Arquivo da tag: Mercado

Venda Mais em 2018: Confiras as Nossas Dicas

Para que você consiga turbinar o seu faturamento, o planejamento de vendas deste ano já deve estar alinhado

De acordo com a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), as lojas em shoppings faturaram 147,5 bilhões de reais em 2017. Mesmo sendo ano de eleições, a expectativa da associação é de mais evolução.

O crescimento das vendas não ficou restrito ao varejo tradicional, ele também se repetiu no comércio eletrônico. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o setor avançou 12% em 2017, para 59,9 bilhões de reais. E a previsão é animadora, o comércio eletrônico deve ter faturamento superior a 69 bilhões de reais.

Não fique parado, aproveite as nossas dicas e aumente o seu faturamento!

Datas comemorativas, não perca elas de vista!

Como as vendas do varejo aumentam em épocas comemorativas, você precisa se programar .

Ao investir em marketing e criar promoções com antecedência, você consegue atrair mais clientes. Listamos as principais datas do varejo que você deve ficar de olho. Confira!

  • Dia do Consumidor (15 de março): Ofereça descontos ou benefício aos seus clientes. Que tal um frete grátis para compras acima de 100 reais?
  • Dia das Mães (13 de maio): Nessa data a conversa deve ser com os filhos, afinal, são eles que vão às compras.
  • Dia dos Namorados (12 de junho): Nessa data você vai falar com pessoas apaixonadas e o mix de produtos pode ser bem variado, explore a criatividade e monte kits com presentes.
  • Dia dos Pais (12 de agosto): Para essa data você deve se comunicar com os filhos e com as mães, pois são eles que vão as compras.  
  • Dia das Crianças (12 de outubro): Não esqueça de oferecer vantagens para que os pais, avós e tios comprem os presentes para a criançada.
  • Black Friday (30 de novembro): a data já caiu no gosto dos   Aproveitando os descontos agressivos das lojas, eles chegam a antecipar as compras de Natal  . Para você conseguir oferecer preços atrativos, negocie   com os seus fornecedores!
  • Natal (25 de dezembro): a véspera da data é sinônimo de shoppings lotados de pessoas à procura de presentes.  Entre no clima natalino e invista em   atendimento de qualidade e estoque variado.

Invista no marketing digital da sua loja

Pense em campanhas de e-mail marketing, conteúdos para as redes sociais, posts no blog da sua loja e anúncios no Google AdWords. Com isso você atrai novos clientes   e também estreita o relacionamento com seu público-alvo.

Invista em atendimento diferenciado

Com tanta concorrência, o consumidor tem o poder de escolher em qual loja vai realizar suas compras . Com preços e produtos semelhantes, o diferencial de uma loja deve ser o ótimo atendimento.

Lojas Físicas

Treine a sua equipe e foque no melhor atendimento ao cliente. Não esqueça de evidenciar os benefícios dos seus produtos.

Lojas Virtuais

Você tem muitas ferramentas para fazer um atendimento diferenciado. Fique disponível em diversos canais, como chat no site da loja, redes sociais e WhatsApp. Produza conteúdos que ressaltem as qualidades do seu portfólio de produtos. Vídeos são ótimos para isso!

Use todos os canais de venda

Mesmo quem tem um comércio físico já percebeu que pode aumentar as vendas ao usar os canais digitais. Até mesmo porque não existem fronteiras para as vendas online.

Mas sabemos das dificuldades de competir com as grandes lojas do mundo virtual. Afinal, elas investem mais para aparecer nos resultados de busca do Google e ficar em evidência nas redes sociais.

Aposte em outros canais de venda, como o marketplace, ele funciona como um shopping virtual que reúne produtos de diversas empresas em um único ambiente. Aproveite a grande audiência da Amazon, e outros marketplaces para divulgar seus produtos.

Compras usando o smartphone são tendência

Sabendo que mais de 90% dos acessos à internet são feitos por meio de smartphones e tablets, é fundamental que a sua loja virtual proporcione uma ótima experiência aos usuários.

A sua loja virtual precisa ter um design responsivo ou uma versão mobile. Basicamente, os consumidores precisam encontrar – e comprar – os produtos que querem com poucos toques na tela!

