Arquivo da tag: dicas

Para dar conta das vendas de final de ano aposte nas vagas temporárias

Foto  por inlinguaManchester

Com a proximidade de dezembro você pode estar um pouco preocupado se irá dar conta de tantos pedidos que chegarão. Uma boa aposta para dar conta de todos esses pedidos, é a contratação de funcionários temporários.

Confira algumas dicas do Sebrae-SP para fazer este tipo de contratação com segurança:

– Dê preferência por empresas de trabalho temporário. Ela deve estar devidamente registrada no Ministério do Trabalho. A certificação destas empresas está disponível para consulta no site www.mte.gov.br;
– Não contrate diretamente o trabalhador por meio de contrato de trabalho por prazo determinado. A legislação trabalhista não permite este tipo de contrato de trabalho na hipótese de acréscimo extraordinário de serviços;
– Nunca contrate trabalhadores sem registro em carteira de trabalho;
– Exija da empresa de trabalho temporário profissionais capacitados e experientes;
– Treine o trabalhador contratado já no primeiro dia de trabalho, para que ele conheça a empresa, os procedimentos internos, os colegas de trabalho e o perfil do cliente;

 

Veja dicas para melhorar seu e-mail marketing

Para ter uma campanha de e-mail marketing de sucesso é necessário planejamento e muito trabalho. Essas dicas ajudarão você a ter uma boa campanha de e-mail marketing.

Conheça o público

Antes de qualquer coisa, é necessário conhecer de perto o seu cliente. Quais os seus gostos, o que eles compram etc. Assim você pode criar um e-mail que não o assuste e nem o faça criar rejeição.

Seja criativo

Além de divulgar o seu produto ou serviço, lembre-se que você estará divulgando toda a marca da sua empresa junto. O conteúdo do e-mail deve remeter aos valores da sua marca e a imagem que você pretende passar. Cuidado ao enviar e-mails muito extravagantes para chamar atenção, eles podem apenas irritar o cliente e ele ficar com uma imagem negativa da sua empresa.

Monitoramento

Acompanhe todos os resultados dos e-mails. Sejam eles positivos ou negativos, é sempre bom aprender e aprimorar com e-mails passados.

Cuidado com artifícios

Cuidado ao utilizar alguns artifícios que fazem as pessoas abrir seu e-mail, elas podem se sentir enganadas e, mesmo abrindo o e-mail, não vão querer comprar seu produto.

Teste sempre

Sempre faça testes com novas abordagens e mensagens, clientes são atraídos por coisas novas. Mas nunca se esqueça de acompanhar os resultados para ver se deram certo!

Fonte: Blog do Ecommerce
Foto: Micky.!

Saiba como usar as cores no e-commerce

As cores mexem com a mente do ser humano de diversas maneiras, afetando inclusive em uma decisão de compra. O psicológico do consumidor é algo determinante para uma venda ser concretizada, e no e-commerce não é diferente.

A escolha de cores em uma loja virtual deve seguir um padrão de acordo com o tema da loja, dos produtos, o projeto e que gere empatia com o cliente. Botões, banners, logotipo, links, textos e outros elementos devem seguir um esquema de cores que deixem a navegação mais atrativa para o internauta. Veja abaixo as características de cada cor e sua função no e-commerce.

Vermelho

Poder, energia, amor, ternura, agressão, colisão e paixão. É a cor que estimula todos os tipos de apetites. Indispensável para sites de entretenimento adulto. Cor do sangue.

Laranja

Criatividade, alegria, entusiasmo, diversão, alta espiritualização e juventude. O laranja é menos intenso que o vermelho, o que representa a jovialidade, também usado para mostrar divertimento, alegria e estimular o apetite. Um fato interessante é que pode fazer produtos caros parecerem mais baratos. Uma boa sugestão para produtos em promoção.

Amarelo

Otimismo, alegria, esperança, filosofia, desonestidade, covardia, traição. A cor amarela ajuda o seu cérebro a liberar serotonina, que faz as pessoas se sentirem felizes e cheias de energia.

Azul

Verdade, conservadorismo, segurança, tecnologia, limpeza, tristeza e ordem. O azul escuro é ideal para os negócios porque simboliza a estabilidade financeira, profissionalismo e fidelidade É a cor que possui menor rejeição no mundo.

