vendas.

Uma estratégia é fazer parceria com outras empresas. Por exemplo, se você possui uma loja de roupas e calçados, pode criar uma promoção conjunta com um teatro que esteja com apresentação para crianças. Aí, nas compras acima de 100 reais, o cliente ganha 50% de desconto na entrada da peça infantil.

Ajude os consumidores a escolher os presentes

Muitos pais, avós e tios não conhecem as tendências do mundo infantil, o que dificulta na hora de eles comprarem uma lembrança para as crianças. Então, por que não ajudá-los? Uma ideia está na criação de uma lista de sugestões de presentes de acordo com a idade e o sexo dos pequenos para publicar no blog da empresa ou divulgar mesmo pelo e-mail marketing.

Mais do que isso, crie uma página específica para o Dia das Crianças. Nela, é interessante que as seções estejam segmentadas para facilitar a navegação dos usuários e agilizar o processo de compra.

Use muitos canais de divulgação

Não adianta nada se programar, criar promoções inteligentes e ter uma variedade de produtos para vender se ninguém souber disso. Por isso, a divulgação se faz tão importante. Quanto mais cedo você começar esse trabalho, mais chances de os consumidores lembrarem da sua loja no momento de compra deles.

Aqui, aproveite as inúmeras ferramentas que a internet oferece: mídia paga, redes sociais, e-mail marketing e por aí vai. Vale reforçar que a comunicação deve ser dirigida ao público adulto que vai fazer a compra.

Crie conjuntos que unam entretenimento e educação

Hoje em dia, os pais buscam produtos que, além de entreter as crianças, contribuam para a educação delas. Nesse sentido, você pode criar conjuntos que ofereçam isso, como um jogo de tabuleiro e um livro infantil. No fim, isso também ajuda a dar uma engordada no tíquete médio.

Tenha outras opções de entrega

Quando você se propõe a investir em uma data especial, há uma série de pontos para planejar, entre eles, a entrega. Projetando um volume muito maior de pedidos nesse período, você deve estar preparado para entregar as encomendas antes do Dia das Crianças. Não é nada legal estar sem o presente dos pequenos no dia deles. Portanto, além de contar com a logística de entrega de sempre, procure criar parcerias pontuais com transportadoras. Se você tiver recursos, vale a pena até apostar num transporte próprio.

Para que o cliente não reclame depois, é fundamental que você evidencie as condições de entrega. Por exemplo, para compras até o dia 9 de outubro, você consegue entregar até o dia 11 de outubro. Algo nessa linha.

Faça um controle do estoque

Anunciar um produto na sua loja virtual e, em seguida, perceber que ele não está mais disponível no estoque não é nada legal. Para que isso não aconteça, você precisa ter um controle muito grande do estoque e dos pedidos feitos.

E não pense que a gestão de estoque e vendas é um processo muito trabalhoso. Usando o aplicativo PagSeguro Vendas essa tarefa se torna automatizada. Você só precisa cadastrar todos os produtos e dividi-los por categoria. Aí, toda vez que você realizar uma venda, o aplicativo já faz uma baixa automática no estoque. De quebra, a ferramenta do PagSeguro ainda oferece um relatório completo para você analisar os resultados durante a data especial.

Ofereça uma variedade de condições de pagamento

Uma experiência de compra positiva só fica completa quando o consumidor tem variedade e simplicidade na hora do pagamento.

No comércio eletrônico, além do cartão de crédito e débito, o cliente pode optar por outras modalidades, como boleto bancário, transferência de saldo e por aí vai. Nesse sentido, o PagSeguro é a melhor solução, uma vez que o sistema aceita as principais bandeiras de cartões de crédito e débito, boleto bancário, débito online e depósito em conta como formas de pagamento. Não é só isso. O PagSeguro permite que as vendas sejam parceladas em até 18 vezes no cartão de crédito. Para completar, em vendas parceladas, o lojista recebe o dinheiro todo de uma vez. Enfim, vantagem para todos os lados.

Possui um estabelecimento físico? O PagSeguro também é a sua solução. Com o MINI ou com a Moderninha Wifi você aceita pagamentos com cartões de débito e crédito. A grande vantagem das maquininhas de cartões do PagSeguro é que você fica livre do aluguel, o aparelho é seu.

Como o Dia das Crianças já está se aproximando, são muitos detalhes que você precisa planejar. Então, não perca mais tempo e comece a colocar a mão na massa agora mesmo. E boas vendas!

Como aproveitar o Dia dos Pais para incrementar sua receita

Como vender mais no Dia dos Pais

Todo mundo já sabe: o segundo domingo de agosto é dia de almoçar com a família para comemorar o Dia dos Pais e, de quebra, presenteá-los. Do ponto de vista dos lojistas, trata-se de uma ótima oportunidade para impulsionar as vendas e, assim, incrementar a receita. No entanto, se o objetivo é aproveitar a data para faturar mais, os lojistas devem começar a se preparar para o Dia dos Pais com muita antecedência.