 Ofereça todas as opções possíveis de pagamento

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), os consumidores movimentaram 580 bilhões de reais com cartões de crédito e débito somente no primeiro semestre de 2017.

Os lojistas que aceitam essa opção de pagamento saem na frente. Para o comércio físico, a solução está em ter uma maquininha do PagSeguro. Com Minizinha, Moderninha Wifi ou Moderninha Pro, você aceita as principais bandeiras de cartões e vende no débito, crédito e refeição e ainda parcela as suas vendas em até 12 vezes e pode receber o dinheiro das suas vendas de uma única vez. Tudo isso sem pagar aluguel nem taxa de adesão.

PagSeguro, o melhor parceiro da Loja Virtual

Integre o sistema de pagamento da sua loja ao PagSeguro e passe a aceitar mais de 25 meios de pagamento. Se ainda não tem uma loja virtual, mas divulga e vende seus produtos nas redes sociais e pelo WhatsApp, você precisa conhecer o Link de Pagamento. Pelo site ou pelo aplicativo PagSeguro Vendas você insere a descrição do produto (ou serviço) e seu valor, depois gera um link de pagamento. Aí, basta compartilhá-lo com seus clientes pelas redes sociais ou WhatsApp e pronto!

Dessa forma, eles têm acesso à plataforma PagSeguro para efetuar o pagamento com cartão de crédito ou boleto bancário. Rápido, prático e, principalmente, seguro!

Boas vendas!

Como aceitar VR nas maquininhas do PagSeguro

Como aceitar VR nas maquininhas

Você já pode responder SIM quando seus clientes perguntarem “aceita VR?”. Isso porque, graças a uma parceria entre PagSeguro e VR Benefícios, as maquininhas (Moderninha Wifi, Moderninha Pro e MINI) passam a aceitar os cartões de benefícios do grupo, isto é, VR Refeição, VR Alimentação, VR Cultura e VR Auto.

Mais de 280 mil empresas usam o voucher da VR como benefício para seus colaboradores e agora você também pode aceitar pagamentos desses potenciais clientes.

No entanto, é importante lembrar que isso não acontece automaticamente. Em primeiro lugar, você precisa ter um CNPJ e uma conta PagSeguro do tipo empresarial.

>> Clique aqui e compre sua maquininha

A partir daí, é necessário cumprir alguns procedimentos para começar a aceitar o voucher VR Benefícios, desde o cadastramento no próprio site da bandeira até a habilitação dessa forma de pagamento na sua Conta PagSeguro.

Veja, a seguir, o passo a passo para aceitar VR nas suas maquininhas:

1 – O primeiro passo é gerar o código de afiliação no site do PagSeguro.* Para tanto, siga o caminho: “Preferências” > “Recebimentos”. Na nova página, vá até a parte inferior e visualize o grupo “Formas de recebimento desabilitadas”. Ali, ao lado da opção “Voucher”, clique em “Como aceitar”.
*Se hoje você já aceita outras bandeiras de voucher nas maquininhas do PagSeguro, utilize o mesmo código de afiliação.

Formas de Recebimento - Como aceitar VR nas maquininhas

2 – Na sequência, deve aparecer um código de afiliação, o qual deve ser informado na hora do cadastramento com a bandeira VR Benefícios*. Para isso, clique em “Acesse o site da operadora”, que fica na parte inferior direita da tela.

Código de afiliação - Como aceitar VR nas maquininhas

3 – No site da operadora, vá até a área de credenciamento e preencha os campos vazios nas quatro etapas, informando os dados solicitados. Após o preenchimento, você receberá um e-mail de confirmação do seu credenciamento.

Cadastro do Estabelecimento - Passo 1 - Como aceitar VR nas maquininhas
Cadastro do Estabelecimento - Passo 2 - Como aceitar VR nas maquininhas

4 – A partir do momento em que a VR Benefícios aprovar o seu cadastro, o status do Voucher será alterado para “habilitado” na sua conta do PagSeguro.

Status do Voucher - Como aceitar VR nas maquininhas

5 – Quando o contrato com a operadora estiver fechado, você já pode aceitar os cartões VR na sua maquininha. Aí, é possível consultar o relatório de vendas filtrando a bandeira “VR Benefícios” no campo de pesquisa avançada. Basta acessar “Venda Presencial” > “Relatório de vendas”.