Verde

Ambiental, ecológico, frescor, calma, harmonia, saúde, inexperiência, dinheiro, natureza e tranquilidade. O verde representa a vida na maioria de suas aplicações. É uma cor muito agradável e neutra, podendo ser considerada em alguns casos quente e em outros fria. Graças a estas propriedades e a representação de natureza, muitas empresas tem usado esta cor.

Rosa

Apreciação, delicadeza, feminilidade, floral, gentileza, gratidão, inocência, romantismo, leveza e tranquilidade. O Rosa é a cor mais feminina de todas, pois trás a sensação de delicadeza e inocência. É uma cor suavizada do vermelho e expressa a visão das garotinhas, balas de goma e doces. No e-commerce diretamente associado ao universo feminino.

Roxo

Cerimônia, alto valor, fantasia, justiça, mistério, notoriedade, realeza, sofisticação e espiritualidade. O roxo é uma combinação de vermelho e azul, trazendo características de ambas as cores, mas com força de realeza ou luxúria. Usado para representar produtos de luxo, de alto valor.

Marrom

Calma, profundidade, terra, natureza, rascunho, riqueza, simplicidade, seriedade, submissão, cacau, café, utilidade e madeiramento. Muito usado em sites relacionados à construção civil, produtos naturais, produtos ecológicos. É uma cor mais quente, mas no sentido de aconchego.

Preto

Autoridade, rigidez, clássico, conservador, formalidade, mistério, tradição. Preto é tecnicamente a absorção de todas as cores. Por conta disso ele representa a autoridade, rigidez, elegância e tradição. Pode ser encontrado em muitos logos com simplicidade e sofisticação.

Cinza

Autoridade, mentalidade corporativa, humildade, praticidade, respeito, estabilidade e neutralidade. Cinza é um tom entre branco e preto, decorrente disso ele é uma mistura de ambos, está em um ponto entre as dualidades como o bem e o mal, normalmente vem acompanhado de outra cor, já que combina com a maioria por ser uma cor neutra. Usado por em sites de tecnologia, produtos de última geração.

Branco

Limpeza, inocência, paz, pureza, refinamento, esterilidade, simplicidade, confiabilidade e rendimento. Branco é universalmente a cor da paz e da pureza, mas cuidado, em algumas culturas orientais, o branco representa a morte e deve ser evitado. Muito usado em sites com jogos de negativo/positivo, ou com textos reversos.

Fonte: Blog do E-commerce
Foto: Bernat

Prepare-se para as datas comemorativas com antecedência

Se o seu comércio eletrônico é de grande porte, nada mais obrigatório do que sempre estar atento às principais datas comemorativas, como dias dos pais, das mães, namorados e afins. O comércio tradicional é movido com base nessas datas e com o e-commerce não é diferente.

Agora, se você tem um e-commerce regional ou local, o que é possível mesmo com a abrangência da internet, tenha em mente que além das principais datas é preciso estar atento às comemorações regionais ou locais, pois isso pode dar uma alavancada nas suas vendas. Um bom exemplo são as festas populares que acontecem somente em algumas regiões ou cidades do país.

Faça um calendário de ações e se prepare, de preferência, com até 3 meses de antecedência, pois isso irá lhe dar tempo para planejar todas as ações, preparar o estoque, posicionar a logística e investir em comunicação para que seus feitos tenham o maior impacto possível.

Outra dica importante é estar preparado para vender com segurança para todo o Brasil. O PagSeguro é a forma mais confiável de pagamento, permitindo  diversas opções para você e seu cliente. Cadastre-se agora mesmo:

Crédito da imagem: Daniel Go via Compfight.

Vendedor: você conhece o seu produto?

Muitas vezes é possível encontrar um comércio eletrônico, principalmente os menores, que até possuem um bom plano de negócios, uma arquitetura considerável em logística e boa disponibilidade de produtos em estoque. Mas, quais produtos? Alguns e-commerce se preocupam tanto com as vendas que muitas vezes não sabem nem o que estão vendendo.