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico estimou que as vendas no Dia dos Pais do ano passado ultrapassaram a marca de 1,73 bilhão de reais. Por sua vez, segundo pesquisa da Fecomércio-RJ, o varejo tradicional faturou em torno de 3,8 bilhões de reais no período em 2015.

Para pegar uma fatia desse total, o lojista deve se preparar desde já, pensando em uma série de fatores. Isso inclui formas de pagamento, estoque, logística, programas de fidelização e por aí vai. Confira, a seguir, algumas dicas para você aproveitar o Dia dos Pais para incrementar sua receita:

Não deixe o estoque parado

Quem trabalha no varejo sabe que estoque parado é sinônimo de dinheiro parado. Para não correr esse risco, você deve fazer uma projeção de quantos produtos vai vender. Uma maneira simples de fazer essa conta é calcular a média de vendas dos últimos três anos. Mesmo com a crise financeira, ninguém deixa de comprar uma lembrança para o pai. A única mudança é que, talvez, as pessoas busquem opções de presentes mais baratas. Então, o melhor é manter o mesmo estoque, mas investir em produtos mais em conta.

Valorize seus produtos

É claro que as pessoas buscam o menor preço. Só que, se você apresentar todos os benefícios de um produto antes de seu preço para um cliente, é capaz que ele fique muito mais suscetível a pagar um pouco mais para comprar o produto em questão. Nesse sentido, em sua loja virtual, procure fazer uma descrição completa, destacar fotos de qualidade e, inclusive, produzir vídeos para mostrar as funcionalidades dos produtos. Pelo menos, faça isso nos que têm maior potencial de vendas.

Caso você tenha uma loja física, o mesmo raciocínio faz sentido. Treine seus colaboradores para demonstrar todos os benefícios dos produtos logo no início do atendimento. Mais para a frente, quando o cliente estiver convencido, mencione o valor do presente.

Capriche na vitrine e no layout da sua loja

Quando os clientes entrarem em sua loja virtual após uma pesquisa no Google ou um link nas redes sociais, eles precisam se sentir à vontade. Isso significa que caprichar no layout da sua página é um passo fundamental para converter visitas em vendas. Que tal colocar um banner com a foto de um pai sorrindo ao lado de seus filhos? Essa imagem fortalece a ideia de que o usuário pode contar com a ajuda da sua loja para presentear o pai dele.

Na loja física, invista na vitrine, pois é ela que vai chamar a atenção dos clientes. Destaque-a com cores ligadas ao segmento masculino, como verde e azul.

Ofereça muitas opções de pagamento aos clientes

Hoje em dia, as lojas precisam ser flexíveis em relação às opções de pagamento. Os clientes têm o direito de pagar com cartões de crédito e débito, dinheiro, boleto e até depósito em conta.

Se você possui um comércio físico, precisa correr atrás de maquininhas de cartões e, caso tenha um negócio online, precisa cadastrar e negociar condições com bancos e operadoras de cartões de crédito individualmente. Mas é possível resolver todas essas questões com uma única solução: abrir uma conta no PagSeguro.

Utilizando o PagSeguro, seja no comércio eletrônico ou no tradicional, você consegue atender às necessidades do cliente, ganhando pontos com ele. Ao todo, são mais de 25 meios de pagamento, desde cartões de crédito e débito até boleto e depósito bancário. Se for uma loja virtual, você oferece ao consumidor a possibilidade de parcelar a compra em até 12 vezes e, ainda por cima, recebe tudo em uma única vez!

E no varejo físico, o PagSeguro também é a solução. Você adquire o leitor de débito e o leitor MINI por um preço superacessível, sem precisar pagar aluguel. Além de realizar pagamentos com cartões de débito e crédito, as taxas cobradas ficam abaixo da média do mercado. Trata-se de uma ótima opção para quem faz poucas transações por mês.

Mas se o seu volume de vendas for muito grande, a melhor opção é a Moderninha Wifi. Além das principais bandeiras de cartões de crédito e débito, ela aceita voucher (cartão refeição) e não precisa de celular para se conectar. Sem cobrança de aluguel, ela parcela em até 12 vezes!

Ainda não começou a se preparar? Então, corra porque os filhos já estão à procura de um presente para seus pais!

5 dicas para seu comércio faturar mais com o Dia dos Namorados

Dicas para vender mais no Dia dos Namorados

O amor está no ar, e todos querem agradar a seus namorados com alguma lembrança.