Relatório de vendas - Como aceitar VR nas maquininhas

Não se esqueça que, em transações com voucher, a Moderninha só funciona como transmissor de informações. Isso significa que o dinheiro das vendas feitas com esses vouchers cai diretamente na sua conta bancária – que você informou lá no contrato com a VR Benefícios – e não no seu saldo PagSeguro. Aliás, inclusive a negociação de prazos e taxas é feita diretamente com a operadora.

Mudança do ICMS e seu impacto no e-commerce

estrategiasmobile

O e-commerce brasileiro conseguiu superar a crise em 2015 e registrou um crescimento nominal de 15% no faturamento.

Essa notícia seria de grande alegria para quem cuida de um e-commerce no Brasil, porém a mudança na regra de cobrança do ICMS transformou o cenário em algo não tão otimista.

Mas você sabe o que muda?

Antes, a alíquota do ICMS que deveria ser paga era definida com base no estado onde o empreendedor se encontra. Todo o valor ia para este estado, enquanto o local de destino não recebia nada.

Agora, o ICMS será dividido entre os dois estados envolvidos na transação. E o empreendedor será responsável por calcular a diferença entre a alíquota do estado de destino e a alíquota interestadual.

A alíquota, com o tempo, será mais direcionada ao estado de destino, evitando a concentração do dinheiro recebido pelo imposto nos centros de distribuição. A partir de 2019, por exemplo, o estado de origem só receberá a interestadual, enquanto o estado de destino ficará com o restante.

Ou seja, agora você tem mais uma etapa na hora de realizar uma venda: calcular a diferença entre a alíquota dos estados envolvidos na negociação e essa burocracia pode atrapalhar o desenvolvimento do negócio. Portanto, prepare-se para colocar mais essa função na rotina.

Porém, acompanhando as tendências de mercado, a venda em dispositivos mobile deve crescer em 2016, assim como o número de vendas online que já vem apresentando resultados positivos, enquanto o mercado tradicional apresenta resultados negativos. E o crescimento esperado para 2016 no setor é de 8%. Mesmo abaixo dos dois dígitos do ano anterior, ainda é uma margem otimista para o setor.

Portanto, já está na hora de criar as suas estratégias para fazer de 2016 um ano de sucesso para o seu e-commerce e se preparar para os novos cálculos. E se precisar de ajuda, pode contar com o PagSeguro.

Fontes:
http://idgnow.com.br/internet/2016/02/24/e-commerce-deve-crescer-8-no-brasil-em-2016-apesar-do-imbroglio-do-icms/
http://www.ebc.com.br/noticias/economia/2015/12/entenda-mudancas-na-cobranca-do-icms
https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/o-icms-no-e-commerce-a-partir-de-janeiro-de-2016/
http://www.infracommerce.com.br/operacoes/novas-regras-de-recolhimento-de-icms-para-o-e-commerce-no-brasil
http://exame.abril.com.br/pme/noticias/saiba-o-que-acontece-na-sua-empresa-com-a-mudanca-no-icms

Business Plan: o 1º passo do seu e-commerce

businessplan

Muitos não sabem o que de fato é um Business Plan, mas ele pode ser responsável pelo sucesso de um e-commerce.

Por definição, Business Plan é: uma visão quantitativa do futuro de uma empresa e reflete implicitamente uma estratégia de mercado, operacional e financeira. O objetivo dele é estimar a capacidade da empresa em gerar dinheiro no futuro. Portanto, todo negócio em algum momento precisará criar um e o e-commerce, não será uma exceção.

Além dos pontos apresentados acima, o Business Plan para e-commerce é uma condição fundamental para os que buscam financiamento ou investidores para o seu negócio. Isso porque você precisará mostrar que tem o caminho certo para torná-lo um empreendimento de sucesso.

Quando você faz um estudo detalhado, encontra todas as variáveis de custo para a criação do negócio e evita que despesas inesperadas coloquem tudo a perder. Isso mostra se o futuro da empresa é rentável e duradouro.

Um outro ponto importante que está dentro do seu Business Plan é a Análise SWOT. É nela que você estabelecerá quais são as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do negócio levando em consideração o segmento que ele se enquadra.