O conceito de que o produto deve ter uma qualidade considerável não é mito, porém é necessário que para isso a própria empresa que o comercializa tenha em mente – e em mãos – o produto em si. Isso é bom para identificar possíveis fatores negativos e antecipar problemas que, quando não controlados de forma adequada, podem prejudicar sua receita.

Obviamente que grandes e-commerce com mais de 30 mil itens jamais irão conseguir detalhes de todos os produtos, mesmo sendo extremamente necessário. Mas como a internet é democrática e permite que qualquer usuário se transforme em um possível comerciante digital, vale a máxima de que é preciso conhecer a casa para, só assim, trazer convidados.

Uma outra dica importante para conseguir maior credibilidade é usar o PagSeguro como forma de pagamento, já que é o meio mais confiável e seguro que você pode oferecer aos seus clientes.

Cadastre-se agora mesmo e desfrute de todas as vantagens:

Crédito da imagem: Oberazzi via Compfight.

Dicas para o seu e-commerce nas redes sociais

Um dos erros mais comuns em e-commerce é tratar os ambientes digitais sociais como meros canais de divulgação. Se o local tem como característica ser uma “rede social”, por qual motivo a sua empresa iria ficar inundando a vida dos usuários com preços e exposições de produtos?

Atitudes assim podem inibir que a sua empresa ganhe likes no Facebook e seguidores no Twitter ou, pior, pode fazer com que você perca os que já tem.

Procure tratar o cenário social como um ambiente mais social. Nesse caso, o marketing de conteúdo tem sido um dos grandes protagonistas, pois dá à sua empresa a chance de criar um diálogo com os clientes, porém em troca oferecendo algum conteúdo que realmente seja
interessante.

Confira abaixo algumas dicas para o seu e-commerce nas redes sociais:

Facebook: evite usar só imagens dos produtos com preços. Dê preferência ao uso de imagens mais contextuais, com textos mais elaborados. Além de não poluir a timeline de ninguém isso faz com que o usuário dê o primeiro passo e entre em contato para obter mais informações sobre os produtos;

Twitter: é tentador ficar divulgando links para as páginas dos produtos, porém isso também acaba deixando o local poluído. Mais uma vez a elaboração de um texto mais qualitativo chama mais a atenção;

Blog: dê dicas e informe de uma maneira mais casual o público. Use imagens mais contextuais e uma linguagem não tão técnica, já que ninguém é obrigado a entender a parte funcional de todos os produtos.

Crédito da imagem: KehtaNier via Compfight.

Outra dica fundamental é oferecer o PagSeguro como forma de pagamento online para os seus clientes. É seguro e muito simples de usar. Cadastre-se agora mesmo:

Criar boas descrições dos produtos é fundamental no e-commerce

 Uma das partes mais importante do e-commerce não se prende necessariamente ao modelo de negócio adotado, à plataforma de estrutura escolhida e nem ao meio de pagamento que é oferecido aos clientes. A descrição, aquele texto que dá uma breve introdução ao produto, é fundamental para atrair a atenção dos consumidores e até mesmo ser usado em fatores de SEO.

Descrições longas demais ou curtas não são muito bem vistas pelo usuário. Se o internauta quer mais detalhes sobre um produto e se deparar com apenas 2 linhas de informações, ele acaba migrando para outro e-commerce que tenha se preocupado em oferecer explicações mais bem elaboradas.

Por outro lado ninguém quer ler todo o manual de instruções no site. Descrições muito longas fazem com que o usuário não encontre facilmente a informação que procura e, novamente, acabe indo para outro site que soube oferecer algo mais elaborado, porém conciso e completo.

Outro fator muito importante é a qualidade do texto. Descrições com erros de português ou digitação não repassam credibilidade e imputam no internauta a dúvida se aquele site é confiável ou não, já que não se deu nem ao trabalho de produzir um conteúdo coerente e informativo para conquistar e munir os clientes com aquilo que eles realmente estão atrás.

Crédito da imagem: Robbert van der Steeg via Compfight.

E como mencionamos meio de pagamento, vale lembrar que o PagSeguro é a forma mais segura para ser oferecida aos seus clientes. Cadastre-se agora mesmo:

7 dicas técnicas de SEO para sites de comércio eletrônico

Numbers And Finance

Creative Commons License Ken Teegardin via Compfight

Livremente traduzido de Maile Ohye, Amor e Tecnologia.