Enquanto o dia 12 de junho se aproxima, os lojistas aguardam ansiosos para atender os casais apaixonados. Isso porque as pessoas não costumam economizar na hora de presentear seus parceiros.

Para se ter uma ideia, dados da consultoria E-bit apontam para um tíquete médio de R$404,00 e um faturamento de R$1,49 bilhão no Dia dos Namorados de 2015, só no comércio eletrônico. Já no comércio tradicional brasileiro, de acordo com a Fecomércio-RJ, a data movimentou R$7,7 bilhões em 2015.

Esses números animadores só chegam a partir do momento em que as lojas se preparam para atender a essa demanda. Aqui, estar preparado significa colocar em prática uma série de atividades com certa antecedência. Então, sem perder mais tempo, confira o que você deve fazer para ter sucesso no Dia dos Namorados.

Invista nos produtos mais procurados

Para evitar surpresas desagradáveis, como produtos em falta, você deve saber quais são os produtos mais visados nessa época do ano. Mas, como descobrir isso? Acessando o histórico de vendas dos anos anteriores da sua loja e fazendo uma pesquisa, tanto com a concorrência como com o seu público-alvo.

Além de redes sociais e sites de busca, que ajudarão você a descobrir o que a concorrência está vendendo e o que seu público está procurando, vale mandar e-mails para os clientes com pequenos questionários, visando a conhecê-los melhor e descobrir quais são os planos para a data.

Ao descobrir quais foram os produtos que mais saíram no período e quais são os mais desejados para este ano, você já consegue ter uma ideia de itens “quentes” para as vendas. Assim, pode planejar descontos para os mesmos e reforçar o estoque dessas peças.

Tenha estoque na medida certa

Sabendo quais devem ser os produtos mais vendidos, fica mais fácil controlar o estoque. Aqui, o segredo está em encontrar o equilíbrio, uma vez que ter poucos produtos que vendem bastante faz você perder vendas e, por outro lado, tê-los em excesso significa dinheiro parado no estoque, além de ocupar muito espaço físico.

Mantenha o controle rígido do mesmo, seja com ajuda de um programa, de uma planilha no Excel ou até mesmo o velho e bom papel e caneta. O importante é levantar e controlar todas as peças do inventário para que não haja desperdício de produtos nem falta dos mesmos.

Diversifique os meios de pagamento

As transações com cartões de crédito e de débito somaram R$1,05 trilhão no ano passado – segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Para quem vende no comércio físico, aceitar cartões é primordial. Acabou aquela história de pagamento só em dinheiro. Isso, certamente, faz com que você perca clientes, haja vista esse número estrondoso de usuários de cartões que acabamos de apresentar.

Já no comércio eletrônico ainda há quem prefira boleto bancário ou débito em conta, por isso, é preciso diversificar e estar preparado para essa demanda.

Utilizando o PagSeguro, seja no comércio eletrônico ou no tradicional, você consegue atender às necessidades do cliente. Ao todo, o PagSeguro aceita mais de 25 meios de pagamento, trabalhando com as principais bandeiras de cartão do mercado. Para completar, o consumidor pode parcelar a compra em até 12 vezes, e você recebe tudo em uma única vez!

Ao oferecer esse leque de opções, a loja ganha alguns pontos com os consumidores e consegue realizar mais vendas.

Cumpra os prazos de entrega de produtos

A dica, aqui, é para quem vende online. Se a pessoa está comprando um presente para o Dia dos Namorados, é óbvio que o mesmo tem de chegar até a véspera da data. Planeje-se para isso e estipule uma data limite para as compras, para que sejam entregues em tempo hábil. Deixe claro para o cliente que as compras realizadas após determinado dia não serão entregues até a data. É melhor “perder” uma venda sendo claro e transparente do que ganhar um cliente insatisfeito porque você ocultou a verdade.

Não conte só com um fornecedor, é fundamental ter um plano B na manga. Ou seja, além de fazer as entregas pelos Correios, por exemplo, opte por fazer um contrato exclusivo com transportadoras para essas datas com maior demanda. Se as entregas forem na região, vale até usar um veículo próprio para surpreender um cliente que comprou na última hora. Com certeza, ele vai se tornar fiel à sua loja e contar o caso aos seus amigos, talvez até espalhar nas redes sociais.

Não se esqueça de avisar seus clientes e mandar o código de rastreio da compra quando os produtos estiverem sob responsabilidade dos Correios ou da transportadora.

Faça promoções atrativas

São milhares de lojas disputando a atenção dos consumidores. Um caminho para levá-los até a sua loja está na criação de promoções atrativas. Mas, cuidado, elas não podem prejudicar o seu caixa, hein! Que tal, por exemplo, oferecer descontos para a próxima compra do consumidor? Isso incentiva o cliente a voltar à sua loja numa próxima oportunidade, ajudando, assim, a fidelizá-lo.