Não se esqueça de estabelecer metas (de curto, médio e longo prazo) e prioridades no seu planejamento. Assim, você tem orientações operacionais para o dia a dia e não perde o foco em possíveis emergências.

Outro ponto importante é que muitos parecem não ter conhecimento que o Business Plan não é criado para ser usado apenas uma vez e depois guardado na gaveta. É preciso revisitá-lo constantemente para ter certeza que está no caminho ou até mesmo se esse caminho precisa ser trilhado novamente levando em consideração possíveis mudanças de cenário.

Uma vez que o seu Business Plan for concluído, compartilhe as informações com pessoas de confiança e que tenham certa experiência para buscar possíveis mudanças. Um feedback sempre é bem-vindo.

Nos dias de hoje, o e-commerce chega como uma grande alternativa de trabalho, mas mesmo que seja apenas um complemento de renda, mantenha o seu Business Plan e todo gerenciamento do negócio da maneira mais profissional possível. Isso, com certeza, fará a diferença no sucesso da empresa.

FONTE:
http://www.blogdoecommerce.com.br/business-plan-para-e-commerce/
https://www.ecommercebrasil.com.br/artigos/business-plan-passo-ingressar-commerce/
http://www.cursodeecommerce.com.br/blog/plano-de-negocios-para-ecommerce/

Carteiras digitais: praticidade, segurança e uma tendência.

black friday dicas

Existem diversos modelos de pagamentos móveis e online para você escolher e a cada dia aparecem novas tecnologias. Uma tendência que vem crescendo tanto no exterior, quanto no Brasil é o uso das carteiras digitais.

Esse tipo de solução armazena os dados de identidade e financeiros do usuário permitindo o pagamento por meio de aplicativos sem a necessidade de usar dinheiro ou algum tipo de cartão.

Mas é seguro?
O investimento em mecanismos que evitam fraudes é ainda maior no método da carteira digital. Além disso, você tem a seu favor o fato de não ter que digitar seus dados em todas as compras, já que eles estão seguramente armazenados.

Segurança é sempre algo questionado em novos métodos de pagamento. As carteiras digitais chegam com um grande trunfo: o aumento das fraudes e clonagens que acontecem com os cartões. Com a carteira digital, as lojas têm acesso apenas as informações necessárias para venda e não a todos os seus dados.

Realmente é mais prático?
Pense por esse lado: com uma carteira digital, você pode realizar as suas compras sem levar dinheiro, sacar dinheiro em algum caixa eletrônico ou se for comprar em algum site, não precisa do cartão de débito ou crédito em sua mão.

Para comprar em lojas físicas, você só precisa do seu smartphone com algum aplicativo instalado ou se for comprar online, só precisa cadastrar seu cartão na Carteira PagSeguro. Quer saber mais sobre ela? Veja aqui.

Fique de olho nessa tendência e se prepare para esse método de pagamento que irá revolucionar as vendas.

FONTES:
http://tecnologia.seuradar.com/2015/12/10/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil/
http://www.tecmundo.com.br/tecnologia/45677-o-futuro-das-carteiras-digitais-vai-alem-de-pagamentos.htm
http://www.nl.com.br/blog/tecnologia/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-carteiras-digitais/
http://canaltech.com.br/materia/mercado/as-carteiras-digitais-tem-futuro-no-brasil-54199/

Plataforma de e-commerce é boa pedida para impulsionar vendas de PMEs.

pme, impulsionar vendas pagseguro

Estar presente no ambiente online com uma loja virtual não é o suficiente para realizar de fato as vendas. Você precisa investir em uma plataforma com as soluções ideias para o seu negócio.

É isso que oferece a Xtech Commerce, plataforma de e-commerce e marketing para PME’s e startups, que atingiu o volume de R$ 3 milhões em produtos vendidos mensalmente em todas as lojas virtuais criadas e hospedadas em sua plataforma.

O diferencial dela é a de ser inteligente e de fácil usabilidade, oferecendo automações de marketing dentro da solução que tem por premissa facilitar a vida do lojista. Eles até possuem um canal chamado “O Guru”, que é uma espécie de suporte técnico que funciona como um coach e ajuda em todas as etapas que o lojista necessita, desde a criação e lançamento do site, até a implantação de campanhas e promoções.