1. Pense duas vezes antes de fazer o seu comprador potencial fazer outra coisa antes da compra.

A cada clique a mais, você perde uma oportunidade, portanto, desenhe bem o processo de conversão:

– sempre que possível, não exija o registro antes do clique. Jared M Spool chama isso de “o botão de 300 milhões de dólares. Porque os usuários se ressentem de ter que se registrar para comprar.

– Feedback e registros são interessantes – só se você os considerar conversões. Evite que eles apareçam antes do checkout. Usar intersticiais ou sobreposições (overlays) força uma ação extra – e nos usuários mobile complica a vida mesmo.

2. Se o item não está no estoque, não mostre.

Infelizmente não existe um código HTTP para “item temporiamente indisponível”. O que você faz com eles, então? Do ponto de vista do SEO, a resposta depende de cada situação, sempre de acordo com a experiência do cliente:

– Se você acredita que seus usuários não se frustrarão com uns poucos itens fora de estoque, coloque um código 200 com uma mensagem útil para ajuda-los. Se realmente é uma questão pontual, os buscadores vão manter a página no índice – e caso você forneça um 404, ela será retirada depois de algum tempo. Então você pode oferecer alternativas ao produto ou um alerta por e-mail para quando o produto estiver de novo disponível.

3. Para itens que terminaram, 301 para uma alternativa ou simplesmente 404

Digamos que um dos seus itens acabou para todo o sempre. O que fazer com a página do produto? Há duas escolhas:

  1. 301 para um item relacionado. Se foi a primeira edição que acabou, redirecione para a página da segunda edição. Além de ajudar o seu cliente a encontrar um produto interessante, a prática ajuda no seu SEO porque preserva sinais importantes da indexação. Há alguns detalhes importantes no redirecionamento:
    1. Verifique se o redirecionamento está correto.
    2. Mande a nova URL para os robôs.

    Ao contrário das páginas 404, as 301 pedem alguma visão de longo alcance para serem redirecionadas corretamente e exigem atenção constante para serem mantidas. Para que você tenha todos os benefícios do redirecionamento, é preciso mantê-lo “para sempre”. Imagine fazer isso com o ciclo vida de produtos para manter o seu site bem na foto dos buscadores… por isso é preciso pesar bem os prós e contras antes de adotar o 301 para produtos fora de linha.

  2. A outra solução é colocar uma página 404 (não existe) com informações relevantes, o que o usuário pode fazer, talvez uma caixa de busca ou itens relacionados. Esta é a forma de simplificar a manutenção do seu site.

Não faça: 301 para uma “soft-404” (uma página 200 que diz que o produto não está disponível); 301 para a home, que não tem relação nenhuma com o produto. Isso irrita o usuário – e não adianta nada para as suas conversões, certo?

4. Permita automatização do preenchimento para acelerar o preenchimento dos formulários.

Use o standard autocompletetype ou provedores de automatização para que os formulários fiquem mais fáceis de preencher.

5. Sempre monitore a velocidade de carregamento do seu site.

E lembre: deve ser menos de 2 segundos.

6. Seja inteligente para mostrar a sua variedade de produtos.

Quando as variações são de tamanho e cor (sapatos, roupas, por exemplo) é inteligente criar uma página para o produto onde todas as versões são exibidas. Isso facilita a indexação e a criação de links para aquela página. Assim, só a página principal do produto aparece nas buscas. Detalhes:

  • Destaque as variações do produto nas miniaturas do produto. Lembre que além de texto, é possível mostrar as cores em paletas.
  • Na página do produto, é comum menus para escolher o tamanho e cor, bem como paletas para ver as diversas cores. Lembre sempre que além das imagens e do JavaScript (que faz a página carregar mais rápido), o texto ajuda os robôs de busca!
  • Sim, é possível (e pouco aconselhável) criar páginas para cada variação do produto. Antes de fazer isso, lembre: isso vai afetar tanto as buscas externas como as internas – qual conteúdo é ideal que o usuário encontre? O que você precisa que apareça no buscador?

7. No seu próximo redesign use todas as melhores práticas de arquitetura da informação.