Outra opção é dar desconto na segunda peça, incentivando, assim, o aumento do tíquete médio da compra. Você pode, ainda, criar kits com mais de um produto, empacotando aí, por exemplo, peças que tenham baixa rotatividade em sua loja. Assim, você já resolve dois problemas de uma só vez.

Para as lojas online, vale apostar no frete grátis. Só preste atenção nas finanças, para que você não saia no prejuízo. Uma dica é limitar esse benefício a regiões próximas ou para compras com tíquete médio alto.

Aproveite para colocar em prática essas e outras opções para atrair mais clientes para a sua loja no Dia dos Namorados e, assim, aumentar seu faturamento. Boas vendas!

4 dicas para vender mais no Dia das Mães

Dicas para o Dia das mães

Além das mães, os lojistas aguardam ansiosamente a chegada do segundo domingo de maio, quando é comemorado o Dia das Mães. Não é por menos. A data é uma das que mais registram faturamento no comércio. De acordo com dados da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), o Dia das Mães movimentou 6,5 bilhões de reais no ano passado. Quanto ao comércio eletrônico, as vendas totalizaram cerca de 1,9 bilhão de reais, conforme levantamento da consultoria E-bit.

Na prática, isso significa que o empresário que souber trabalhar bem – isto é, fazer uma ampla divulgação da marca e oferecer boas condições aos consumidores – tem chance de abocanhar uma parcela dessa grande quantia de dinheiro.

Como nada chega por acaso, você já deve começar a tomar providências projetando mais vendas no Dia das Mães. Então, se você quiser se dar bem nessa data, confira as dicas a seguir:

Crie kits de produtos

Muito produto parado no estoque? As datas comemorativas são uma ótima oportunidade para a criação de kits, principalmente para fazer o estoque girar. É claro que, aqui, você precisa juntar produtos que sejam relacionados entre si. Um exemplo, no caso de uma loja de artigos esportivos, seria vender, juntos, meias sintéticas e tênis de corrida.

Ofereça uma variedade de condições de pagamento

Consumidor gosta de variedade e simplicidade na hora de pagar. Por mais que o cartão de crédito seja a preferência nacional, o cliente deve ter o direito de pagar de outras formas. Para quem vende pela internet, a melhor solução é usar o PagSeguro, que aceita as principais bandeiras de cartões de crédito e débito, boleto bancário, débito online e depósito em conta como formas de pagamento. Quer mais? As vendas podem ser parceladas em até 18 vezes no cartão de crédito.

Quem possui um estabelecimento comercial físico também pode contar com os leitores do PagSeguro. Com o leitor de débito e o leitor MINI, por exemplo, é possível realizar pagamentos com cartões de débito e crédito, tem preço acessível e é ideal para quem faz poucas transações por mês.

Já quem realiza um número maior de vendas, pode contar com a Moderninha que aceita voucher (cartão refeição) e não precisa de celular. Opções vantajosas para os vendedores, pois não cobram aluguel nem mensalidade e têm 3 anos de garantia. Para completar, dá para parcelar em até 12 vezes, sendo que você recebe tudo de uma vez.

Faça promoções inteligentes

Entende-se por promoções inteligentes ações que atraem mais clientes e não prejudicam a saúde financeira da loja. Em outras palavras, só dê descontos se você for continuar no azul. Para isso, é importante negociar melhores preços com fornecedores com bastante antecedência. Outra opção é dar descontos para compras acima de determinado valor, o qual você deve definir de acordo com seu planejamento e cálculos.

As lojas virtuais podem até oferecer frete grátis. Aliás, os consumidores adoram. Mas, mais uma vez, fique atento ao seu caixa. Para não perder dinheiro, limite o frete grátis a regiões mais próximas da sua loja e as vendas acima de determinado valor.

O PagSeguro também ajuda a criar promoção para quem vende pela internet. Como as vendas parceladas cobram uma taxa extra do comprador, você pode configurar para assumir parte ou o total dessa taxa. Assim, o seu cliente paga parcelado o mesmo valor que pagaria à vista.

Divulgue seus produtos em diversos canais

Use e abuse da internet. Gastando muito pouco, você deve divulgar as vantagens de comprar na sua loja para a sua base de clientes via e-mail marketing, redes sociais e mídia paga, como o Google AdWords. Assim, você alcança uma quantidade considerável de pessoas. Mas um detalhe muito importante: a mensagem dessa ação não deve ser direcionada às mães, afinal de contas, são os filhos e maridos que compram os presentes!

Seguindo essas dicas, é possível impulsionar as vendas da sua loja. Fique por dentro das próximas datas e prepare-se para vender mais, veja nosso calendário de datas promocionais.