Arquivo da tag: Institucional

Entenda como o PagSeguro funciona com o seu fluxo de caixa

register_pagseguro11PagSeguro ajuda aumentar o seu fluxo de caixa

Hoje recebi um novo cliente que quer desenvolver um site a curto prazo para um evento acadêmico e este site receberá as inscrições e,  automaticamente, vai gerar os boletos para pagamento das taxas. Eles esperam um público de 1.000 pessoas no evento, porém reclamaram que o PagSeguro demora pra pagar. Eles precisam usar do capital para organizar seu evento, em Abril, conforme os pagamentos chegarem.

Esta questão,  que nos foi enviada por um desenvolvedor,  mostra uma dúvida bastante comum sobre o uso do PagSeguro: O prazo de recebimento.

O PagSeguro, por questões de segurança, libera o dinheiro ao vendedor 14 dias após o pagamento. Apesar desse prazo, o fluxo de caixa de quem recebe pagamentos através do PagSeguro, é positivo. Explicamos: 80% dos pagamentos são feitos com cartão de crédito e quase 60% desses pagamentos são parcelados. Quem não utiliza PagSeguro, ao invés de receber todo o valor da venda em 14 dias, receberia em no mínimo 30 dias. Se o comprador escolhesse pagar parcelado, o vendedor receberia parcelado. No PagSeguro, é tudo de uma só vez. É verdade que os pagamentos com boleto e TEF também levam 14 dias para ficarem disponíveis, mas normalmente representam apenas 20% do volume.

  • Exemplo de um cliente PagSeguro no fim de um mês: Vendeu R$ 8.000,00 com cartão de crédito Vendeu R$ 2.000,00 com boleto Recebeu tudo em 14 dias. O saldo médio disponível para saque, nesse caso, seria R$ 5.483,87, por dia. De toda forma, os R$ 10 mil chegarão ao seu bolso, descontadas as taxas do PagSeguro.
  • Exemplo de um cliente sem PagSeguro no fim do mês: Vendeu R$ 8.000,00 com cartão de crédito – que receberá (se não houver chargeback) em 32 dias Vendeu R$ 2.000,00 com boleto – que receberá em dois dias.

Resultado: o fluxo de caixa do vendedor que usa PagSeguro fica quase 3 vezes maior, comparado com a média de quem não usa (R$ 2.000 no mês).

Imagem: Register Love, por nicely85 aka intellirican’s, modificada por Lucia Freitas com o logo do PagSeguro. Licença CC-By-NC-SA

Aviso importante aos vendedores

Quem lia atentamente as condições de uso do PagSeguro muitas vezes se assustava, quando via na tabela de taxas, R$ 15,00 cobrados caso acontecesse devolução ou estorno.

Tabela das taxas cobradas no PagSeguro

O PagSeguro nunca cobrou esta taxa de seus usuários – fossem vendedores ou não – e agora oficializou a história, como vocês podem comprovar no printscreen abaixo.

Tabela de taxas cobradas no PagSeguro

Pronto, situação está esclarecida e transparente, como deve ser. Aguardem. Temos muito mais notícias saindo do forno.

Melhoria no sistema: Campanhas de parcelamento agora têm avisos de término

Muitos de nossos usuários programavam suas campanhas de parcelamento e esqueciam de tirá-las do ar quando terminavam – o que causava disparidade de preço no fechamento.
Para evitar o problema, criamos o seguinte aperfeiçoamento: o sistema dispara um e-mail de aviso quando faltar dois dias para o fim da campanha e relembra o lojista no dia seguinte novamente.
Além disso, você tem novas opções:
1. Se quiser manter sua campanha no ar, basta entrar no sistema e definir sua continuidade.
2. Se quiser terminar, é preciso entrar no site e alterar os preços. Se o lojista não faz isso, a oferta fica inconsistente, com os valores de parcelas diferentes do que está no sistema do PagSeguro.
Seus comentários, como sempre, são muito bem-vindos.

Melhoria no sistema: upload de documentos

Acabamos de implementar uma nova ferramenta no cadastro de vendedores: o upload de documentos. Com ela, o usuário poderá enviar imagens e outros documentos digitais para que a verificação da sua conta seja mais rápida e eficiente.

Experimentem e, por favor, contem como está a experiência. Mais uma ferramenta para que você enfrente menos burocracia e tenha mais lucros.