Essas características chamaram a atenção da Garimppo, rede de lojas de moda feminina, que usando a solução multicanal da Xtech em menos de um ano de atuação online alcançou um aumento de 20% no número de peças vendidas.

Segundo a proprietária da rede Carolina Mazza: “Entrar no universo digital era um pedido antigo de nossas clientes, que passam o dia conectadas em seus celulares. Quando decidimos montar um e-commerce, procuramos uma plataforma que pudesse nos oferecer experiência multicanal, além de velocidade, segurança e facilidade de uso, pontos que se destacaram em uma pesquisa respondida por elas”,

Esses quesitos citados por Carolina e somados a uma plataforma pós-venda, promoções segmentadas e presença nas redes sociais são primordiais para que uma PME consiga alavancar as suas vendas e lucros.

Gamificação e negócios

A gamificação tem o potencial de “injetar” vida nova em uma variedade de indústrias e dar forças à ofertas existentes.

O termo “gamification”, descreve o uso de mecânica de jogo, como desafios, conquistas e recompensas, para conduzir certos comportamentos do consumidor no que são tradicionalmente de jogos não-contextos, tais como serviços de televisão, energia ou saúde.

Atualmente, mais de 40% dos consumidores norte-americanos jogam videogames pelo menos uma vez por mês, e esse percentual vem aumentando com a crescente adoção de smartphones e tablets.

Torná-lo divertido

Com a introdução de uma iniciativa gamification, as empresas podem alcançar vários objetivos:

  • atrair novos usuários / clientes, incluindo alcançar segmentos;
  • manter os usuários existentes / clientes;
  • diferenciar as ofertas das dos concorrentes.

Gamification capta a atenção do público, mas também aumenta a participação, introduzindo diversão em rotina, muitas atividades sóbrias. Ele pode alavancar o buzz em torno de uma oferta específica e, portanto, melhora os anúncios nas redes sociais e tornam mais amplas as chances de atrair o público.

Hoje o e-commerce é uma ameaça para os varejistas físicos e varejo tem sido uma das primeiras indústrias a se beneficiarem com a gamificação.

Melhorar a Experiência

A gamificação permite que os varejistas traguam seus consumidores e aumente a participação deles dentro da loja. O Mobile anda junto com os jogos, principalmente os baseados em localização, o mais popular é o Foursquare. Através do aplicativo Foursquare, os varejistas podem premiar os consumidores de acordo com o check-in feito no local físico de uma loja e incentivar as comparações de preços, elogios, frequência no estabelecimento e reclamações, podendo usá-las de forma construtiva para melhorar seus serviços.

 

Fonte CRM Buyer

As expectativas para o dia 12 de outubro não são coisa de criança.

Para 2015, apesar da retração esperada na economia do país, o relatório WebShoppers da E-bit prevê um crescimento de 20% para o e-commerce brasileiro, atingindo um faturamento de R$ 43 bilhões até o fim do ano.

Grande parte desses números virão das datas comemorativas – e a primeira delas está logo aí: o Dia das Crianças.

Considerada a data de maior faturamento do segundo semestre – atrás apenas do Natal – o dia 12 de outubro é uma excelente oportunidade para expandir os negócios no segmento.

Tabela Sazonalidade

Por isso, aproveite: com o crescente interesse dos baixinhos por tecnologia, buscar brinquedos que se conectam a tablets e smartphones são uma excelente pedida. Aplicativos e jogos eletrônicos – de mídia física ou não – também agradam muito a geração que nasceu conectada.

Também é interessante observar uma tendência de pais que buscam afastar os filhos das telinhas de eletrônicos, dando preferência aos brinquedos tradicionais. Segundo pesquisa um grande site dedicado ao comércio eletrônico, entre 56% dos pais que irão presentear seus filhos, 20% afirmaram que pretendem comprar miniveículos ou bicicletas para os filhos, 17% bonecos ou bonecas e 14% brinquedos educativos.

Fique ligado aqui para mais dicas de vendas!

Fontes: epocanegocios.globo.com
profissionaldeecommerce.com.br
E-bit informação