Leitores do PagSeguro: 10 ingressos só para vocês!

logo_brasil

Na segunda-feira, dia 19 de janeiro, às 23h30 começa a maior festa da tecnologia, a Campus Party Brasil 2009 e os leitores do nosso blog serão nossos convidados mais que especiais para saber o que vai rolar dentro da arena. Este é o lugar exclusivo e disputadíssimo, onde os inscritos passarão 7 dias conectados a 10Gb de velocidade e com acesso a todo o conhecimento gerado, mil inovações, saraus, debates, desafios…
Os dez primeiros comentaristas aqui no blog ganham ingressos! Corram!

Alerta: sofisticação nos crimes virtuais

Saiu ontem o Relatório Cisco de crimes virtuais. Divulgado em San Jose, California, o balanço de 2008 da empresa identifica as principais ameaças de segurança do ano e oferece recomendações para proteger redes contra ataques que se espalham mais rapidamente e tornam-se cada vez mais difíceis de detectar, explorando vulnerabilidades tecnológicas e humanas.

“Este ano, as tendências revelam quão importante é observar todos os elementos básicos de políticas e tecnologias de segurança”, diz Ghassan Dreibi Jr, gerente de desenvolvimento de negócios da Cisco do Brasil. Dreibi Jr recomenda ajuste fino de controles de acesso e a correção de vulnerabilidades conhecidas para eliminar a capacidade de criminosos em explorar falhas nas infra-estruturas.
A solução é simples e sensível: atualizar o sistema operacional e os aplicativos (principalmente antivirus e firewall) tanto nos terminais como na rede. E cada vez mais investir em conscientização e informação para os funcionários.

As principais tendências do relatorio:

  • O número geral de vulnerabilidades anunciadas cresceu em 11,5% em relação a 2007.
  • Vulnerabilidades em tecnologia de virtualização quase triplicaram de 35 para 103.
  • Os ataques estão se tornando cada vez mais mistos e direcionados, incluindo múltiplos vetores.
  • Os pesquisadores da Cisco observaram um crescimento de 90% de ameaças com origem em domínios legítimos, quase o dobro do visto em 2007.
  • O volume de malware disseminado com sucesso via anexos de e-mail está em queda. Ao longo dos últimos dois anos (2007-2008) o número de ataques baseados em anexos caiu em 50% em relação aos dois anos anteriores (2005-2006).

Ameaças na internet

  • Spam: De acordo com a Cisco, Spam é responsável por quase 200 bilhões de mensagens por dia, aproximadamente 90% dos e-mails no mundo. Os Estados Unidos são a principal fonte com 17,2%. Outros países que contribuem para o Spam são Turquia (9,2%), Rússia (8%), Canadá (4,7%), Brasil (4,1%), Índia (3,5%), Polônia (3,4%), Coréia do Sul (3,3%), Alemanha e Reino Unido (2,9% cada).
  • Phishing: pouco conhecido pelos usuários e muito usado pelos malfeitores, phishing é a tentativa de pescar dados e informações de terceiros. Segundo a Cisco, enquanto ‘spear-phishing’ direcionado representa aproximadamente 1% de todos os ataques de phishing, acredita-se que se tornará mais comum conforme criminosos personalizem Spam para tornar as mensagens mais críveis.
  • Botnets: Botnets se tornaram um nicho de atividade criminosa na Internet. Este ano diversos websites legítimos foram infectados com Iframes, código nocivo injetado por botnets que redirecionam visitantes para sites que fazem download de malware.
  • Engenharia social: O uso de engenharia social para induzir vítimas a abrir um arquivo ou clicar em links continua a crescer. A Cisco acredita que em 2009, técnicas de engenharia social aumentarão em número, vetores e sofisticação.
  • Seqüestro de reputação: Mais criminosos on-line estão usando contas verdadeiras de e-mail em grandes provedores legítimos para enviar Spam. Esse ‘seqüestro de reputação’ amplia a capacidade de distribuição e torna mais difícil de detectar e bloquear o spam. A Cisco estima que, em 2008, o Spam resultante desta prática representou menos de 1% de todo o spam global, mas 7,6% do tráfego de e-mail dos fornecedores.

As previsões para 2009:
Em 2009, pesquisadores dessas equipes de segurança observarão de perto as seguintes tendências:

  • Ameaças internas: Funcionários descontentes ou negligentes podem ameaçar a segurança corporativa. A crise econômica global pode levar a mais incidentes de segurança envolvendo funcionários, tornando crucial que TI, RH e outras áreas corporativas colaborem para reduzir as ameaças.
  • Perda de dados: Quer seja por falta de cuidado, violação de hackers ou internamente, a perda de dados é um problema crescente que pode levar a graves conseqüências financeiras. Tecnologia, educação e políticas claras e bem aplicadas de segurança de dados podem tornar o cumprimento mais fácil e reduzir incidentes.
  • Mobilidade, trabalho remoto e novas ferramentas como fatores de risco: A tendência relativa a trabalho remoto e ao uso relacionado de ferramentas baseadas em Web, dispositivos móveis, virtualização, computação “cloud” e tecnologias similares para aprimorar a produtividade continuará em 2009. Será um desafio para profissionais da segurança. Os limites da rede estão se ampliando rapidamente, e o número crescente de dispositivos e aplicativos em uso podem tornar a rede em expansão mais suscetível a novas ameaças.

Para evitar fraudes e o phishing, o PagSeguro não envia links e não usa o HTML nos e-mails de contato com seus usuários. Além disso, protegemos todas as transações com servidores criptografados e seguros. Fiquem atentos em suas empresas às atualizações dos sistemas e softwares e ao treinamento, para evitar invasões, vírus e perda de dados.

Nasce o Startupi

Com apoio PagSeguro e UOL Host, nasceu ontem uma iniciativa única no Brasil: o Startupi, um blog que vai falar de startups e mostrar aos investidores, nacionais e estrangeiros, as iniciativas brasileiras. Venture Capital, a criação de startups, Angel Investors e inovação serão os temas naturais do site.

A iniciativa do grupo Social Smart – que também mantém a Amanaiê e lançará um novo serviço para o mercado mobile em 2009 – será mantida pelo blogueiro Alexandre Fugita, que criou o Techbits, um dos melhores blogs de tecnologia do Brasil.

Foto: Larissa Herbst

Wimbelemdon: projeto social com apoio PagSeguro

No bairro de Belém Novo, em Porto Alegre, o fotógrafo Marcelo Ruschel fez nascer, com seu esforço, o projeto Wimbelemdon. Numa quadra de tênis daquele bairro, 40 jovens entre 8 e 15 anos em situação de risco, aprendem tênis e têm todo apoio para seguir os estudos – além de aulas de inglês, inclusão digital e meio ambiente.

Os simpatizantes do tênis e do Projeto WimBelemDon de Porto Alegre e arredores estão convocados a comparecerem à mostra Tênis/Arte: Marcelo Ruschel – Exposição 25 anos de Fotografia . Entre 17 e 23 de dezembro, no Átrio do Bourbon Shopping Country (av. Túlio de Rose, 100), o fotógrafo expõe seus cliques, resultado de 25 anos de fotografia artística pelas quadras de tênis do mundo inteiro. A abertura será dia 17 às 20h, com a presença já confirmada de Fernando Meligeni.

Na mostra, as pessoas terão a oportunidade de ajudar na continuidade do Projeto. Marcelo Ruschel doou várias fotos ao Projeto Wimbelemdom – que se transformaram em produtos e estarão à venda na Mostra. Alguns deles estão à venda on-line, na loja virtual do projeto.

A história

Tudo começou em 2001, quando o fotógrafo Marcelo Ruschel alugou uma quadra de tênis abandonada no Bairro de Belém Novo, em Porto Alegre. Entre 2001 e 2004, contou com a ajuda da tenista Suzana Bertoni dos Santos – que vive nos Estados Unidos e mantém projeto semelhante em Los Angeles, California. Em 2003, o projeto conseguiu o apoio dos tenistas Thomaz Koch e Fernando Meligeni, que se tornaram Embaixadores do Wimbelemdon, divulgando e apoiando o projeto.Em 2005, o projeto foi incorporado a  uma OSCIP, a Sociedade Tênis Educação e Participação Social – STEPS – que é a instituição responsável por manter e desenvolver o projeto,com conselho formado por tenistas, empresários, médico, advogado e alguns voluntários, todos entusiastas do esporte.